A emissora alemã NDR envolverá cerca de 10 mil pessoas na pré-seleção dos seus candidatos para o Festival Eurovisão 2018, certame que decorrerá em Lisboa.

A viver uma das piores séries de resultados da história do Eurovision Song Contest, a emissora alemã NDR divulgou ontem, em comunicado de imprensa, alguns detalhes sobre o seu método de seleção dos seus candidatos para Lisboa.

Escolhido por uma combinação de votação pública, um painel europeu de 100 membros e um júri de especialistas internacionais, a emissora alemã NDR procura envolver mais de 10 mil pessoas na seleção dos candidatos, com o painel europeu a representar o gosto do público europeu, sendo que os seus integrantes serão selecionados através de pesquisas nas redes sociais e terão um papel ativo nas diversas fases do processo.

Por outro lado, o júri internacional será composto por 20 a 25 antigos jurados nacionais dos respetivos países em anteriores edições que, como no Festival Eurovisão, atribuirão os seus pontos pelos respetivos países.

Em comunicado, Thomas Schreiber, diretor de entretenimento da ARD, afirmou: "Nós últimos meses realizámos muitas reuniões, consideramos todos os atrativos e ouvimos conselhos e críticas de fora (...) Estamos muitos entusiasmados com os nossos parceiros e com o conceito que criámos: uma mistura certa de paixão, conhecimento e análise. Queremos criar um novo conceito para a Eurovisão na Alemanha.".

As inscrições para o concurso estarão abertas até 6 de novembro, sendo que a inscrição é online. O painel europeu será responsável pela seleção de 20 candidatos para a segunda ronda, onde a NDR analisará as suas competências. O júri internacional e o painel europeu selecionarão posteriormente os cinco finalistas para a gala ao vivo, enquanto a NDR trabalhará com compositores e produtores para criar as canções e apresentações adequadas a cada finalistas. A data final da competição e mais detalhes sobre o evento serão revelados nas próximas semanas.

Estreante em 1956 e com 61 participações no curriculum, a Alemanha atravessa a pior fase de resultados da sua história. Depois da vitória em 2010 e dos tops 10 dos dois anos seguintes, o país não conseguiu, nos últimos anos, superar a 18.ª posição na grande final. Levina e Perfect Life foram os representantes alemães em Kiev, sendo que conseguiram escapar ao último lugar da final ocupado pelo país nas duas últimas edições: contudo, a candidatura não foi além do 25.º (e penúltimo) lugar com apenas 6 pontos.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top