Festival Eurovisão no Parque das Nações, Eurovision Village no Terreiro do Paço. Falta conhecer onde ficarão sediados o Euroclub e o Eurocafé, espaços de excelência para envolver os eurofãs e a população local em torno do fenómeno eurovisivo.  O ESCPortugal apresenta-lhe alguns dos locais da capital portuguesa que poderão estar entre as escolhas da organização para o Euroclub.

O Euroclub é - podemos resumir assim - um clube ou discoteca com concertos e festas dedicadas ao Festival Eurovisão. Terá de dispor, como mínimos, de um bar, palco para concertos e atuações com pista de dança. Nas edições anteriores do Festival Eurovisão, o Euroclub funcionou em locais tão diversos como um Museu com espaços interiores e exteriores (Atenas 2006), um solar antigo  com diversas salas e ambientes (Helsínquia 2007), uma discoteca (Oslo 2010) ou em armazéns reconvertidos (Viena 2015).

Em Lisboa, o Euroclub deverá estar aberto a partir do dia 30 de abril até 12 de maio, todas as noites. Local de peregrinação de muitos eurofãs durante as semanas do Eurovision Song Contest, a localização do Euroclub do Festival Eurovisão 2018 ainda não foi anunciada pela organização. Com o concurso a decorrer no Parque das Nações e o Terreiro do Paço reservado durante duas semanas, muitas são as opções para a localização do Euroclub.

O ESCPortugal pôs mãos à obra e mostra-lhe alguns dos espaços que poderão estar a ser analisados pela organização:


Convento do Beato
Conhecido da comunidade eurovisiva por ter sido palco do Festival da Canção de 2014, o Convento do Beato poderá também estar na corrida por albergar o Euroclub do próximo ano. Construído próximo ao rio Tejo, o Convento é composto por diversas salas sendo que o Claustro, local onde decorreu o Festival, tem capacidade máxima para 2500 pessoas em pé. A localização entre o Parque das Nações e o Terreiro do Paço pode servir como uma vantagem.



Museu da Carris
Palco de uma das mais conhecidas Passagens de Ano na capital portuguesa, com festas, jantares e concertos ao vivo, o Museu da Carris é outro dos espaços que deve estar em foco da organização do Festival Eurovisão. Localizado em Alcântara, o Museu é constituído por duas áreas distintas o que permitiria a realização de dois eventos em simultâneo. O facto de aliar a modernidade e a história poderá ser um dos pontos a favor.



Pateo da Galé
Inaugurado em 2011, o Pateo da Galé situa-se na ala poente do Terreiro do Paço, no local onde, antes do terramoto de 1755, se situavam o Paço Real e a Casa da Índia. Com cerca de 1500 metros quadrados, o recinto pode albergar mais de 1800 pessoas, o que faz com que seja um dos locais mais bem cotados para receber o Euroclub do Festival Eurovisão 2018. A proximidade à Eurovillage é outro dos pontos fortes para a escolha do local.



Lust in Rio
É uma discoteca situada junto ao Cais do Sodré que, a ser escolhida, transformar-se-á no Euroclub. Tem salas interiores e esplanada exterior virada para o rio Tejo. Este espaço acolhe habitualmente diversas festas temáticas, muitas das quais ligadas à vida académica e ao Erasmus. A sua decoração habitual proporciona um requinte especial com vista para a Ponte 25 de Abril. 


Pavilhão Carlos Lopes
Localizado no Parque Eduardo VII, o Pavilhão Carlos Lopes, gerido pela Associação de Turismo de Lisboa (um dos patrocinadores da Eurovisão 2018), reabriu recentemente, 14 anos após ter encerrado por falta de condições de segurança. A antiga sala multiusos do espaço, com cerca de 2 mil metros quadrados e com capacidade para cerca de 2000 pessoas, foi "modernizada" tendo condições técnicas para suspensões, estando disponível para qualquer tipo de evento adequado à dimensão do espaço. Ponto menos positivo poderá ser a sua localização, fora do perímetro do rio Tejo.


Pavilhão de Portugal
Construído para albergar a representação nacional na EXPO 98, o Pavilhão de Portugal, a escassos metros do MEO Arena, deve estar fora da corrida para albergar o Euroclub. O edifício foi entregue, definitivamente, à Universidade de Lisboa que deverá reconverter o mesmo num Centro de Congressos, sendo que as obras deverão começar dentro de meses e estender-se durante o ano de 2018.


Teatro Raúl Solnado
Situado no Parque Mayer, o antigo Teatro Capitólio, atualmente batizado Teatro Raúl Soldado, foi inaugurado em julho de 1931, segundo um projeto de Luís Cristino da Silva. Foi utilizado como teatro, cinema e até discoteca, tendo encerrado nos anos 90. Em 2007, a Câmara Municipal de Lisboa anunciou um projeto de reabilitação, tendo sido reaberto no passado mês de novembro. Tem capacidade máxima para 1500 pessoas. Recentemente a empresa Sons em Trânsito  (responsável pelo agenciamento de diversos artistas nomeadamente de Luísa Sobral) ganhou o concurso público para gerir o espaço nos próximos anos.


Torreão Poente
Localizado no Terreiro do Paço, o Torreão Poente é um dos cinco pólos do Museu de Lisboa. Apesar de ser habitualmente palco de exposições temporárias, o local recebeu, nos últimos anos, algumas after partys de eventos realizados no Páteo da Galé, como a Moda Lisboa. Contudo, a reduzida capacidade poderá ser uma desvantagem para receber o Euroclub, sendo que poderá ser utilizado para outro fim.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem: Google

9 comentário(s):

  1. Anónimo21:18

    a arena box é uma das versatilidades da sala principal do meo arena.. foi lá onde gravaram os castings do fator x.. se os ensaios vao estar lá a decorrer, então o euroclub nunca poderá ser lá

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:58

      ????
      Os ensaios decorrem na arena principal --'

      Eliminar
    2. Anónimo02:30

      A arena box é a plateia da Arena principal... dahh

      Eliminar
  2. Anónimo21:41

    Excelente artigo. Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:44

    O museu da carris é otimo local. Estive lá na passagem de ano do ano passado. Um dos artistas foi o Filipe Gonçalves. É lindo evtem zonas interiores e exteriores

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:30

    A Arena Box é um bocado da plateia em pé da Sala Atlântico (Sala essa onde vai decorrer o próprio festival) com paredes falsas móveis... Essa sala fica no local onde, nas últimas edições, se localizou a Green Room... Aqui está a planta da sua localização a azul: https://www.google.pt/search?q=arena+box+planta&prmd=imnv&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjL7bKsl9_VAhVHRhQKHTMDAicQ_AUICSgB&biw=360&bih=295#imgrc=XP0NAAjYEZJJtM: Por isso esqueçam essa sala, não vai estar disponível...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo11:54

    Acrescentaria à lista o Palácio Foz nos restauradores.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo12:53

    Escolham o que melhor achem, mas não descurem a segurança das pessoas! Basta de poupar dinheiro naquilo que é essencial e falta em Portugal! #notincpor

    ResponderEliminar
  7. Anónimo15:05

    O Patio da Galé é muito pequeno

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top