A emissora estatal do Mónaco confirmou, esta manhã, que não estará representada no Festival Eurovisão 2018. A última participação do país aconteceu em 2006.

A emissora estatal do principado do Mónaco anunciou, esta manhã, que não fará parte da lista de participantes da próxima edição do Festival Eurovisão da Canção, que acontecerá em Lisboa. A Telé Monte Carlo esteve fora da competição durante 24 anos, entre 1980 e 2004, quando  decidiu regressar ao certame por três edições. Nessa altura, a emissora justificou a retirada por não concordar com o sistema de votação, tendo referido que "o voto político faz com que o Mónaco não tenha qualquer hipótese de apuramento". Nos últimos anos a ausência tem sido justificada devido à falta de apoios financeiros.

Agendado para 8, 10 e 12 de maio no Parque das Nações, em Lisboa, o Festival Eurovisão 2018 conta com 30 países provisoriamente confirmados: Alemanha, Arménia, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bielorrússia, Chéquia, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Holanda, Irlanda, Islândia, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Sérvia, Suécia, Suíça e Ucrânia. Por outro lado, Andorra, Luxemburgo, Mónaco e Turquia são os únicos países que já confirmaram que não estarão representados em Lisboa.

O Mónaco estreou-se na Eurovisão em 1959, tendo participado por 24 ocasiões entre 1959-1979 e 2004-2006. No entanto, o pequeno principado ficou por dezasseis ocasiões no top 10 da competição, tendo vencido em 1971 com a cantora Séverine e o tema Un banc, un arbre, une rue. A última participação do Mónaco esteve a cargo de Séverine Ferrer e o tema La Coco-Dance, que no palco de Atenas não foi além do 21.º lugar com 14 pontos na semifinal.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCToday / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top