A emissora australiana SBS confirmou que estará representada no Festival Eurovisão 2018, que será realizado em Lisboa. A Austrália torna-se no 30.º país provisoriamente confirmado no certame.

Pelo quarto ano consecutivo, a Austrália estará a concurso no Festival Eurovisão, avança a emissora australiana SBS. Michael Ebeid, diretor-gerente da emissora, foi o responsável pelo anúncio: "A SBS orgulha-se de garantir a participação da Austrália no Eurovision Song Contest pelo quarto ano consecutivo, visto que o afeto e a paixão do país pela Eurovisão continua a crescer".

"Com Guy, Dami e Isaiah, a SBS mostrou o incrível talento dos artistas australianos no cenário mundial e, por sua vez, a maravilhosa diversidade que a Austrália tem hoje em dia" afirmou, revelando que Myf Warhurst e Joel Creasey voltarão a ser os responsáveis pelos comentários: "Também é óptimo o regresso de Myf e Joel depois de terem capturado perfeitamente o espírito do concurso na sua estreia. Estamos ansiosos por revelar notícias ainda mais emocionantes nos próximos meses".

Paul Clarke, chefe de delegação do país e diretor da Blink TV, também reagiu à confirmação australiana: "É maravilhoso estar de volta. Nos três anos anteriores conseguimos grandes sucessos (...) É um desafio bastante emocionante encontrar um candidato para levar a bandeira australiana bem longe e mal podemos esperar para começar a procura". 

Agendado para 8, 10 e 12 de maio no Parque das Nações, em Lisboa, o Festival Eurovisão 2018 conta com 30 países provisoriamente confirmados: Alemanha, Arménia, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bielorrússia, Chéquia, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Holanda, Irlanda, Islândia, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Sérvia, Suécia, Suíça e Ucrânia. Por outro lado, Andorra, Luxemburgo e Turquia são os únicos países que já confirmaram que não estarão representados em Lisboa, enquanto a Eslováquia e a Albânia ainda não tomaram uma decisão final.

Com três participações no curriculum, a Austrália é o único país que nunca ficou de fora do top10 do Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o 2.º lugar alcançado por Dami Im e "Sound of Silence", em Estocolmo, sendo a candidatura mais votada pelo júri. Em Kiev, o país fez-se representar por Isaiah e "Don't Come Easy" terminando em 9.º lugar com 173 pontos, 5 deles oriundos do júri português. Recorde a atuação de seguida:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SBS / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

20 comentário(s):

  1. Anónimo07:49

    E lá voltam os intrusos. Ridículo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:05

      Concordo plenamente, já não os posso ver na eurovisao, espero que não participem mais...

      Eliminar
  2. Rui Ramos09:16

    Excelente. Trazem sempre qualidade e é o que interessa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JEFFERSON12:39

      Qualidade só em 2016!

      Eliminar
    2. Anónimo13:50

      Qualidade é relativa. O tema deste ano só teve 2 pontos de televoto, salva apenas pelo juri.

      Eliminar
    3. a "qualidade" da Australia rebentou-me com os ouvidos em 2017...

      Eliminar
  3. Anónimo10:21

    a SBS deve ser mesmo uma emissora especial , para poder participar na Ásia eurovision e na eurovision ao mesmo a tempo lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:49

      Money Money Money Como é que era mesmo aquela canção dos Abba?

      Eliminar
  4. Por favor que seja o último ano que participam, acho ridículo eles terem o direito de participar em 2 concursos ao mesmo tempo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JEFFERSON12:39

      Concordo!!!

      Eliminar
    2. Anónimo13:50

      Acho que eles estão para ficar. Mesmo que o outro concurso venha a ser um sucesso.

      Eliminar
  5. Anónimo10:49

    Boaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  6. Anónimo11:51

    Deve ser a ultima vez

    ResponderEliminar
  7. Anónimo12:37

    epa mas porque é que fizeram então o Asia Eurovision? eu não tenho nada contra, mas sendo assim é ridiculo ainda para mais quando já tem participação confirmada tanto neste esc como no outro

    ResponderEliminar
  8. Anónimo14:50

    Já imaginaram este cenário: a Austrália ganha em 2018?

    ResponderEliminar
  9. Anónimo15:32

    [-( [-( [-(

    ResponderEliminar
  10. Eu não tenho nada contra a Austalia...mas por mim não participavam mais!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo16:47

    O facto de participarem em dois concursos idênticos não deveria ser razão para serem excluídos de um deles. Durante duas décadas Portugal e Espanha participavam no ESC e no Festival OTI (ibero-americano). A meu ver a razão para exclusão teria a ver, isso sim, com o facto de a SBS não ser membro da EBU. Por outro lado, se há tanto interesse em que um país/uma estação não filiado/a na EBU participe, poderia fazer-se assim: a canção vencedora do AsiaVison participaria no ESC.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo18:16

    Ai que grupo D de dificil! Força Sporting!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo21:42

    OMG tããããããão ridículo😂😂

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top