A emissora estatal da Bósnia-Herzegovina garantiu um financiamento sustentável com a implementação de um novo sistema de cobrança da taxa audiovisual. Contudo, o país deverá ficar de fora do Festival Eurovisão 2018.

Com dívidas superiores a 20 milhões de euros e depois de suspensas as transmissões devido aos problemas financeiros, a emissora estatal da Bósnia-Herzegovina, a BHRT, recebeu um encontro entre diversas associações internacionais com o objetivo de assegurarem a manutenção do serviço público de radiodifusão do país (AQUI), depois do governo alegar não ter condições para a sua manutenção.

Dois meses depois do encontro, a União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER) avança que a BHRT garantiu um financiamento sustentável após a assinatura de um acordo com a companhia elétrica Elektroprivreda - JP EP. Este acordo assegurará a cobrança da taxa audiovisual através das contas de electricidade a partir deste mês, havendo planos para oferecer o mesmo contrato com outras companhias elétricas. De realçar que o antigo modelo de cobrança havia expirado há mais de um ano, sendo que o governo não conseguiu encontrar uma solução para financiar a emissora.

"Estamos satisfeitos pela BHRT ter conseguido um rendimento estável para o futuro, o que lhes permitirá cumprir as suas obrigações para com a sociedade" afirmou Radka Betcheva, chefe das relações da EBU/UER para os membros da Europa Oriental. Contudo, a BHRT precisa ainda do apoio urgente do governo para revogar as leis dos media desatualizadas e ajuda financeira para pagar as dívidas acumuladas.

Estreante em 1993, a Bósnia-Herzegovina participou em 19 ocasiões no Festival Eurovisão, conquistando o 3.º lugar em 2006, o melhor resultado da sua história. Contudo, em 2013, o país retirou-se do concurso alegando problemas financeiros da emissora nacional BHRT. Desde então, a Bósnia-Herzegovina apenas participou em 2016: a candidatura de Dalal & Deen feat. Ana Rucner & Jala com  "Ljubav je" reuniu patrocínios suficientes que cobrissem todos os gastos da emissora no concurso. No entanto, pela primeira vez na história do concurso, o país falhou o apuramento, terminando em 11.º lugar na semifinal. Recorde, de seguida, a participação:



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCToday / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

1 comentário(s):

  1. Anónimo19:44

    E supostamente esta emissora e mais rica que a rtp hahahahaha

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top