A União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), o Conselho da Europa, a Federação Europeia de Jornalistas e outras organizações internacionais reuniram-se com a emissora estatal da Bósnia-Herzegovina para tentar resolver os problemas do serviço público do país.


A cidade de Sarajevo recebeu, ontem, 13 de junho, um encontro entre diversos organismos internacionais cujo principal objetivo foi a discussão dos complexos problemas que o serviço público de televisão está a enfrentar no país. A União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), a BHRT, a Associação de Jornalistas da Bósnia-Herzegovina, o Conselho da Europa, a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), a Federação Europeia de Jornalistas e representantes das televisões do sudeste europeu marcaram presença no encontro.

Com dívidas superiores a 20 milhões de euros, a emissora estatal da Bósnia-Herzegovina (BHRT) suspendeu as transmissões em junho do ano passado, sendo a primeira vez na história da EBU/UER que um organismo parou a transmissão devido a problemas financeiros. Depois de várias mudanças no sistema de cobrança da taxa de licença, o governo da Bósnia-Herzegovina alegou não ter condições para assegurar a manutenção do serviço público de radiodifusão do país.

"O serviço público de radiodifusão é algo fundamental nas sociedades democráticas. Exortamos as autoridades da Bósnia-Herzegovina a tomar medidas urgentes para salvaguardar o futuro do sistema nacional para que ele possa ter um papel ativo na promoção e no fortalecimento da democracia, promovendo a tolerância étnica e assegurando a coesão social" afirmou Ingrid Deltenre, diretora-geral da EBU/UER. Contudo, até ao momento, não foi revelada qualquer informação sobre a reunião de ontem.

Estreante em 1993, a Bósnia-Herzegovina participou em 19 ocasiões no Festival Eurovisão, conquistando o 3.º lugar em 2006, o melhor resultado da sua história. Contudo, em 2013, o país retirou-se do concurso alegando problemas financeiros da emissora nacional BHRT. Desde então, a Bósnia-Herzegovina apenas participou em 2016: a candidatura de Dalal & Deen feat. Ana Rucner & Jala com  "Ljubav je" reuniu patrocínios suficientes que cobrissem todos os gastos da emissora no concurso. No entanto, pela primeira vez na história do concurso, o país falhou o apuramento, terminando em 11.º lugar na semifinal. Recorde, de seguida, a participação:


 Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Eurofestival.News / Imagem: Google / Vídeo: eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top