A emissora da Rússia recebeu uma repreensão do Grupo de Referência da EBU/UER pela falha na reunião de delegações e pela não transmissão do Festival Eurovisão 2017. O organismo manifestou o desejo de "ver os representantes da Rússia e da Ucrânia reunidos em Portugal".

Depois do anúncio da aplicação de uma multa à emissora da Ucrânia devido aos atrasos na organização do Festival Eurovisão 2017 e da não-colaboração para garantir a participação da Rússia no evento (AQUI), o Grupo de Referência da União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER) revelou as sanções a aplicar à emissora russa. De realçar que o Channel One não se fez representar na reunião de chefes de delegação em março (antes da retirada russa da competição) e também não transmitiu o concurso.

Apesar do castigo máximo a ser aplicado ser o afastamento do concurso durante três anos e a aplicação de avultadas multas, o Grupo de Referência optou por apenas emitir "uma reprimenda pela não presença do Channel One numa reunião obrigatória dos chefes de delegação em Kiev, em março, e pela falta da transmissão ao vivo", acreditando que não deverá ser "aplicada mais nenhuma ação contra o organismo, por agora".

Frank-Dieter Freiling, presidente do Grupo de Referência, apelou à natureza "inclusiva e não-política" do concurso, realçando que o objetivo do evento é "unir o público (...) e todos aqueles que foram eleitos e assim o desejam, são livres de competir no mesmo". O Presidente do organismo sublinhou ainda "o desejo de ver os representantes da Rússia e da Ucrânia reunidos em Portugal, em paz, para a competição não-política do próximo ano".

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: TASS / Imagem: EBU

6 comentário(s):

  1. Anónimo15:29

    Uns são filhos, outros são enteados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:12

      Porque? Nao foi a Russia ja impedida de participar um ano? Entao pronto

      Eliminar
    2. Sim, mas também foi a emissora Russa que se negou a escolher outro representante.
      Nesta situação têm mais culpa a emissora Russa que a emissora Ucraniana, já que foi o governo Ucraniano e a SBU, não a emissora ucraninana, que impediram a entrada da Julia no país.

      Eliminar
    3. Anónimo20:10

      Em um mes acha que conseguiria fazer uma musica decente e arranjar um bom artista?

      Eliminar
    4. Anónimo20:11

      E Winterwind mas quem desrrespeitou as regras da EBU foi a Ucrania, nao a Russia daí esta nao ter sido castigada

      Eliminar
  2. Anónimo20:13

    Na minha opiniao tanto Russia como Ucrania deveriam levar multas pesadas e para a Ucrania uma nao participaçao ( pois a Russia ja ficou sem participar)
    Mas visto que a EBU decidiunao aplicar nao participaçoes parece me justo a multa a Ucrania e a Russia nao.
    Ainda bem que estaram os dois em Portugal...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top