O município de Espinho juntou-se hoje a Gondomar e a Santa Maria da Feira na lista de concelhos da Área Metropolitana do Porto com interesse em acolher o Eurovision Song Contest 2018.


Subiu para seis o número de cidades interessadas em receber o Festival Eurovisão da Canção 2018. Espinho é a última cidade a juntar-se a esta lista. Esta disponibilidade foi demonstrada na reunião do Conselho Metropolitano do Porto, tendo o presidente da Câmara de Espinho, Pinto Moreira, destacado que "a nave polivalente de Espinho tem uma área útil superior ao MEO Arena".

Nesta reunião, os autarcas da Área Metropolitana do Porto concordaram em que a região se afirme como sendo capaz de acolher o evento no próximo ano, por dispor de equipamentos para o efeito, mas também hotéis suficientes. Na passada sexta-feira, foi a vez do presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, afirmar que o pavilhão multiusos local também tem condições para acolher a Eurovisão.

Hoje, os autarcas decidiram que, depois da Área Metropolitana mostrar que tem condições e equipamentos disponíveis para a realização do Festival da Eurovisão, "cada autarquia [interessada] apresentará individualmente a sua candidatura".

Até ao momento são seis os municípios de que se fala terem já demonstrado interesse em receber o Festival Eurovisão da Canção de 2018. Essas cidades são Santa Maria da Feira, Guimarães, Gondomar, Espinho, Portimão e Lisboa - contudo, não se conhece qualquer reação oficial da Câmara Municipal de Lisboa e da Área Metropolitana de Lisboa.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: DN / Imagem: Google

39 comentário(s):

  1. Anónimo16:04

    Claro, Lisboa não diz nada e depois vai ficar pelo caminho....
    tem de ser Lisboa e acabou! É o que maior parte dos portugueses e estrangeiros querem- Pedem Lisbon.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:14

      O MEO Arena + FIL + Pavilhao Portugal estão escolhidos e reservados desde o 1º minuto...

      Tudo o resto é perda de tempo e dinheiro.

      Eliminar
  2. Anónimo16:06

    Daqui a nada é na mansão em Sintra onde está a Madonna (ou há de ir ainda)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo16:24

    Ahaha Espinho a minha cidade.. E verdade temos uma arena muito boas mas sejamos sinceros nao sei se sera boa ideia.. Ainda para mais ha planos para a construcao do estadio que vai custar milhoes e querem gastar mais?
    E verade que temos condicoes para o evento ( exepto aeroporto) me emos qualidade paa o realizr como fizemos no mundialbde voley de prai Espinho 2015 mas nao sei se sera uma boa ideia.. Acho mesmo melhor lisboa.. Mas a verdade seja uma.. Nao vi o presidente de Lisboa a revelar qualquer interesse..

    ResponderEliminar
  4. Ricardo Alves16:30

    Acho excelente a cidade de Espinho, tem todas as condições, linha ferrea direta ao Porto, vários hoteis na cidade. A arena é muito boa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:16

      Tem linha férrea sim senhor, mas demora mais de uma hora do aeroporto a Espinho. E diga-me, têm capacidade hoteleira para 10mil pessoas durante duas semanas? So de emprensa são 1500 pessoas, vai deixa-los deslocados de Espinho? Repito, descentralizar não significa colocar eventos internacionais em locais sub-dimensionados para o efeito. Descentralizar é criar condições dignas de vida sem que as pessoas tenham de se deslocar para as grandes cidades.

      Eliminar
    2. Imaginem o que aera 40,000 pessoas (que foi o número de pessoas que fora a Kiev para a Eurovisão deste ano) a apanharem o metro, depois o comboio para Espinho... bem, eu acho que têm de ser realistas... e ver a dimensão das cidades que habitualmente recebem o evento... não se trata apenas de organizar só porque sim... tem de se deixar uma imagem... imaginem o que 40,000 pessoas farão em duas semanas e os transportes necessários...

      Eliminar
    3. Anónimo23:15

      Espinho??? As pessoas iam se alojar pro Porto,,,

      O aeroporto está a 1 hora...

      Tenham juizo.

      Eliminar
  5. Anónimo18:09

    A nave de espinho tem uma capacidade máxima de 12000 pessoas sentadas e em pé, após adaptações, que é como quem diz green room, palco, bolacha central corredores de acesso e espaços técnicos, deve dar para umas 8000 no máximo. Fica a 33km do aeroporto mais próximo e não tem hotelaria na cidade para albergar o anormal pico de pessoas durante 2 semanas. Acho bem que se candidatem todos, mas não aceito que digam que têm melhores condições, porque não têm.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Ramos18:18

      Em Moscovo houve delegações que ficaram a 50 kms da arena!! Estamos a falar em distancias muito pequenas entre Espinho com Gaia e Porto.
      Em todas as cidades, incluindo em Viena e Estocolmo, ao lado das arenas foram "construidas" tendas gigantes para muitas das areas tecnicas.
      33 kms do aeroporto não é nada, comparando as distancias entre os aeroportos da Europa e as suas capitais.

      Eliminar
    2. Anónimo19:15

      Quando falo em areas técnicas, são as areas técnicas de recinto, apenas disponiveis para pessoal e equipamento de produção. São as gruas, são as cameras de carril, são os corredores de passagem de todos os técnicos, elementos de segurança, artistas, etc. Mesmo no Meo Arena pelo menos 20% da área de peão será perdida. No Meo Arena nao é preciso colocar pessoas em tendas, temos a FIL logo ao lado, espaco para red carpet, bares para todas as parties imagináveis, restauração, hotelaria sem necessidade de qualquer transporte especial de corrida. Temos ainda o Aquário (seria espectacular para os postcards) o teleférico, fan zones ja criadas para quem nao tenha bilhete, o pavilhão de Portugal para as festas de calor de Verão. Aceito que se candidatem todos. Mas não digam que têm melhor porque não têm. Não consigo confirmar que em Moscovo houve a necessidade de colocar as delegações a 50km's, acho estranho e acho que os maus modelos não são para se copiar, prefere dormir a 2km ou a 50km de distância do evento? Quer pagar mais porque decidiu colocar as pessoas longe? Estamos a colocar as pessoas numa cidade como Lisboa, quer comparar a oferta turística de uma cidade e outra? Multibancos para esta estrangeirada toda, é para colocar temporários? E como é o feed de dados de internet para esta gente toda, vai ser preciso antenas de reforço? Até Lisboa se viu a rasca neste aspecto com o websummit. Portanto por favor, respeito, sim senhor acho bem que se candidatem, mas dizer que têm melhor, não, não têm.

      Eliminar
    3. Anónimo23:16

      tendas gigantes???

      Portugal nao precisa nada disso...

      Tem a sala tejo, FIL e Pavilhao Portugal, sem se gastar 1 euro que seja numa tenda..

      Tenham juizo, o sitio esta escolhido desde o inicio.

      Eliminar
  6. Anónimo19:28

    Ouvi dizer que Freixo de Espada à Cinta também ia candidatar-se...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:12

      Eurovisão no Freixo seria Glorious! Mandávamos logo vir a Cascada outra vez...

      Hermenegildo

      Eliminar
  7. Anónimo20:43

    eu apoio a candidatura de Vale da Porca, tem todas as condições e tem bons ares!!!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo21:20

    Escolham mas é Almada 2018 ahahah

    ResponderEliminar
  9. Anónimo22:32

    Sou de Espinho e adoro a minha cidade. Mas, como já estive no ESC várias vezes, sei que esta linda cidade não comporta 1 evento desta magnitude. Mas, não é justo que seja "tudo" em Lisboa. O Porto pode cobrir o Estádio do Bessa em 2 meses (na Boavista), que acolher o evento melhor que Lisboa. A Casa da Música pode comportar cerimónias tipo "Red Carpet" e o Parque da Cidade pode acomodar 1 Press Center. Na Baixa do Porto não faltam espaços para um "Fans Café". Tudo em Lisboa não! Sejamos realistas : ) Basta de ser TUDO em Lisboa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:40

      Vai dormir Portista!

      Eliminar
    2. Anónimo00:43

      red carpet na casa da música é de morrer a rir...

      Eliminar
    3. Anónimo01:32

      Cobrir um estádio em 2 meses? LoL Isso na melhor das hipóteses seria o tempo de montagem. De que material vai ser feito? qual o peso da cobertura? é necessário reforço estrutural? é necessária estrutura de suspensão? A cobertura vem as pecas? De onde e quanto tempo demora a chegar a cobertura? É uma estrutura que fica para o Boavista? Têm dinheiro para pagar? Dá para proteger o relvado? Sai mais barato depois meter um novo? O que mais será preciso dizer para se perceber que já temos as condições para no mínimo realizar uma das melhores Eurovisões de sempre sem custos estruturais? É que se quiserem gastar dinheiro qual Bessa qual quê, era meter a Eurovisão em Tróia e construir uma estrutura que depois serviria os festivais todos de Tróia, aquilo tem potencial gigante, glamour e riqueza natural ja tem e a dar frutos. Já para não falar do Algarve, acho que também são gente, têm aeroporto em Faro, o melhor clima de Maio, a melhor hotelaria do pais, falta-lhe uma estrutura coberta de nivel. Infelizmente para estar feita em menos de um ano é para esquecer.

      Eliminar
    4. Anónimo16:22

      Não desgostei da ideia do Estádio do Bessa, é vdd que não tem cobertura (problema que se resolve) a nível de estrutura poderia funcionar e tem tudo a volta desde hotéis de 5 estrelas, metro, está no centro da cidade, gostava que a Câmara do Porto equacionasse

      Eliminar
    5. Anónimo18:11

      Sim, para não ser tudo em Lisboa , é no Porto ? Já agora noutro sitio, porque não aqui em Viseu - vamos ter Meo Arena de Viseu, temos aerodromo e camas não faltam - até ao livre se está bem !! EhEhEh - Tem de ser em Lisboa , mas apenas porque estão lá as condições perfeitas, no entanto deve-se dotar o país de infraestruturas e não apenas sempre em Lisboa é só isso ...

      Eliminar
  10. Anónimo23:03

    Odemira tambem !

    ResponderEliminar
  11. Anónimo23:17

    O MEO Arena + FIL + Pavilhao Portugal estão escolhidos e reservados desde o 1º minuto...

    Tudo o resto é perda de tempo e dinheiro.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo23:52

    Percebam uma coisa! Santa Maria da Feira, Espinho, e Gondomar até podem ter condições de espaço/lotacão nas candidaturas mas nunca irão ser escolhidas por duas simples questões técnicas... A altura das mesmas e toda a teia de rigging que suporta o material tecnicoaudiovisual necessário... São precisas toneladas e toneladas de peso suspensas na cobertura, e eu, trabalhando como técnico na área de rigging, digo-vos que apenas duas arenas em Portugal têm essa especificidade técnica capaz de realizar o evento. São elas o Pavilhão Atlântico e a Praça de Toros do Campo Pequeno, que sofreu alteracoes de fundo na estrutura e cobertura no ano de 2007. Todos podemos querer o evento na nossa localidade mas temos de ser realistas e não cair no ridículo. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo00:41

    Os patrocinadores vão querer ir para o Porto pois tem terminal de cruzeiros e Lisboa não 😊

    ResponderEliminar
  14. Eu como português que vive fora, conheço (de visita é claro) a maior de Portugal de norte a sul, já estive desde as cidades maiores a pequenas aldeias típicas. Portugal é um país lindo e com imensa diversidade que "satisfaz todos os gostos " e a muito bom preço (para quem vem de fora).
    Já via o festival da canção e Eurovision desde que vivia em Portugal e assim faço até hoje, mas para o ano será diferente pois vou ir assistir ao vivo aí em Portugal, só estou à espera que marquem as datas e a cidade para marcar as viagens.
    Sobre a escolha da cidade, também vou dar a minha opinião, não vou puxar a brasa à minha sardinha, sou original de Fátima e lá? Só se cobrirem o Santuário lol brincadeira à parte, penso que, mesmo havendo vários cidades lindas que poderiam uma outra vez organizar o evento, mas sendo a primeira vez, #Lisbon18 penso que é a melhor opção, não porque Lisboa é melhor que o resto de Portugal, mas porque é a Capital de Portugal, e como já foi mencionado várias vezes, tem os melhores recursos e mais próximos o que torna o evento acolhedor e memorável.
    Claro que visitas a vários lugares e cidades portuguesas para as delegações É UM MUST! E dessa maneira uma grande parte do país vai beneficiar de todo esse turismo.
    É a minha opinião, vale tanto como as outras lol

    ResponderEliminar
  15. Anónimo02:55

    Só falta aparecer o presidente da camara de Beja a dizer que têm todas as condições, até têm um aeroporto e tudo.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo03:08

    A Eurovisão no Norte? Nunca na vida lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:25

      Algum problema com o Norte?

      Eliminar
    2. Anónimo14:04

      Amo o Norte e sempre Amarei. A questão é que para grande parte dos nortenhos primeiro vem o norte, e depois vem a nação, defendem para lá da lógica, como se fossem superiores ao resto do pais. So assim se percebe a forma como Espinho, Gondomar ou Santa Maria da Feira defendem a candidatura deles como superior a de Lisboa. Das duas uma ou são imbecis e ignorantes ou a mente no norte está tão distorcida que acreditam mesmo no que dizem. Uma coisa é certa se Lisboa fosse regionalista como se é no norte, a nação estava em atraso uns 100anos. Isto é de tal forma grave que verificamos o algarve completamente marginalizado por todos e ninguém diz nada.

      Eliminar
    3. Problema com o Norte14:10

      Sim muitos problemas. Ainda nos obrigam a comer tripas.

      Eliminar
    4. Anónimo20:19

      Falam tanto mal do norte.. Aqui e que se e mas se nao fossen norte coitadinho do país... Sem preconceito com lisboa apenas para quem critica o porto que veja qul e o motor economico e populacional de portugal...

      Eliminar
  17. Anónimo12:05

    Já agora Faro e Loulé com o Estádio Algarve é só meter uma tenda encima. Brincadeira. Tenham mas é juízo não há mais lugar nenhum que seja o mais indicado a não ser o MEO Arena. (Vivo a 300kms de Lisboa)

    ResponderEliminar
  18. Anónimo13:52

    E o que se faz em Espinho nos tempos livres? Cómeçe peixe de escabeche?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:19

      E em lisboa nao ha peixe seu preconceituoso?... Espinho e muito para alem disso...

      Eliminar
  19. Anónimo15:59

    Lisboa tem TODAS as condições necessárias para acolher as pessoas que aí vêm! não só na MEO arena mas nos hotéis: li neste site que a Eurovisão exige lugares onde hajam pelo menos 10 mil camas em hotéis para hospedarem o pessoal e aeroportos perto. Lisboa não tem todas essas condições? tem sim senhor! a MEO arena tem capacidade para 20.000 pessoas! é a maior área de espetáculos coberta do nosso país e é a mais bonita delas todas, para além da ponte vasco da gama, a maior ponte da europa e o centro comercial vasco da gama, centro esse que é gigantesco onde se vendem lá coisas giras. e depois tem a FIL e o pavilhão de Portugal e muitas, muitas coisas mais. tudo ao é do rio Tejo. já lá estive nesses lugares todos, inclusive na MEO arena, que se chamava, na altura da expo 98, Pavilhão da Utopia. pessoal, nem imaginam a grandeza dessa sala de espetáculos! parece uma galáxia ao pé de nós! além disso é uma sala tão bonita! os estrangeiros de certeza que vão ficar encantados com isso mais as infraestruturas que estão lá. MEO arena, por favor! o Europarque não é nada ao pé dessas infraestruturas. Lisboa é a cidade que tem as melhores condições para acolher isso tudo e é, até mesmo, a melhor cidade da europa para viagens curtas! a história de Vasco da Gama vai encantar os estrangeiros. esta é a minha palavra!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo18:37

    Portistas Unidos pelo ESC no Norte numa nova Arena. A Meo Arena é antiga e fica numa área onde se pode apanhar cancro de acordo com notícias que passam na Tv😊 o Porto é só saude!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top