A EBU acabou de anunciar que ofereceu à Rússia a possibilidade de Julia Samoylova cantar na segunda semifinal do Eurovision Song Contest 2017 via satélite.


Julia Samoylova ainda poderá participar no Festival da Eurovisão de 2017. A novidade foi dada pela União Europeia de Radiodifusão, em comunicado. A entidade responsável pelo concurso europeu afirma que "tendo em consideração que este banimento poderá ser confirmado pelas autoridades ucranianas, e de forma a manter a natureza não-política do Festival da Eurovisão, a UER tem trabalhado arduamente para encontrar uma solução para esta situação, e tomou um movimento sem precedentes, oferecendo ao Channel One, da Rússia, a oportunidade de Julia ainda participar na edição deste ano, cantando via satélite na 2ª semifinal. Se a canção russa se qualificar para a grande final a mesma solução será aplicada. Isto é algo que nunca foi feito em 60 anos de concurso mas, no espírito dos valores eurovisivos de inclusão, e o tema deste ano de celebrar a diversidade, a decisão foi tomada para assegurar que os 43 participantes tenham a oportunidade de participar".

Jon Ola Sand, supervisor executivo da Eurovisão, afirmou: "Continuamos o nosso diálogo com as autoridades ucranianas com a ambição de ter todos os artistas presentes na cidade anfitriã de Kiev, o que é, obviamente, a nossa opção preferida. É imperativo que o Festival da Eurovisão se mantenha livre de políticas como estas. Dadas as circunstâncias envoltas do banimento da Julia, sentimos que era importante propor uma solução que transcendesse estes problemas. Oferecemos ao Channel One, da Rússia, a oportunidade da Julia atuar via satélite porque é intenção da UER que todos os países que querem participar na Eurovisão o façam, tal como aconteceu em todas as edições anteriores".

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovisionçtv

16 comentário(s):

  1. Anónimo14:46

    Simplesmente ridiculo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:50

    Tanto hão-de fazer que hão-de dar a vitória à Rússia...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo14:53

    Pior Eurovisão de todo o sempre...

    ResponderEliminar
  4. Que palhaçada é esta? Cantar via satélite? Agora adorava que vários países desistissem, queria ver a reacção da EBU que só vê dinheiro à frente
    #Russia2018

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15:04

    Tinham tanta pena da Rússia olha o resultado, duvido se fosse outro país a EBU faria o mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:19

    Realmente esta notícia é de inervar qualquer um. Onde já se viu isto, a EBU está de joelhos perante tudo o que a Rússia quer.
    Era muito bem feito para a EBU que os outros 42 países participantes apresentassem uma queixa crime contra ela.
    Não é justo a EBU fazer tudo para agradar a Rússia e os outros países a ficarem a xuxar no dedo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:20

      INERVAR? LOLOL

      Eliminar
    2. Anónimo17:27

      Fqzer de tudo para agradar. Que estupidez.. Simplesmente estao a grantir e a arranjar uma maneira para um participante poder participar visto que esta proibido de entrar no paais anfitriao.. Voces nao têm nocao das coisas.. Apenas sabem atirar coisas para o ar para culpar a russia de tudo

      Eliminar
  7. Mandy15:27

    A proposta tão inteligente, que comprova o quanto a EBU é submissa aos russos. Se a moça não pode participar in loco, escolha outro artista! A gente sabe que a delegação tinha outras opções. #quevergonhaRussia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Ucrânia tentará achar provas contra qualquer cantor escolhido. #QueVergonhaUcrania

      Eliminar
    2. Anónimo17:27

      Concordo plenamente consigo Jefferson

      Eliminar
    3. Mandy15:15

      Discordo, Jefferson. A Ucrânia já tinha dado as informações sobre o assunto a todas as delegações. Nenhum país,com exceção da Rússia, escolheu um representante com situação irregular sob a lei ucraniana.

      Eliminar
  8. Anónimo15:35

    Tem tudo medo da Rússia, a EBU, o Jon Ola, o Trump, que vergonha

    ResponderEliminar
  9. Anónimo16:17

    Se a RTP os tivesse no sítio recusava-se a participar este ano caso esta situação se verifique

    ResponderEliminar
  10. Anónimo16:56

    Eu mantenho que a ideia da Rússia é não participar e fazer-se de vitima. Mas caso consigam pagar um modo de entrar na competição, já começo a ver hipóteses da Rússia com uma música medíocre vencer a países como a todos os favoritos nas odds mesmo a Itália.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo16:59

    Ucrânia nao permitiu. YES!!!!!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top