O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2017 não irá participar nos eventos promocionais agendados para as semanas que antecedem o festival em Kiev.


Fonte ligada ao representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2017 afirmou ao ESCPORTUGAL que Salvador Sobral não irá participar em qualquer dos eventos promocionais agendados para as semanas que antecedem o Festival Eurovisão da Canção organizados sobretudo por movimentos de eurofãs. O artista português foi convidado para os concertos de Amesterdão (Holanda), Telavive (Israel) e Madrid (Espanha), contudo, não conta participar em qualquer evento. "O Salvador pretende participar na Eurovisão com a simplicidade e genuinidade que todos o conheceram no Festival da Canção e que o levaram à vitória". Por outro lado, "as próximas semanas serão fundamentais para que ele recupere em termos de saúde, para estar a 100% nas duas semanas em Kiev, que é o que realmente importa", afirmou. 

O mais antigo desses eventos, o Eurovision in Concert em Amesterdão, está agendado para 8 de abril contando já com duas dezenas de artistas confirmados. Para além do concerto propriamente dito, e que terá lugar na arena Melkweg no centro da cidade, mais de 200 órgãos de comunicação estarão acreditados e, assim, entrevistar os diversos artistas presentes.

Durante o dia de hoje, Salvador Sobral esteve ocupado com a gravação de uma entrevista a pedido da UER/EBU, tal como publicámos AQUI. Brevemente também irá gravar o "postcard", pequeno vídeo que irá anteceder a sua atuação no palco do Festival Eurovisão da Canção. 

Relativamente ao videoclip da canção, a RTP optou por entregar na UER/EBU o vídeo editado da atuação de Salvador Sobral na final do Festival da Canção no Coliseu dos Recreios, devido aos prazos impostos pela entidade organizadora. Vídeo este que, em quatro dias, já ultrapassou as 200.000 visualizações. Um outro videoclip será possivelmente gravado mais tarde, aquando da inclusão da canção "Amar pelos dois" no próximo álbum do cantor. Isso não invalida, segundo apurámos, que a RTP possa efetuar pequenos vídeos promocionais para inclusão nas redes sociais.



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: RTP /Vídeo: YOUTUBE

81 comentário(s):

  1. Diogo Magalhães22:55

    Mais uma vez aqui está presente o entusiasmo da dupla maravilha! Esqueçam lá o videoclip, mas é que esqueçam mesmo... Também lhe tira a "simplicidade" lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:37

      E nem por acaso acho q os viva La diva vão fazer videoclipe, curioso..

      Eliminar
    2. Anónimo10:43

      Não são os viva la diva que vao representar Portugal 09:37

      Eliminar
    3. Anónimo18:17

      eu sei que não oh anónimo, só tou a dizer que a canção vencedora não tem, mas que eles vão ter (e tou me a lembrar de outra coisa ainda melhor: até a Celina da Piedade e a Márcia já fizeram o videoclip da música)

      Eliminar
  2. Anónimo22:57

    Fiem-se no fenónomeno nacional (apenas por ele ter ar mto estranho) e que nem sequer ganhou cá o televoto (n se eskeçam desse grande pormenor, se nem sequer ganhou o televoto onde percebem o q ele diz, como ha-de ter bom resultado no televoto dos paises q nao o entendem???)... e não façam promoção lá fora... e depois queixem-se, RTP.

    ResponderEliminar
  3. Rui Ramos23:00

    Tenho pena, mas compreendo. :-(

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:10

    Não percebe o que é a Eurovisão dos dias de hoje, e nao tem ninguem que o ensine. As entrevistas que se fazem ai sao muito importantes. Claro que a saude está em primeiro lugar, mas vejo no facebook dele que o Salvador tem concertos agendados em Portugal.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23:14

    Compreendo quentinha de melhorar de saúde. Mas estou cansado da história de "genuidade" e "simplicidade" já irrita. Definitivamente não ganhamos. Andam a dormir? Sem promoção não existem bons resultados. Nos últimos 5 anos houve algum país que ganhou ou se aproximou das vitórias sem promoção? Nunca vai mudar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:42

      *que tenha de

      Eliminar
    2. *mulhurari
      8-)

      Eliminar
    3. *mulhurari 8-)

      Eliminar
  6. Anónimo23:16

    Mas anda a dar concertos em Portugal. Se não tem interesse no ESC, no seu formato, nos seus fãs, nos outros artistas, por que raio participou nisto?

    ResponderEliminar
  7. Anónimo00:14

    Pimba... Já começam a aparecer os sinais de que vai haver flop. Enfim... Algo tão simples como ir aos concertos, que foi o que catapultou a Suzy que inicialmente era uma das concorrentes mais fracas para uma Deusa da Eurovisão que continua a ter imensos fãs entre os eurovisivos (e que teve bons resultados no televoto).
    Aquela superioridade que ele e a mana acham que têm sobre a Eurovisão! Quando chegarem lá é que vão perceber a dimensão do espectáculo, e alguém já lhes devia ter dito que é o programa não desportivo mais visto do mundo... Quando chegarem lá vão perceber, mas aí já foi tarde demais... É pena! A resposta à pergunta da RTP "Porque é que nunca ganhámos?" está à vista nestas pequenas coisas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:51

      nem mais 00:14

      Eliminar
  8. Anónimo00:31

    enfim...

    "Quero mais pois dá-me amor,
    Tão longe a dor,
    Um brinde à cor,
    Vejo ao longe o mar,
    Juro-me não falhar."

    ResponderEliminar
  9. Anónimo01:07

    Alguém me diz se a Jamala andou nos concertos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:15

      Claro que foi!!! https://www.facebook.com/escportugal/videos/10156808930930720/

      Eliminar
  10. Mandy01:14

    Eu tenho que concordar parcialmente com o Anônimo de 0:14h: se não aproximar o Salvador do público eurovisivo, via concertos e pre-parties, as chances de ir à final serão reduzidas. Isto é estratégia de marketing. Mesmo que o estilo musical não se enquadre nestes eventos, este público precisa ser cativado. Querendo ou não, a opinião deles conta como voto entre os favoritos nas OGAEs, aumento de visualizações no canal oficial YouTube,... até chegar ao júri.
    Se for justificativa médica, tudo bem; porém se for outra coisa, não faça como a Noruega no ano passado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo08:39

      Embora concorde com as vossas opiniões gostaria que me esclarecessem só uma dúvida: os Eurofãs e as OGAEs correspondem mesmo a mais de 50% ou mais do público que vai ver e votar no evento? É que se forem então a não ida pode complicar a qualificação, caso não corresponda então existe uma maioria de público que terá cativado no momento da actuação. Espero que alguém me esclareça.

      Eliminar
    2. Anónimo09:46

      Anónimo 08:39 não se preocupe, a pessoas aqui q se preocupam com muito. Estes espectáculos em nada representam o público q assiste a eurovisao. Os eurofãs são para aí 5 ou no máximo 10% do público q assiste ao esc em direto. O q interessa é a apresentação no dia da semifinal. O ano passado a Islândia tanto promoveu a canção e era dada como uma das grandes favoritas a vitória, entre os eurofãs, e o resultado foi o q foi.

      Eliminar
    3. Anónimo10:06

      Os fans e as Ogae são 1% se tanto dos que votam no dia do ESC xD

      Eliminar
    4. Anónimo10:55

      Obrigado pelo esclarecimento. O pessoal é que panica muito. O snob do Gualazzi também ia ficar em má posição e deu um grande momento no ano dele. E sim adorei o Gualazzi é o mais parecido dos ultimos anos com a nossa música.

      Eliminar
    5. Anónimo11:59

      09:46 o resultado da islandia foi o que foi porque ela foi pessima ao vivo. Foi a concorrente que mais desafinou.

      Eliminar
  11. Mas vocês acham que estes concertos contam alguma coisa para o resultado na Eurovisão? Isto é só para os fãs. Saúde sempre em primeiro lugar ! A mesquinhez de algumas pessoas não tem limites, os viva la diva ainda vos estão atravessados lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:51

      Exacto. Depois argumentam com a Suzy ter ganho credibilidade nesses eventos, a Leonor também os fez e o resultado foi zero. A vida Minha e resultado 0. Nos dias que correm o hype faz-se mais pelas redes sociais do que propriamente por concertos onde estão " Die Hard fans" do ESC. Tal como disseram em baixo eles/ nós não correspondemos a nem 50% dos que vão ver e votar no ESC, nem a opinião da comunidade irá influenciar assim tanto a essa maioria que não vai aos concertos ou lê blogues e top de youtube.

      O que interessa é mais o hype que conseguires gerar na semana do evento, mais concretamente na actuação. Porque mesmo que a ida dele seja gratuita a dos fãs não é. E não é essa minoria de espectadores que vai influenciar o resultado final. Pelo menos é essa a minha impressão.

      Eliminar
    2. Anónimo14:28

      10:52 a Leonor tinha uma cançao fraquinha. E nem queiras comparar aos concorrentes que foram as festas e o resultado foi excelente. Dizes que as redes sociais contam, mas somos dos que têm menos visualizaçoes no canal do ESC, e muitas vezes as apostas nem sempre batem certo.

      Eliminar
    3. Anónimo16:49

      Isso é verdade. Mas se pensares que o nosso video no canal do ESC é o igual ao da Final é igual ir ver um ou outro. E se tiveres em conta isso a nossa música já é das que mais visualizações tem.

      Isto porque se analisarem friamente verificam que a maioria dos que videos com mais do que a nossa são ou os únicos da participação ou diferenciados.

      Além de que quando pesquisas por Salvador Sobral e amar pelos dois vai linkar aos videos mais vistos. E não me vão dizer que os quase dois milhões ( conjuntos) das duas actuações no FC são unicamente de portugueses.

      E no final do dia se tens dois videos quase iguais com a diferença apenas de ser HD o do ESC não vais repetir tanto se já ouviste a primeira versão.

      O que quero dizer é que é incorrecta a ideia que a nossa proposta é das menos hypadas ou que ele é só nacional. Se assim fosse as odds já tinham baixado, porque não iam ser so tugas a aguentar durante duas semanas.

      Focar a análise dos videos ao canal oficial do ESC parece-me redutor se tivermos em conta o que eu referi. Muitas dessas músicas foram de escolha directa e são o único meio de ouvir uma performance da mesma. Enquanto no nosso já tinhamos duas e as duas em conjunto com o oficial fazem da nossa participação a segunda com mais visualizações deste ano.

      Eliminar
    4. Anónimo17:46

      Os 4 vídeos do Salvador juntos chegam aos 2,3 milhões de visualizações… Como a RTP tardou em mandar para a EBU o vídeo oficial, o pico de interesse pela canção portuguesa foi captado pelo vídeo que agora está com 1 milhão de visitas e 91% de rácio de likes.

      Eliminar
    5. Anónimo20:08

      Ora nem mais. Mas o pessoal que não gosta da proposta está à força toda a criar ideias de que estamos com menor aceitação.

      Eliminar
    6. Anónimo22:05

      20:08 E parar com esses discursos inferiores, nao? Eu gosto da musica do Salvador e apoio-o a 100%. Comentei apenas um facto, somos dos que temos menos visualizaçoes e mais dislikes. Felizmente já obtive esclarecimentos dos quais concordo. Menos sim? Convem tambem perceber que muitos dos que tinham 'aceitaçao' nao chegaram às finais. Convem manter os pés acentes na terra, poucas expectativas mas não deixando de apoiar o Salvador, como é obvio. Até mais.

      Eliminar
    7. Anónimo22:55

      oops enganei-me *assentes

      Eliminar
    8. Anónimo22:59

      16:49 Anonimo e depois? A suecia tambem tinha duas actuaçoes disponiveis e agora é dos que têm mais visualizaçoes no canal do ESC na mesma. Esse seu argumento não é valido.

      Eliminar
    9. Anónimo23:03

      Assim como a Suiça, Moldavia, Noruega, etc.

      Eliminar
  12. Acho uma boa estratégia, não só pelos motivos óbvios, a saúde, mas também porque a verdade é que as pessoas que gostam da música também gostam da interpretação "estranha" e simples do cantor

    ResponderEliminar
  13. isto é a RTP já com medo de ganhar...

    ResponderEliminar
  14. Anónimo03:38

    O Salvador pelos vistos, está com problemas cardíacos.

    Não sei se é o motivo para não ir a estas Festas.

    E a questão com esta canção, é que não pode ser ficar muito mainstream, senão corre o risco de se tornar banal...

    E não se preocupem com a final, se o júri não andar com politiquices, pelo menos à final vamos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:34

      Problemas cardíacos? Onde viste isso?

      Eliminar
    2. Anónimo12:01

      pois mas nao é sao so os votos juri que contam.

      Eliminar
    3. Anónimo14:36

      pois não. Mas tal como disseram em cima os eurofans e as OGAE nao chegam nem a 20% do público que vê e vota no ESC. Ou seja, não é uma festa que engloba apenas 20% ou menos da amostra que irá votar que vai decidir quem passa.

      Analisem a nossa SF, e vejam que a maioria das músicas tem demasiados pontos fracos em comparação com a nossa. Acham mesmo que vão passar as power ballads todas à nossa frente? E não digo por gostar da música, digo-o porque enquanto espectador a sonoridade da nossa música faz com que fique mais na cabeça do que todas as 8 ou 9 balladas pop normais que vamos ouvir.

      Eliminar
    4. Anónimo17:22

      Atención, no hay ninguna confirmación (verdad que tampoco ningún desmentido) sobre el supuesto trasplante cardíaco e incluso sobre las baterías que usa alrededor del abdomen. ¿Y cómo va la organización prohibir si Salvador sigue con su agenda de conciertos, aunque cantando sentado?

      Cito do site espanhol do ESC

      Eliminar
    5. Anónimo17:38

      também já li que ele parece estar com problemas cardiacos e a precisar de um transplante, e não foi na imprensa nacional... mas será mesmo verdade??

      Eliminar
  15. Anónimo07:57

    Desde o início q se viu q ele se está a borrifar para a Eurovisão. Ele prefere apresentar-se como ave rara do que como cantor alternativo. Jamais poderia ir a concertos "espalhafatosos ou de gritaria". Só tenho pena dos fãs portugueses q acham mesmo q a RTP ou a dupla Sobral pensam sequer em alguma hipótese de vitória. E o pior é que imagino que isto seria tudo tão diferente com os Viva Lá Diva, o Pedro Gonçalves, o Fernando Daniel ou Deolinda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:02

      Nem mais.

      Eliminar
    2. Anónimo17:35

      Os estrangeiros, mesmo os haters, ficam sem resposta quando eles dizem que é dated ou oldfashion e a resposta é que a nossa canção é tímeles, absolutamente intemporal. Só assim se explica porque é que um Moon River ou um La La Land têm , continuam e continuarão a ter êxito.

      A legião de defensores da nossa canção que pela 1ª vez vai ver a Eurovisão é enorme. Acho que a Luísa Sobral nem tinha bem a noção do que é que acabava de produzir e da dimensão que esta canção tem e terá.

      E como é completamente fora do mainstream (coisa que nenhuma das outras nossas canções era, nem os Viva La Diva, e eu sou um grande fã da canção), é a única que pelo seu risco, ou ganha ou fica nas últimas. Por enquanto está no 5º das apostas, o que não chama demasiado a atenção dos haters…….. E é exatamente aquela posição de quem está à espreita de surpreender e ganhar.

      A atuação na semifinal vai ser determinante. Espero que o Salvador esteja inspirado e não lhe tirem o som.

      Eliminar
  16. Anónimo09:16

    Se o Salvador anda a viajar pelo país para realizar concertos porque não poderá pelo menos fazer 1 dos concertos no estrangeiro de pre-eurovisão? Se estivesse fora de todos os espectáculos, mas se faz uns porque não faz os outros?! Aliás em 2 horinhas mete-se em Londres num avião ... é literalmente aqui ao lado.

    A razão não é nada a saúde ... a razão é sim a falta de apoios e interesse pessoal dos irmãos em investir numa publicidade pre-eurovisão. Enquanto os nossos representantes anteriores, gastaram dinheiro do seu bolso para ir a estas festas, os irmãos Sobral não estão para isso. Primeiro porque a sua postura artística é completamente off eurovisão, uma antítese completa (acham mesmo que íamos ver o Salvador a cantar músicas antigas da eurovisão nesses espectáculos?! Nada que ver ...), e depois porque eles já manifestaram por diversas vezes em entrevistas que eles entraram nisto para participar e não com o intuito de ganhar ( e sejamos sinceros, apenas com um grande milagre ganhamos aquilo ... sinceramente, acordem pessoal, nós nunca vamos ganhar aquilo independentemente da nossa canção, só se tivermos toda a sorte do nosso lado).

    Se gostava que eles fossem a esses concertos? Sim, adorava. Se acho que isso é assim tão importante? Não, acho que não. Prefiro mil vezes que se concentrem em fazer um bom trabalho em palco em Kiev. Que não alterem a música, e que escolham um cenário simples mas bonito para a canção e façam boas escolhas de ângulos de camara como no festival da canção. Os irmãos Sobral têm bom gosto, por isso sei que nisso eles vão fazer um bom trabalho e isso sim, acho que é importante.

    TACV

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:27

      Tacv. Não é necessário apoios ou patrocínios para ir a esses concertos e festas. Os organizadores pagam tudo

      Eliminar
    2. Anónimo10:02

      09:27, para cúmulo dos cúmulos!!! Viagem, estadia, refeições... Quem é que pensa duas vezes em rejeitar um convite assim? Se a desculpa é para recuperar a saúde, então que o Sobral cancele todos os concertos que tem agendados, para ter alguma credibilidade.

      Eliminar
    3. Anónimo17:42

      Se de facto têm algum crédito as noticias sobre a sua saúde, é melhor que siga por cá, sem viagens de avião. São concertos tranquilos em que ele canta sentado. Até podem ser filmados e divulgados, o que agradaria a muita gente que sente fascínio por ele.

      Bastava a 1ª viagem, e logo no controle do aeroporto, se ele de facto leva baterias à volta da barriga por motivos cardíacos, isso era logo captado pelos jornalistas… E ele não quer chamar a atenção para outros aspetos que não seja a sua canção. Acho muito bem!!!

      Leiam os comentários do eurovisionspain (sem querer tirar o mérito ao ESC Portugal): os fãs espanhóis queriam-no em Madrid mas não se queixam nem são maldosos, como eu vejo por aqui. Continuamos a destilar fel … Triste.

      Eliminar
  17. Anónimo09:30

    A Barei e tantos outros correram essas festas todas e o retorno foi zero. O único factor positivo destas festas para eurofans é o de criar hype. Se eles acham que conseguem criar hype externo sem ir a estas festas, então não me faz diferença.

    Acho que poderia ter escolhido uma das festas e ter feito o esforço, mais pelo convívio e pela experiência... mas acho que tem sido clara a relevância atribuída por esta equipa ao ESC enquanto experiência. A prioridade está claramente no mercado nacional.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:04

      Houve muitos outros concorrentes que foram às festas todas e o retorno foi enorme.

      Eliminar
    2. Anónimo16:38

      Exacto. O que só demonstra que a relação entre o sucesso no ESC e a participação nestes encontros de eurofans é nula.

      Eliminar
    3. Anónimo17:48

      A Barei e tantos outros correram essas festas todas e o retorno foi zero.

      BINGO (h)

      Eliminar
    4. Anónimo19:49

      ROFLMAO A Barei foi lixada pelo juri.

      Eliminar
    5. Anónimo19:50

      "A Barei e tantos outros "

      Tantos outros não é argumento. Nomes primeiro sff.

      Eliminar
    6. Anónimo19:51

      Bingo o tanas. São mais os que ganham retorno do que os que não recebem nada. Cada um acredita no que quer, depois em maio teremos a prova.

      Eliminar
    7. Anónimo19:53

      exato, anónimo das 19:49...

      Eliminar
  18. Anónimo09:31

    Decisão acertada pelos irmãos Sobral. O Salvador é uma old soul e nada tem que ver com os concertos dos eurofãs. Acho que não faz nada o género do Salvador e da Luísa. Preocupem-se sim é com a saúde do Salvador e com o facto de ele ter de se sentir confiante e confortável no palco gigantesco que é o do ESC. Não mudem nada na música nem no estilo do Salvador e apostem num cenário bonito e simples sem distracções e angulos de camara close-up sempre no salvador. Isto é que é importante ... agora esses concertos não iam ajudar em nada. Só iam gastar dinheiro sem razão. Sejamos honestos, Portugal ganhar o ESC é por pura sorte, sabemos todos como aquilo funciona. Não é por irmos ou não irmos a estes concertos que ganhamos aquilo.
    Esta decisão só vem fazer com que tenha mais confiança no bom gosto e decisões dos Sobral.

    Tiago Varela

    ResponderEliminar
  19. Anónimo09:32

    Não percebo o porquê de se chatearem! Estes eventos contam Zero no ESC. O q importa é fazer impacto na hora! Este tipo de eventos são para os eurofãs, um grupo bastante reduzido comparado aquele q assiste ao evento na hora. Mais metade das pessoas só houve as canções nas noites dos espetáculos. Há gente aqui q se chateia com pouco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:43

      Muito obrigado por esclareceres a dúvida que coloquei em cima. Confirmas a minha ideia que a maioria dos espectadores e votantes não faz parte dos eurofãs. Ou seja, podem dizer a Jamala fez esses concertos mas não foi por eles que ganhou porque eu lembro-me de ver na altura e ela não estava bem cotada quer nas apostas como nos fãs.

      Eliminar
  20. Anónimo09:49

    Vão ter u palco de uns 200m2, uma teconologia estrondosa, uma arena gigantesca, e constinuam a insistir no concerto de piano bar. Já os estouy a ver em Kiev a recusar ir às festas eurovisivas e a fazer meia dúzia de conferências de imprensa.
    Ouçam o que vos digo: há sempre um dois grandes cotados, grandes hits das apostas pré-Eurovisão que se ficam pelas semi-finais. Temo que seja o nosso caso, porque isto cheira a flop iminente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:05

      Tambem temo que este ano seja Portugal e Belgica.

      Eliminar
  21. Anónimo10:31

    ANonimos acima, calem todos o bico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:13

      10:31, porquê não começa por dar o exemplo e calar o seu bico? E enquanto está de bico calado, aproveite e tenha algumas lições de Urbanidade, que bem falta lhe faz... E já vai tarde!

      Eliminar
    2. Anónimo14:39

      10.31 - Muito obrigado pelo seu contributo. Realmente quem não concorda connosco deve "calar o bico". Deve, pois, elogiar-se Salvador Sobral e a autora da canção quando se mostram alheios ou superiores ao "mundo eurovisivo"; deve apoiar-se o intérprete e não preocupá-lo por atuar em nome de Portugal e não só em nome próprio; e deve, sobretudo, alimentar-se a esperança na vitória ou num bom resultado. Se estes não acontecerem, há que insistir que se trata de um jogo de editoras (era fortíssima a editora da vencedora do ano passado) e de questões políticas (veja-se o caso da Áustria: por razões políticas ficou em último lugar em 2013, em primeiro em 2014 e de novo em último em 2015). Ah, e deve incentivar-se Salvador Sobral a fazer declarações nas conferências de imprensa de Kiev como estas divulgadas no YouTube:
      https://www.youtube.com/watch?v=DYGIjZf9jNo
      Creio não ter ofendido ninguém e acredito que, quando não se ofende e se reportam factos, não se tem de "calar o bico".´Pelos vistos, só quando se tem uma opinião diferente...

      Eliminar
    3. Anónimo das 14:39 - Não seja mentiroso e manipulador. Esse vídeo que postou é das conferências de Kiev? Não é, pois não?

      Eliminar
    4. Anónimo18:35

      15:30 - Quem disse que se tratava de conferências em Kiev? Leia bem: "deve incentivar-se Salvador Sobral a fazer declarações nas conferências de imprensa de Kiev como estas divulgadas no YouTube". Não está lá nenhuma vírgula a seguir a Kiev, pois não? Não há mentira, nem manipulação. Da sua parte, porém, houve precipitação - se tivesse lido bem, não teria inferido o que lá não está.

      Eliminar
  22. Anónimo12:12

    Tenho pena que assim seja, tendo em conta a receptividade que a canção está a ter nos outros países... Mas vou dar a "mão à palmatória" pela questão de saúde.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo12:36

    Se o Salvador Sobral está de Baixa Médica que o impossibilita de participar durante 3 minutos, nos eventos eurovisivos a que foi convidado com tudo pago (grande luxo!!), então como é que está a trabalhar 2 ou 3 horas a fio em concertos? Ai, se aparece o senhor fiscal...

    ResponderEliminar
  24. Anónimo14:22

    enfim...já estava a espera

    ResponderEliminar
  25. Não me choca minimamente que não vá. Questões de saúde à parte, eu tenho alguma dificuldade na verdade em perceber aquelas festas. Nos vídeos dos anos anteriores, o que eu vejo é os concorrentes enfiados num palcozito a tentar cantar e uma barulheira incrível por parte do público. Tudo a falar, tudo a borrifar-se.

    ResponderEliminar
  26. Anónimo17:26

    E cada vez mais me parece ter havido concertação para a vitória do Salvador. O que leva a mais teorias da conspiração, de que, por exemplo, a RTP com o Salavador sabe que não vai ter um cantor a chatear muito para haver mais divugação ou particpar em mais eventos.

    As minhas suspeitas:
    1) Os Viva la Diva, antes da pontuação do público, ficaram em penúltimo na soma dos juris regionais;
    2) O Salvador foi levado ao colo por diversos membros do juri, com assumidas preferências antes do processo terminar;
    3) A Filomena Cautela disse, antes de ele ganhar, que já era um fenómeno, que era viral, etc;
    4) Na entrevista com o José Pedro Vanconcelos, no Agora Nós, ele confidenciou que no intervalo o júlio Isidro, emocionado, lhe disse que "afinal parece que isto vai mesmo ser possível!", o que, vindo de um presidente de juri, é no mínimo, inaceitável.

    Por fim, tenho de dizer que nada tenho contra o Salvador e a sua canção, emebora fosse talvez o meu segundo menos favorito, só superado pela Lena d'Água. Mas fui ganhando um tremendo entusiasmo com as apostas, as visaulizações, os comentários de estrangeiros e dado a mão a palmatória. De que, se calhar, com a devida promoção, se pode agradar aos que estão fartos do Eurotrash.
    Mas este pessoal claramente não está para se preocupar. Mostram uma atitude superior com a Eurovisão, e quando concorreram, apenas pensaram no mercado interno.

    Espero que a atitude seja revista, porque a maioria dos outros cantores queria mesmo isto e tinha noção da responsabilidade. No fim de contas, é também uma questão de respeitO. pelos espectadores, pelos colegas, por um país, que não quer ser apenas notícia porque foi campeão do Euro ou porque o Papa vem a Fátima, mas porque se orgulhou da sua música e cultura num dos eventos mais seguidos em todo o planeta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atenção que não foi o Júlio Isidro a dizer isso emocionado no intervalo. Foi o Júlio Resende, pianista da canção.

      Eliminar
    2. Anónimo19:13

      Anónimo das 17.26 - Vai haver decerto muitos comentários criticando o seu, mas eu gostaria de dizer-lhe que estou inteiramente de acordo e partilho das suas dúvidas em relação à seriedade do resultado final. Basta pensar na constituição dos júris. Cito só o caso do de Lisboa: dois dos três elementos têm mais de setenta anos e um deles, na sexta-feira em que, consta, os jurados votavam (com base nas atuações das semifinais), estava nos estúdios do Porto da RTP a ser entrevistado no programa da manhã. Claro que se devem convidar pessoas de mais idade e experiência, mas quantos jurados dos júris regionais estavam na casa dos 20 ou dos 30? Muito poucos. Que consideração houve para com intérpretes e produtores que tentaram valorizar a apresentação das suas canções na final? Curiosamente o vencedor só mudou o lenço de bolso...

      Eliminar
  27. Anónimo18:27

    é bom lembrar que os representantes portugueses que foram às festas pre esc foram às suas proprias custas. o mesmo para os videoclipes que foram feitos em 2008 e 2010.

    ResponderEliminar
  28. Anónimo18:31

    Se isto fosse como deve era a rtp que devia de explicar ao salvador e a irma O QUE e COMO é a euro-visao. Fazer promocao não torna a cancao em lixo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:23

      Isso, se a RTP soubesse "O QUE e COMO é a euro-visao" [-(

      Eliminar
  29. Anónimo19:56

    Odeio a musica do Salvador mas gosto da atitude dele de "estou a borrifar-me para isto, interessa-me apenas o mercado nacional".

    ResponderEliminar
  30. Anónimo22:06

    Nada de novo portanto.

    ResponderEliminar
  31. Anónimo04:01

    As pessoas aqui confundem "fãs" com "público em casa" ... participar em concertos eurovisivos não é a chave para chegar ao público ... ests ditos concertos são apenas uma razão para os fãs de juntarem e fazerem 4 ou 5 festas antes da grande orgia em Kiev ... no fundo são preliminares ... mas não destinados ao grande público que vai ver em casa ... E como a RTP nunca se manifestou simpática com o formato circence da atual Eurovisão e muito menos os estilos musicais desse formato se enquadra na mentalidade da cultura portuguesa - mais conservadora, promotora da nossa língua e da nossa identidade - não deveria ser surpreendente a irrelevância da delegação portuguesa por estes eventos, quando apenas se interessam pela competição em si - ou seja ir a Kiev. A sensação de que a RTP não quer passar do seu "olhar" anos 90s sobre a Eurovisão - alguém tem de dizer à Dana Internacional que a sua bomba atómica de 1998 não fez com a RTP saísse do armário ...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top