De acordo com a imprensa ucraniana, as autoridades do país estão a preparar a documentação necessária para banir Yulia Samoilova de entrar no território, e assim condicionar a participação russa no Eurovision Song Contest 2017.


A agência noticiosa Interfax-Ukraine noticia hoje que os serviços secretos ucranianos, conhecidos pela sigla SBU, estão a preparar a documentação necessária para banir a cantora Yulia Samoilova de entrar no país. O banimento é baseado no facto de Yulia ter visitado a Crimeia anteriormente, território disputado entre ucranianos e russos. Isto significa que a cantora não poderá representar a Rússia no Festival Eurovisão da Canção 2017. Yulia foi escolhida internamente pela emissora russa para representar o país, tendo o anúncio sido feito há pouco mais de uma semana.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Interfax-Ukraine / Imagem: escxtra / Vídeo: eurovision.tv

10 comentário(s):

  1. Anónimo19:35

    olhem rússia desistem mas estes ucranianos deviam era de ter vergonha, só politica.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:39

    Que novela :o

    ResponderEliminar
  3. Rui Ramos20:18

    E a Ucrania tem autonomia para banir um país? A UER nao tem a ultima palavra?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:23

      A UER tem palavra no concurso em si, não podendo fazer nada contra o governo ucraniano impedir um cidadao de entrar no país

      Eliminar
    2. É uma situação complicada, o governo ucraniano considera que a crimeia é parte ainda da Ucrânia e a Russia considera que a crimeia faz parte do território russo.
      Do ponto de vista ucraniano ela ao visitar a crimeia sem utilizar passaporte ou requerer visto, entrou ilegalmente no país. Este gesto também pode ser visto como ela reconhecer a crimeia como território russo.
      É uma situação muito complicada a nivel político.
      Ela até poderá participar à distância, a atuação dela ser emitida ao vivo para os ecrãs em kiev ou então que a Russia selecione outra vocalista.

      Eliminar
  4. Anónimo08:21

    Na minha opinião isto já começa a roçar o ridiculo.
    1)Apesar de achar que na guerra a Ucrânia tem razão acho que a Ucrânia esta a reagir muito mal. Usar a Eurovisão para criar um mau estar ? O que ganha com isso?
    2) Ao a Ucrânia saber que ia receber o ESC e ao recebe-lo abriu-se aos outros países e a qualquer coisa que tragam. Nesse caso a lista é completamente ridícula. A Rússia deveria poder escolher o seu representante russo sem qualquer limitação. Nem que fosse alguém que apoiasse a 100% a Ucrânia e o tenha mostrado em publico a Ucrânia n teria nada a ver. A EBU é que se teria de pronunciar se por razões de segurança aceitaria ou não(eu aceitaria)
    3)A Ucrânia desde o inicio que queria que a Rússia desistisse. A lista e agora isto?
    4) a culpa é da EBU. Sempre deixou correr o que a Ucrânia fazia.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15:34

    Acho que isto esta ridiculo. Apesar de concordar com a Ucrania em termos politicos nao concordo nada com isto.
    Alias nems ei porque a Russia se esta a dr ao trabalho de qualquer representante que escolha a Ucrania vai arranjar mil e uma razoes para o banir...
    A EBu e que tem de fazer algo.. Se a Ucrania nao permite a entrda russa retiram a organizacao ( apesar de muito em cima mas mesmo assim acho que um pais por exemplo a Suecia aceitaria organizar o festival e faria o a tempo com certeza nao mudando palco nem nada dessas coisas) ou outra penalizacao..
    Alias nao percebo mesmo a Ucrania.. Apesar de ter estado na crimeia ela nao vai entrar na Ucrania para fazer propaganda politica russa.. Apenas para fazer um ou duas ( de for a final) atuacoes de 3 minutos... Custa assim tanto?
    E que ja se torna ridiculo e muito infeliz por parte da ucrania..

    ResponderEliminar
  6. Anónimo18:17

    Quero lembrar-lhes que a maioria da populaçao da Crimeia votou a favor de desligar-se da Ucrania e unir-se a Russia

    ResponderEliminar
  7. isso está ficando feio para a Ucrânia... [-(

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top