A polémica em torno da participação da Rússia no Festival Eurovisão 2017 continua: um dia depois da apresentação, a imprensa ucraniana garante que  Julia Samoylova pode ser proibida de entrar em território nacional. A Rússia já reagiu às notícias.

A Rússia revelou, ontem, que Julia Samoylova será a representante do país no Festival Eurovisão 2017, pondo fim aos rumores de uma eventual retirada do concurso (AQUI). Contudo, a polémica em torno da participação do país está longe de terminar: a imprensa ucraniana avança que Julia Samoylova poderá ser proibida de entrar no país.

Segundo diversas publicações ucranianas, Julia Samoylova, cantora com atrofia muscular espinhal, participou, recentemente, num concerto na península da Crimeia, território disputado pela Ucrânia e pela Rússia. O jornal Ukrainskaya Pravda recorda que a participação no concerto viola as leis ucranianas, tendo em conta que, segundo a lei de Kiev, a cantora entrou em território ucraniano sem a devida autorização.

O deputado ucraniano Antón Gueráschenko advertiu que as autoridades do país podem proibir a entrada da cantora no país se esta tecer declarações políticas, em particular sobre o apoio à anexação russa da Crimeia: "Muita gente esteve na Crimeia... (...) Mas se estamos a falar de um concurso internacional, o país internacional deve respeitar as regras que regem o certame".

Após a apresentação oficial, Julia Samoylova assegurou que não pensa em eventuais problemas que pode ter no Festival Eurovisão: "Não estou a pensar nisso. Creio que o Festival é um concurso de canções. O meu objetivo é preparar-me e cantar bem. Tenho muitos ensaios e trago uma mentalidade muito positiva. Creio que tudo irá correr bem".

Por sua vez, Dmitri Peskov, porta-voz do governo russo, reagiu às notícias sobre Julia Samoylova, apelando que a Ucrânia se abstenha de tomar decisões políticas para com a representante russa no concurso: "Há que evitar qualquer tipo de política no Festival Eurovisão. Seria totalmente intolerável deste ponto de vista que tal venha acontecer num concurso internacional" afirmou perante os jornalistas presentes.

Recorde, de seguida, ao tema que Julia Samoylova defenderá em Kiev:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ABS / Imagem: JuliaSamylova /Vídeo: Youtube

13 comentário(s):

  1. Anónimo12:01

    E a saga continua...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:46

    A atitude ukraniana e deploravel

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12:47

    A Ukrania jamais devia ter ganho

    ResponderEliminar
  4. A hipocrisia russa não tem limites ''Há que evitar qualquer tipo de política no Festival Eurovisão'' =))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pensei a mesma coisa =)) =))
      queria ver se o festival fosse na Rússia se eles iria ignorar tal fato porque é POLÍTICA...

      Eliminar
    2. Anónimo17:18

      E acham bem que a ucrania proiba tudo o que a russia queira levar? Isso ja e implicancia...

      Eliminar
    3. Anónimo20:01

      Tudo o que queira levar? Quando se refere a "tudo" não percebi. Estamos apenas a falar de um intérprete que foi escolhida por motivos que todos sabemos...

      Eliminar
    4. Escolheram uma artista que por acaso violou as leis da Ucrânia (pisando solo ocupado sem permissão da Ucrânia) e que está proibida de entrar em território ucraniano durante 5 anos. Mas foi uma decisão completamente ingénua xD

      Eliminar
  5. Anónimo13:15

    1944 nunca devia ter ganho. A EBU muitas vezes peca por nao fazer nada. Abriu um precedente e agora aqui temos o resultado. Nao tarda esta tudo a favor da Russia. Neste caso concordo em absoluto com os russos. Coincidencia ou nao, a imagem dela nao favorece quem ataca a Russia.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:42

    Nao podem fazer isso e um concurso internacional ela tem o direito de participar como os outros...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo13:49

    Que novela

    ResponderEliminar
  8. Anónimo14:42

    A Ucrânia não devia ter ganho, por ser uma música politica, ok é histórica mas as coisas estão ligadas, não há como negar. Sem contar a que música foi apresentado muito antes da data que a EBU permite mas pronto, fecharam os olhos a isso. Ganhou e agora temos esta guerra a menos de 2 meses de começar o Esc...e mais capítulos virão...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo14:46

    Peixeiraida da grossa lol

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top