José Miguel Camacho, deputado socialista por Toledo, submeteu uma série de perguntas sobre o Objetivo Eurovisión ao Congresso dos Deputados.

Nem os eurofãs nem as instituições espanholas estão dispostos a deixar "passar em claro" a eleição de Manel Navarro como representante de Espanha no Festival Eurovisão 2017. José Miguel Camacho, deputado do PSOE eleito pelo círculo eleitoral de Toledo, dirigiu, esta segunda-feira, uma série de perguntas sobre o Objetivo Eurovisión à mesa do Congresso dos Deputados.

O Partido Socialista quer que a televisão pública aclare o ocorrido, bem como as suas possíveis relações com discográficas e outras empresas privadas. Para tal, o deputado elaborou um documento com seis perguntas sobre a mecânica do processo e a eleição do júri e dos concorrente, pedindo opinião sobre o ocorrido durante a gala e colocando a possibilidade de anular a vitória do catalão.


Há que realçar que a gala deste ano ficou marcada por uma série de novidades comparativamente a anos anteriores, como a ausência de um júri internacional ou a prevalência do júri em caso de empate com a votação do público. Nenhum representante da RTVE quis responder aos motivos das mudanças.

Esta não é a primeira vez que o Festival Eurovisão é discutido no Congresso dos Deputados: em 2013, a Izquierda Unida questionou a emissora sobre os custos da participação dos El Sueño de Morfeo; no ano seguinte, a eleição de Carolina Casado como porta-voz também foi discutida a pedido da coligação. 



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: formulatv / Imagem: ManelNavarro / Vídeo: Youtube

13 comentário(s):

  1. Anónimo05:30

    Pena que em Portugal não existam "José Miguel Camacho Sánchez", para colocar os pontos ii e pedir esclarecimentos daquilo que tinha de estar preto no branco. Estou curioso para saber qual o resultado do capítulo que se segue. Parece que ainda há esperança da voz do Povo ter voz activa?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo05:59

    hmmm tanto implicanço...começo a achar que isto tem mais a ver com o facto de ele ser catalao do que outra coisa qualquer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:06

      Tem a ver com transparência, com o não compactuar com a corrupção e os interesses alheios, tem a ver com justiça e igualdade para todos, tem a ver com a luta contra pessoas sem escrúpulos que não pensam duas vezes em passar por cima dos outros para atingirem os seus objectivos- há muitas pessoas assim neste mundo (ricos, pobres, cantores, jornalistas, homens, mulheres, etc, etc, etc...).

      Eliminar
    2. Anónimo10:42

      mas qual justiça? as regras foram bem explicitas desde inicio, o voto do juri iria prevalecer. A musica é boa.

      Eliminar
    3. Anónimo11:25

      As regras do concurso ditavam que não podiam haver relações, conflitos de interesse entre os membros do júri e os concorrentes... Está tudo lá! Podes ler. O Manel e um membro do júri são amigos... Etc, blá, blá... Está tudo à vista... É preciso explicar sempre?...

      Eliminar
    4. Anónimo15:19

      Nem sabia que ele era catalão, além do mais a Ainhoa, que era e é catalã, ganhou a OT e não se acendeu qualquer pé de vento. É certo e sabido que o regulamento era claro quanto quem tinha a palavra final, mas aqui o que se fala é da falta de imparcialidade dos membros do júri (um, pelo menos). Isso estava omisso no Regulamento da RTVE, mas é óbvio que o júri não pode ter interesses (haver dinheiro em jogo para ganhar determinado concorrente).

      Eliminar
    5. Anónimo16:59

      11:25 É preciso explicar sim anonimo, principalmente quando nao se sabe do que fala. Voce está apenas a despejar tudo o que os fas da Mirela têm dito nos ultimos dias, nao me parece que saiba do que fala. Alias, só a maneira como o Manel aguentou tudo uma vez que a sala estava maioritariamente cheia de fas da Mirela, é de louvar. Mas disso nao falam...desculpe, mas nao o consigo levar a serio. São amigos onde? tem provas? enfim

      15:19 Haver dinheiro em jogo para ganhar determinado concorrente, uma vez mais, peço provas e nao apenas o que leu na internet.

      Eliminar
    6. Anónimo20:21

      16:59 Pede provas? Elas valem o que valem, mas aqui vai a confissão da relação entre os intervenientes: http://escpedia.info/noticias/resultado-o-objetivo-eurovision-2017-chega-ao-congresso-e-a-ebu/ (ao fim do artigo tem um excerto de áudio).

      Eliminar
    7. Anónimo00:40

      Ainhoa e vasca, a Beth e catalã

      Eliminar
  3. Anónimo09:42

    era engraçado que na eurovisão cantasse uma parte da musica em catalão, por ser da catalunha!!!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo14:32

    Espero que este livro termine com a Mirela na Eurovisao.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:41

      A Mirela e sobrevalorada

      Eliminar
  5. Anónimo21:03

    Quem devia ter ganho era a vontade das pessoas pois andaram a telefonar para votar e para que?eles ja sabiam plas sondagens q ganhava a mirela entao votaram no outro para ele ganhar claro q a espanha nao vai ficar bem posicionada.vai ser outro balde de agua como foi com a barei.espero q o nosso festival corra bem q vanhamos com um bom candidato.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top