Tom Neuwirth revelou que tenciona "matar" a sua personagem Conchita Wurst e criar uma nova personalidade. Contudo, o segundo álbum da vencedora do Festival Eurovisão 2014 será lançado este ano.

"Eu preciso matá-la": foi com essas palavras que Tom Neuwirth, cantor por trás de Conchita Wurst, respondeu a uma questão do jornal alemão Die Welt am Sonntage sobre o futuro da sua personagem. Segundo a entrevista, o cantor revelou que desde que venceu o Festival Eurovisão conseguiu tudo o que podia ser alcançado com a sua personagem, revelando que tenciona "matar Conchita Wurst" e criar uma nova personalidade. Contudo, até ao momento, Tom Neuwirth ainda não decidiu se irá apostar novamente numa carreira como Tom ou noutra personagem. Uma coisa é certa: "Não será uma mulher barbuda".

No entanto, nem todos os fãs ficaram surpreendidos com as palavras de Tom Neuwirth, tendo em conta as recentes mudanças visuais. Depois de ter vencido o Festival Eurovisão 2014 com um "olhar feminino, um vestido de gala e uma maquilhagem completa", Conchita Wurst tem aparecido cada vez mais masculina: nas últimas aparições públicas, o make-up foi reduzido, a barba era real e ostentava pêlos no peito.

Contudo, esse desaparecimento não acontecerá nos próximos meses: Tom Neuwirth garantiu, enquanto Conchita, que o seu segundo álbum será lançado este ano, recuando quando questionado sobre a existência de um terceiro álbum da personagem.

Recorde, de seguida, a vitória de Conchita Wurst em Copenhaga e a sua participação no Unser Song 2017:



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: escxtra/krone /Imagem: krone /Vídeo: Eurovision.tv/ARD

4 comentário(s):

  1. Rui Ramos11:20

    O sucesso da Conchita-cantora foi muito pouco.
    O sucesso da Conchita-personagem e defensora dos diretos LGBT foi muito.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo11:30

    Mais um golpe de marketing. Dizem que se vão retirar, que vai acabar, o interesse redobra. É o caso de artistas internacionais e pseudoartistas nacionais, cujas revistas primeiro vão acabar,e é o drama, depois convocam conferências de imprensa a dizer que afinal o futuro é brilhante e que nada vai acabar. Alguma vez o Tom ia matar a Conchita? A sua galinha dos ovos de ouro? É porque do Tom niguém quer ouvir falar. A Conchita é que vende...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:21

      Isso é a revista da Cristina xD Ele pode apenas já não rever-se muito com aquela aparência em concreto de mulher barbuda, nada mais que isso...

      Eliminar
  3. Anónimo15:20

    "Conchita Wurst tem aparecido cada vez mais masculina: nas últimas aparições públicas, o make-up foi reduzido, a barba era real e ostentava pêlos no peito."

    por acaso já tinha reparado nisso recentemente, mas sinceramente é-me indiferente, o Tom tanto fica bem com roupa feminina como masculina e tem o direito de passar a vestir-se agora mais masculinizado se assim for essa a vontade, não é por essa razão que vai deixar de ser quem é e deixar de defender os direitos que defende sobretudo direitos LGBT. Pena que nem todos os "fãs" respeitem isso, digo isto porque já vi há cerca de uma semana comentários no youtube dele/dela (como quiserem) a dizer que já não era o mesmo e que sentiam falta da conchita mais feminina... por amor de deus.

    Mudando de assunto, gostava que este 2º album lhe trouxesse mais sucesso musical... sinto que à parte do Rise Like A Phoenix, quase nenhuma canção da sua autoria fez assim grande estrondo, só se for a You Are Unstoppable e mesmo assim deve haver quem não a conheça... e de resto, eu pessoalmente conheço as outras músicas do cd porque acompanho o seu trabalho...

    Por isso, resta-me apenas desejar a maior das sortes à Conchita enquanto Tom, Conchita ou o nome que vier! :)

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top