A emissora norueguesa NRK recebeu 1035 candidaturas para a próxima edição do Melodi Grand Prix, um número recorde de inscrições. 

"Recebemos 1035 músicas. É um recorde. Agora vamos escolher dez grandes canções em diferentes géneros. O nosso objetivo é vencer a competição internacional" afirmou Jan Fredrik Karlsen, chefe de delegação da Noruega. Durante os próximos dias, as contribuições serão resumidas a uma lista de 100 temas, sendo que nas próximas semanas a lista será submetida a vários processos de triagem até ficarem apenas os dez temas finalistas.

Questionado sobre a imprensa presente no anúncio, o chefe de delegação do país garante que o objetivo é claro: "Em poucos anos, vamos ganhar o Festival Eurovisão", reiterando que o chefe da emissora norueguesa deu sinal claro que é "muito importante para a NRK receber novamente a competição".

Sobre o regresso do júri internacional, Karlsen diz que "serão representantes de 10 a 12 países. É muito importante ter uma boa distribuição geográfica e com pessoas com um dom para escolher a música certa".  Os dez finalistas do Melodi Grand Prix deverão ser conhecidos em janeiro.

A Noruega estreou-se em 1960 no Festival Eurovisão, tendo participado em 55 edições. Apesar de ser o país com maior número de últimos lugares e null points, a Noruega conta com 3 vitórias na competição: 1985, 1995 e 2009. Em Estocolmo, Agnete e "Icebreaker" foram os representantes do país, falhando o apuramento para a Grande Final ao terminarem na 13.ª posição da semifinal, com 63 pontos. Recorde, de seguida, a atuação:




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Dagbladet / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top