Jon Ola Sand, produtor executivo do Festival Eurovisão, manifestou as suas preocupações com a organização do evento após a visita a Kiev: "Ainda temos plena confiança na NTU e em Kiev (...) mas ainda existem problemas que estão por resolver".

Na semana passada, o Grupo de Referência do Festival Eurovisão reuniu-se em Kiev, com o intuito de observar o progresso da cidade no que diz respeito aos trabalhos para a organização do evento do próximo ano. A delegação foi composta por Edgar Böhm (ORF), Martin Osterdahl (SVT), Nicola Cagliore (RAI), Emilie Sikinghe (AVROTROS), Aleksandar Radic (RTVSLO), Jon Ola Sand (EBU) e Frank Dieter Freiling (Presidente). 

Depois da visita, o produtor executivo do evento, Jon Ola Sand, manifestou algumas preocupações, apesar de realçar que está satisfeito com o trabalho e o progresso da NTU, com desenvolvimento de ideias sobre a concepção do evento e cenografia do mesmo. "Há obstáculos que as autoridades competentes precisam de focar para garantir que o projeto possa avançar rapidamente. Ainda temos plena confiança na NTU e em Kiev para a gestão do mesmo. Mas existem alguns problemas que não foram ainda resolvidos e estamos um pouco preocupados com o esgotar do tempo. Eles precisam de acelerá-lo para podermos avançar".

Contudo, uma das maiores surpresas após a reunião do Grupo de Referência com a organização do evento foi o facto da competição não ter sido remarcada para a última semana de maio. O assunto já havia sido falado anteriormente com a colisão com uma das meias finais da Liga dos Campeões, tendo ganho mais força com o apelo da emissora NTU para conseguir cumprir os trabalhos no International Exhibition Centre.

Aceda, de seguida, à entrevista de Jon Ola Sand depois da visita a Kiev:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCDaily /Imagem: cdn.salzburg / Vídeo: Youtube

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top