Oleksandr Kharebin, diretor geral interino da NTU, desmentiu as notícias avançadas pela imprensa ucraniana e garantiu que o Festival Eurovisão 2017 será organizado na Ucrânia.

Depois da polémica ter rebentado na comunidade eurovisiva com as declarações de Oleksandr Kharebin sobre os atrasos na organização do Festival Eurovisão 2017, como pode recordar AQUI, o diretor-geral interino da emissora ucraniana desmentiu todas as informações avançadas pela imprensa. 

Segundo Oleksandr Kharebin, as declarações feitas por ele foram falseadas pela imprensa ucraniana, deixando duras críticas à TSN, responsável pela notícia que dava conta que o país poderia perder a organização do Festival Eurovisão 2017. Além disso, em entrevista à rádio pública ucraniana, o diretor interino da NTU afastou-se do cartão vermelho apresentado pela EBU/UER, afirmando que se tratou de um cartão verde/amarelo, tendo também revelado que a 8 de dezembro será a data de apresentação dos planos da NTU para o evento junto da entidade máxima do programa.

Posteriormente, Kharebin utilizou as redes sociais para esclarecer o que foi dito durante a entrevista. "Não afirmei, em momento algum, que a Ucrânia estava em risco de perder a organização do concurso" escreveu, tendo esclarecido que a data de 8 de dezembro nada está relacionada com a possível decisão da retirada da organização ao país, mas sim a data da apresentação do projeto para o Festival Eurovisão por parte da emissora ucraniana, em Genebra.

Além, o diretor-geral da NTU garante que o orçamento máximo atribuído pelo Governo e pelo Município de Kiev é de 650 milhões de UAH (cerca de 24 milhões de euros), recusando os rumores que apontavam que o orçamento seria de 1,2 biliões de UAH (perto de 44 milhões de euros). Relativamente à transparência dos processos em curso, como o design e a emissão de bilhetes, Kharebin garante que não fez qualquer menção, avançando que a razão para os atrasos, "que não são tão maus como a imprensa avança", se deve exclusivamente a assuntos burocráticos.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem: eurovision.tv

1 comentário(s):

  1. Anónimo20:37

    Claro que receberá a competiçaõ

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top