Em 1996, António Guterres, então primeiro-ministro português, deixou uma mensagem antes da atuação de Lúcia Moniz em Oslo. 20 anos depois, prepara-se para ser o próximo secretário-geral da Organização das Nações Unidas.

Numa Europa a recuperar dos inúmeros conflitos armados nos balcãs, a organização do Festival Eurovisão 1996 convidou líderes políticos e funcionários públicos para deixarem uma mensagem de apoio para a candidatura do seu país. Gravadas nas línguas nacionais, as inéditas mensagens foram transmitidas antes de cada atuação, sendo que no lote de convidados destacaram-se presidentes, primeiros-ministros e embaixadores.

António Guterres, empossado primeiro-ministro nacional em outubro de 1995, foi o responsável pela mensagem de apoio deixada a Lúcia Moniz. "Desejo felicidades à equipa portuguesa mas desejo sobretudo que ganhe o melhor e que a musica seja, cada vez mais, um factor de paz e de aproximação entre os povos" afirmara o política que estaria à frente do Governo de Portugal até 2002, tendo conduzido dois governos minoritários.

Göran Persson, primeiro-ministro da Suécia, e Alija Izetbegović, presidente da Bósnia-Herzegovina, estiveram, na altura, em destaque de entre os políticos intervenientes na edição. Contudo, passados 20 anos sobre esta edição e ao contrário de todas as expectativas, é o representante português que logra com o mais prestigiante cargo de entre os intervenientes: António Guterres será o próximo secretário geral da Organização das Nações Unidas.

Descrito como um "aluno brilhante", tendo-se licenciado em Engenharia Eletrotécnica com uma média de 19 valores, António Guterres chega à liderança da "maior e mais representativa" organização a nível mundial depois de liderar o governo português entre 1995 e 2002 e de chefiar o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) entre junho de 2005 e dezembro de 2015. Em 2007, ainda longe do pico da crise dos refugiados, afirmava que o século XXI seria "o século do povo em movimento".

Após liderar todo o processo de votação, marcado por inúmeras votações informais e da polémica em torno da candidatura surpresa de Kristalina Georgieva, António Guterres foi indicado pelo Conselho de Segurança da ONU como o sucessor de Ban Ki-Moon, sendo que a Assembleia-Geral do orgão deverá aprovar o seu nome dentro de alguns dias. O mandato do português terá início a 1 de janeiro de 2017 tendo uma duração de 5 anos, podendo o mesmo ser renovado por igual período.

Recorde, de seguida, a mensagem deixada por António Guterres aquando do Festival Eurovisão 1996:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem: ESCPortugal /Vídeo: Youtube

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top