A emissora estatal de São Marino pondera avançar com uma ação judicial contra a EBU/UER e a SVT devido à retirada dos hologramas da atuação de Serhat em Estocolmo. Sobre a participação em Kiev, a emissora remeteu-se ao silêncio.

O diretor geral da emissora de São Marino, Carlo Romeo, anunciou, esta tarde, que está a ser ponderada uma ação judicial contra a EBU/UER e a SVT devido à retirada dos hologramas previstos na atuação de Serhat na edição passada do Festival Eurovisão. Segundo o comunicado, a equipa de produção investiu uma quantia substancial de dinheiro para esse "efeito especial que foi anunciado como uma surpresa", sendo que alguns problemas de última hora obrigaram o cantor a apresentar-se em palco apenas com os bailarinos-cantores, anulando esse efeito.

O anúncio apanhou a comunidade eurovisiva de surpresa e fez soar os alertas para uma eventual retirada de São Marino do evento, tendo em conta que o país não confirmou a sua participação em Kiev e mostrou-se bastante indignado aquando da mudança do sistema de votação (AQUI), ameaçando mesmo a retirada da edição passada. Questionado sobre a próxima edição, Carlo Romeo remeteu-se ao silêncio e recusou tecer qualquer comentário.

Estreante em 2008, São Marino participou por sete ocasiões no Festival da Eurovisão. Valentina Monetta, representante do país entre 2012 e 2014, conseguiu, na última participação, o inédito apuramento para a Grande Final, onde terminou na 24.ª posição. Em Estocolmo, o cantor turco Serhat e o tema I Didn't Know foram os representantes do pequeno país, conquistando a 12.ª posição com 68 pontos. Recorde a atuação de seguida:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurofestivalnews / Imagem/Vídeo: eurovision.tv

5 comentário(s):

  1. Anónimo18:45

    E só agora é que dizem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:35

      A SMTV anunciou isto esta tarde ,não me parece que seja antiga esta noticia.

      Eliminar
    2. Anónimo19:59

      Quando eu disse "e só agora é que dizem?" referia-me à tv de São Marino que devia se ter queixado dos hologramas nos ensaios do ESC2016 e não só agora

      Eliminar
    3. Anónimo20:52

      Ahhhh! Desculpe. Realmente faz todo o sentido, inferi mal.
      De qualquer das formas estou de acordo consigo, ainda que esteja a favor da queixa deles, pois se encomendaram tais efeitos, só tinham de os colocar e pronto.

      Eliminar
  2. Anónimo10:31

    Se ficar de fora acho otimo menos lixo no ESC.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top