A União Europeia de Radiodifusão irá discutir com as autoridades ucranianas as questões relacionadas com a Lista Negra, composta por indivíduos que são considerados uma ameaça à segurança da Ucrânia.

A reunião da próxima semana entre a Comissão Organizadora do Festival Eurovisão com os representantes da EBU/UER e da emissora ucraniana NTU contará a discussão de algumas questões relacionadas com a Lista Negra de artistas elaborada pelas autoridades ucranianas. Criada após a anexação da Crimeia por parte da Rússia, a lista é composta por indíviduos que são considerados uma ameaça à segurança da Ucrânia, sendo que, em maio passado, foi discutida a possibilidade desses artistas serem impedidos de participar no evento europeu (AQUI).

Face a esses desenvolvimentos, o assunto foi incluído na ordem de trabalhos da reunião, tendo Jon Ola Sand, Supervisor Executivo do evento, tranquilizado as agências de notícias russas ao afirmar que o assunto será analisado nesta semana: "Estamos cientes desses problemas e temos a certeza que será um diálogo construtivo com as autoridades para garantir que todos os delegados e artistas podem entrar e permanecer, em segurança, na Ucrânia". Por sua vez, o diretor geral da emissora anfitriã NTU afirmou que "A Eurovisão é uma competição internacional sobre o mundo da música e das canções".

A questão da lista negra voltou às manchetes da imprensa russa após os comentários do Ministro da Cultura da Ucrânia aquando da revelação da cidade anfitriã do Eurovision 2017. Nychuk afirmou que, se a Rússia seleccionasse um artista da lista negra, a entrada deste em território ucraniano seria recusada, face às regras de instauração da mesma. Um dos artistas mencionados foi Iosif Kobzon, um dos 80 indivíduos da lista e um dos maiores críticos do Festival Eurovisão e impulsionadores da criação de uma competição alternativa.

Até ao momento, a Rússia não fez qualquer declaração oficial sobre a sua posição para com o Eurovision Song Contest 2017. Contudo, devido aos conflitos armados entre os dois países e a polémica em torno do tema vencedor '1944', existem vários movimentos para que a Rússia boicote a próxima edição do evento.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!Fonte: eurovoix/ Imagem: eurovision.tv

5 comentário(s):

  1. Anónimo17:15

    Olhem saiu mais um vídeo sobre o fc2017, daquele canal que já tinha posto um antes! https://youtu.be/NpvKXY2qTcM quem nos dera que fosse verdade, mas infelizmente ninguém nos diz nada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:37

      É mais que óbvio que não passa de grafismos feitos por fãs. Quem nos dera que fosse um rascunho de algo real, mas claro está que não o é.

      Eliminar
  2. Começa a haver algo de paranoico em toda esta questao.A EBUER nao deveria enveredar por esta via de censura e"listas negras".Acho que as comadres ucranianas estao a entrar em transe,o que so e MAU!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anabela Banana17:46

      RG!!!! :) (k)

      Eliminar
    2. Anónimo01:20

      Tambem concordo.. qualquer artista deve poder participar

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top