[AO VIVO] Sara Pinto lança “Gosto de gostar de ti”


Sara Pinto lançou esta quinta-feira o CD “Gosto de gostar de ti”, um trabalho que inclui clássicos de Amália Rodrigues, Ary dos Santos e David Mourão Ferreira, bem como um original de Tó Zé Brito. Este trabalho marca o regresso da artista à cena musical portuguesa.


“Gosto de gostar de ti” dá título ao novo trabalho de Sara Pinto, cantora nascida e criada no Porto e que está de novo nas luzes de ribalta com este seu 3.º album. Este tema é, assim, o cartão-de-visita do regresso da artista depois de algum tempo afastada dos palcos. “Este trabalho é bastante intimista, com uma carga de muita nostalgia, dedicado ao meu pai que sempre incentivou e apoiou a minha carreira”, afirmou Sara ao ESCPORTUGAL. O desaparecimento do seu ente querido há 9 meses foi o impulso para concretizar este sonho. “Antes de partir, o meu pai pediu-me para eu continuar a minha carreira. Então aqui estou!”

A apresentação do trabalho, na Casa do Livro no Porto na passada quinta-feira, esteve a cargo de Mário Moutinho, um nome ligado ao teatro e à televisão, especialmente na cidade invicta. Seguiu-se a interpretação de dois temas do novo trabalho, onde Sara esteve acompanhada por Samuel Cabral (guitarra), Paulo Faria de Carvalho (viola) e Sérgio Marques (contra baixo). “Gosto de gostar de ti” pretende também assinalar o 15.º aniversário do desaparecimento de Amália Rodrigues. “Amália foi uma amiga e uma inspiração. Está sempre no meu pensamento e no meu coração”, afirmou Sara verdadeiramente reconhecida.

Sara participou por duas vezes no Festival da Canção – em 1990 a convite da Sony Music com o tema “Deixa lá” de autoria de Alexandra Solnado e Paulo de Carvalho, e em 1994 com “Este Alentejo”, tema de José Manuel Coelho. Entre tertúlias, concertos e teatro, Sara participou depois em diversos programas de televisão, nomeadamente na “Praça da Alegria” quando era transmitido a partir de Vila Nova de Gaia. Editou dois álbuns “Raminhos de violetas” e “Cristal de saudades”, com temas que a levaram aos quatro cantos do mundo, sobretudo cantando o fado às comunidades portuguesas. Seguiu-se por opção um momento de recolhimento. “A maternidade falou mais alto e com um filho pequeno era para mim impossível andar a correr o mundo! São opções de vida!” Mas o fado já a fez abandonar outro projetos. “Deixei o curso de medicina, mas não estou arrependida”, diz convicta.

O tema que dá título ao trabalho tem autoria de Tó Zé Brito, sendo esta a canção original deste álbum promocional. Seguem-se clássicos de Amália Rodrigues, como “Ai as gentes, ai as gentes”, “Meu amor, meu amor” de Ary dos Santos e Alain Oulman, e “Primavera” de David Mourão Ferreira e Alain Oulman.

Um pequeno excerto dos sons do fim de tarde intimista e na penumbra da Casa do Livro, no Porto:




           Esta e outras informações também no nosso Facebook. Visite já!
    Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL/ Vídeo: YOUTUBE

3 comentários:

  1. Anónimo14:40

    Que bom ve-la de novo!!! Que tenha muita sorte e muitos concertos. Beijinhos. Carla Machado

    ResponderEliminar
  2. Rita Martins15:30

    Giro artigo. Parece uma excelente fadista

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:35

    Ainda bem que voltou. Canta muito bem

    ResponderEliminar