[VÍDEO] OIÇA AS CANÇÕES PARTICIPANTES NO FESTIVAL DA CANÇÃO 2020


A RTP revelou, na íntegra, as 16 canções participantes no Festival da Canção 2020.

A RTP disponibilizou, esta manhã, as 16 canções participantes no Festival da Canção 2020 nas plataformas digitais. Uma delas será a representante de Portugal no Festival Eurovisão de 2020 em Roterdão, nos Países Baixos.

Aceda AQUI às 16 canções a concurso.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!

Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: RTP

57 comentários:

  1. Anónimo12:13

    A dos Blasted e a do Dino são uma decepção...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:15

    Cada uma pior que a outra, tudo para dormir

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12:20

    Corrijo-me é tudo decpcionante... Onde fica a casa de apostas? 1000€ em como Portugal não passa da semifinal

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:21

    Estava mais pessimista, pensava que este ano teriamos canções fraquinhas...
    Mas até gostei de um modo geral das músicas
    Gostei muito da prosposta do Tiago Nacarato, Marta Carvalho e sem dúvida dos Blasted.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo12:33

    Vai haver canções tão boas a ser eliminadas na 1 semi final...
    A 2 semi final é mais fraca embora tenha lá os dubio e o Jimmy P

    ResponderEliminar
  6. Anónimo12:36

    A 1 semi final é mais forte!
    De um modo geral as músicas são boas

    ResponderEliminar
  7. Anónimo12:51

    Os Blasted tem de ganhaar isto. Simpleesmente bombastico. Invistam numa apresentacao para por o publico a saltar e podemos por a Holandda abaixo em Maio. Isto claro se o juri portugues permitir... E ps:nao entrem numa apresentaçao e roupas tipo Hatari, seria um erro...

    ResponderEliminar
  8. Anónimo13:09

    A Elisa além de me ter surpreendido, é a minha favorita

    ResponderEliminar
  9. James13:22

    Não existe uma única musica do lote que nos possa levar à final. Mesmo 'Rebellion' é algo ja muito visto, era musica para talvez para o ESC2006. Um conjunto muito fraco de canções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:00

      A "Rebellion" têm partes interessantes, mas o coro é fraquíssimo, talvez a versão ao vivo eleve a música, mas acho que este ano Portugal pode descartar qualificar-se para a final

      Eliminar
    2. Anónimo14:01

      Perdão não é coro, queria dizer o refrão

      Eliminar
  10. Anónimo13:29

    Eu acho qque esta muito melhor que anos anteriores. Ja nao haa tantas musicas secantes. E ha muitas com potencial. A RTP precisava era de investir eem apresentaçoes do Genero Destination Eurovision, Melodifestivalen e Vibdir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:28

      A apresentação em palco bem como a existência de videoclip ou não após a vitória é responsabilidade única e exclusiva dos artistas a concurso

      Eliminar
    2. Anónimo15:08

      Não acho o videoclipe tão basilar, mas a performance sim. O the voice este ano teve performances muito elaboradas, por isso é só repetir a fórmula

      Eliminar
  11. Anónimo14:05

    Minha opinião neste momento:
    A canção 'Rebellion' apesar de terem a melodia e destacar-se, há algo na estrutura da canção que me desagrada, parece que repete um pouco e acaba de uma forma estranha. Deixem a música para a OGAE Second Chance, tem mais chances lá que no esc.

    A canção 'Passe-Partout' parece-me mais sólida. Não é uma masterpiece mas é segura. Podia fazer parte da banda sonora de um filme em par com Amar Pelos Dois. Pode surpreender no ESC assim como Flor-de-Lis fez. Imaginando um staging ao estilo de teatro musical.

    Aguardo pelas performances ao vivo, muita coisa pode mudar.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo14:40

    Coerência da RTP com a escolha destes compositores, procurando um lugar no ESC na senda dos obtidos nos dois últimos anos.

    ResponderEliminar
  13. Meus amigos só há uma musica neste momento que nos pode representar, a única com uma construção decente para a euovisão: 'Passe-Partout' da Bárbara Tinoco e do Tiago Nacarato. De resto achei, mais uma vez, tudo muito pouco inspirado...musicas de segunda escolha dos próprios compositores. rtp deve mudar de estratégia nos próximos anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:24

      Concordo, acho que o melhor mesmo é fazer uma selecção interna da canção, embora isso eliminasse à partida o FdC, coisa que tb não queremos. Outra coisa, é que o convite para o festival é feito muito em cima, devia ser dado mais tempo aos compositores, uma boa musica necessita de tempo para apurar.

      Eliminar
    2. Anónimo17:47

      Mas, pelo menos, ensine-se a menina a pronunciar "Molière" (nem sequer é difícil…). E já agora: não caberia na letra a referência a uma personalidade portuguesa, entre as várias citadas como forma de atrair a atenção da pessoa amada? De qualquer modo, sempre é uma letra melhor do que uma em que o intérprete canta (?) que quer ser "bom pai e bom marido"...

      Eliminar
    3. Anónimo17:55

      Estão a falar a sério?
      Essa música que resume-se a 3 minutos de nomes da "alta coltura"?
      A melodia é teatral e divertida, mas a letra é a coisa básica deste ano, basicamente um "Com gosto amigo" meets "Para sorrir não preciso de nada"
      Se gostam votem, mas com o meu televoto este ano não contem

      Eliminar
    4. Anónimo18:24

      Para mim a melhor letra deste ano é a de "Medo de Sentir", a Marta Carvalho criou algo muito bonito que espero que tenha muito sucesso após o festival da canção.
      Dito isto, por o forte da música ser a letra e a forma intimista como a Elisa a interpreta acho que não é a melhor opção para a eurovisão, já que a melodia é demasiado simplista e despida para conquistar um público internacional.
      Já tivemos o caso da música "O Jardim" com os mesmos pontos fortes e fracos e o resultado foi o que foi..

      Eliminar
  14. Anónimo15:23

    Gostava de saber ate quando vão convidar compositores se eles sempre apresentam musicas sem qualidade alguma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:26

      Enquanto Nuno Galopim escolher os compositores de que gosta, "democraticamente" não há lugar para outros. O FC não é San Remo...

      Eliminar
    2. Anónimo17:57

      O Nuno Galopim é responsável pelos convites, mas não pelas músicas que os artistas escolhem para os representar, se a música é o que é a responsabilidade é única e exclusiva dos mesmos

      Eliminar
  15. Anónimo18:14

    Blasted de longe os melhores.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo19:24

    Blasted!

    ResponderEliminar
  17. Anónimo19:26

    1º Blasted
    2º Bárbara Tinoco
    3º Elisa
    4º Jimmy P
    5º Throes + The Shine
    O resto não me aquenta nem me arrefenta!!! :S
    Agora tudo depende das atuações ao vivo... Trabalhem-nas por favor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:04

      Também são as minhas favoritas. Se não houver surpresas, isto está entre os Blasted, a Bárbara e a Elisa. Qualquer uma delas, com um bom staging pode levar-nos de novo á final da Eurovisão.

      Eliminar
  18. Anónimo19:26

    para mim é mais do mesmo, este formato de festival esta esgotado e continua a falhar! As musicas deixam muito a desejar mais uma vez, a única que pode fazer alguma coisa em Roterdão é a musica dos Blasted, embora precise de melhorar algumas partes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:42

      A questão do formato estar ou não esgotada não depende só do resultado em Roterdão, vai depender das audiências do fdc e do número de chamadas de televoto que vão receber este ano, se o números forem muito inferiores a 2019 ou 2017 a produção terá de reavaliar o formato

      Eliminar
    2. Anónimo22:32

      O formato continua a falhar? Fala do formato que nos levou à primeira vitória da eurovisao? Falhar?? Lol fala do formato que largou as pimbalhices e trouxe música e compositores de qualidade? Dá deus nozes a quem não tem dentes.... Vá, regressem com as suzys, catarinas pereiras, ruis não sei o que, que a malta gosta é disso (tristeza)

      Eliminar
    3. Anónimo23:00

      Mas está tudo doido? Querem voltar aos festivais pirosos antes de 2017, que eram super desacreditados entre os artistas? Antes ninguém queria lá ir. Agora é um privilégio. Num futuro tão próximo não iremos ganhar a Eurovisao. É a realidade. Ainda por cima os estrangeiros ainda estão ressabiados com o discurso do Salvador. Ninguém gosta de Portugal. A ideia dos feelings já cheira a mofo. Agora o que temos de fazer é garantir a final. Isso para mim já sabia a vitória!

      Eliminar
    4. Anónimo01:07

      a nossa final nacional acaba demasiado tarde para os Blasted fazerem revamp, por isso não é conveniente estar na esperança que revamps venham "salvar" a música.

      Eliminar
  19. Anónimo19:58

    No geral até que gostei. Não sei o porquê de tanta reclamação. Temos aqui canções com potencial. Estavam à espera do quê? Música POP e mainstream? Isto é o FC e não o Melodifestivalen. Se vocês estiverem sempre com essa expectativa só se vão desiludir. No geral até acho que são melhores que em anos anteriores. Para mim a Bárbara Tinoco e Dúbio ft. +351 destacaram-se bastante. Gostei da Elisa mas não sei até que ponto é que pode resultar lá fora. Os Blasted Mechanism deixaram me confuso não sei se gosto ou não. Acho a estrutura musical um pouco estranha. Vou esperar pela apresentação ao vivo para ter uma opinião concreta. Mas no geral até pensei que fosse pior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:52

      Exato! Portugal não tem artistas que façam aquele bom pop sueco. É tudo nhé. As únicas que me lembro agora que são relativamente conhecidas são a April Ivy e a Sea... Aceitem que dói menos. Eu acho que o festival deste ano é bem melhor que o dos 3 últimos. O maior problema nem são as canções (acho que há umas 5 boas), é o staging. Com isso é que se têm de preocupar, porque a RTP é um autêntico ZERO neste aspeto.

      Eliminar
    2. Anónimo23:27

      Ando a repetir-me, mas o stagin é única e exclusiva responsabilidade dos artistas a concurso, a rtp só é responsável pelos leds, luzes e planos de câmara

      Eliminar
    3. Anónimo01:08

      Sim, mas por que é que a RTP não disponibiliza uma equipa que possa ajudar os cantores nisso? Há imensos adereços de outros projetos do canal. No The Voice até há cenários engraçados. Os cantores diziam como queriam as coisas e a RTP tentava arranjar, nem que fosse só para as músicas da final, porque as 16 da semi ainda são bastantes e o palco da final é bem maior. Eles já andam nisto há anos e sabem como o Esc funciona. O principal ponto fraco de Portugal é esse. Os cantores não apostam, porque não têm possibilidades financeiras.

      Eliminar
    4. Anónimo10:44

      Também me perguntei porque é a rtp não arranjou alguém para ajudar o Conan o ano passado ou porque é que os staggings do jesc são tão despidos e simplistas.
      A resposta poderá ser que a RTP também não têm capacidade financeira e/ou que a equipa responsável pela esc e jesc não têm nenhum quadro qualificado para trabalhar com os artistas o staging.
      Mas, sejamos francos, o público têm de começar a ser exigente com os artistas, não votar apenas na canção, mas também naquilo que fazem no palco, na forma como apresentam visualmente a música.
      A eurovisão é um programa com uma componente visual e hoje mesmo fora da eurovisão para ter sucesso na indústria musical, é também muito importante apostar na parte visual da mesma e os artistas portugueses, quer participem ou não no fdc, têm de aprender isso

      Eliminar
    5. Anónimo12:31

      vcs nao sabem mas a RTP tem sempre o dinheiro muito contado e no limite...tem que pagar 20 mil por mês à Catarina Furtado e ao Fernando Mendes.

      Eliminar
  20. Anónimo20:00

    Estou impressionada. Há ali músicas com imenso potencial. Pelo menos há mais variedade e menos músicas de embalar. Não sou fã dos Blasted, mas adorei a música. Parece ser a favorita dos eurofãs. Para mim, este ano as músicas são superiores ás dos dois últimos anos. Vamos ver como vão resultar em palco.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo20:57

    Não digo que está tudo mal, porque não está, e Deus nos livre de voltar a pré-2017, mas não me encantei por nenhuma das músicas. Acontece. A do Nacarato tem uma vibe retro agradável, mas a intérprete não foi bem escolhida. Se gravado é assim, ao vivo tenho medo, mas oxalá esteja errado. Blasted é razoável mas não tem o boom esperado. É aceitável. Marta Carvalho soa bem como música de fundo não grita vitória, throes foram fieis ao estilo deles, goste-se ou não. Dino foi uma desilusão. Nenhuma grita vitória, mas, com reservas quanto à intérprete, talvez o Nacarato. Blasted aceito mas para isto, abaixo do que valem, prefiro ir em português, pelo menos é um charme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:49

      A música da Marta Carvalho é lindíssima, mas precisava duma intéprete com vozeirão. A do Tiago Nacarato precisava dum Salvador Sobral para resultar em palco, a Bárbara Tinoco é demasiado novata, não me parece que resulte. A dos Blasted encanta-me, têm experiência de palco e sabem cativar o público, mas a música precisa de um revamp para resultar. Penso que a vitória está entre esses três que mencionei, mas há algumas músicas com potencial que podem crescer em palco e vir a surpreender.

      Eliminar
    2. Anónimo22:17

      Bárbara Tinoco não tem o carisma que seria necessário para elevar aquela musica...a miúda é muito novata e as entrevistas dela sao muito estranhas. Não entendo como Marta Carvalho se descartou do Festival, seria bom ara a sua carreira e tornava-se mais conhecida...opções.

      Eliminar
  22. Um naipe de canções bem interessante e diversificado.
    Não gostei de todo da proposta interpretada (e composta) pelo Cláudio Frank; as interpretadas por Judas, Elisa Rodrigues e JJaZZ também não me convenceram muito… (4 canções)
    No meu top estão as propostas interpretadas por: Blasted, Jimmy P, Dubio feat. +351, Bárbara Tinoco, Throes + The Shine e Elisa (6 canções).
    As restantes 6 canções não são más... Em suma, uma das edições do FdC mais forte dos últimos anos! (ao ler alguns dos comentários acima, questiono: "será que ouviram as mesmas canções que eu?...")
    Desde 2017 tem havido, de facto, um crescendo na qualidade do mítico Festival da Canção, como li algures nos comentários aos vídeos das 16 propostas para o ESC 2020. RTP está no bom caminho quanto à selecção nacional (relativamente à participação no ESC, ainda há coisas a melhorar, sem dúvida!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:54

      Antes de ouvir as músicas, vim ler os comentários e fiquei desiludida "pronto, já percebi que as músicas não valem nada". Depois, fui ouvir as músicas e ouve várias que adorei. Nos sites internacionais não vejo tanto pessimismo como aqui. Para mim, esta é mesmo a melhor edição dos últimos anos.

      Eliminar
    2. Anónimo22:20

      Por acaso eu achei o pior lote de musicas desde 2017. Tá fraquinho este ano.

      Eliminar
  23. Anónimo21:26

    Este ano vai ser difícil escolher uma canção no meio de tanta coisa boa... Estive a ouvir atentamente cada uma e acho-as todas magníficas! Cada uma no seu género, é claro, mas com um denominador comum: um forte potencial para fazer furor na Holanda! Parabéns a todos!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:22

      pronto, alguém sem o mínimo de noção! É por comentários como este que não avançamos, de certo nao ouvimos as mesmas musicas! É um conjunto bem fraco.

      Eliminar
  24. Anónimo22:20

    Semifinal 1

    (8) JJaZZ - "Agora"
    (7) Ian Mucznik - "O dia de amanhã"
    (6) Elisa - "Medo de sentir"
    (5) Filipe Sambado - "Gerbera amarela do Sul"
    (4) MEERA - "Copo de gin"
    (3) Throes + The Shine - "Movimento"
    (2) Blasted - "Rebellion"
    (1) Bárbara Tinoco - "Passe-Partout"

    Semifinal 2

    (8) Cláudio Frank - "Quero-te abraçar"
    (7) Tomás Luzia - "Mais real que o amor"
    (6) Luiz Caracol & Gus Liberdade - "Dói-me o país"
    (5) Kady - "Diz só"
    (4) Jimmy P - "Abensonhado"
    (3) Judas - "Cubismo enviesado"
    (2) Elisa Rodrigues - "Não voltes mais"
    (1) Dubio feat. +351 - "Cegueira"

    Final

    (8) Jimmy P - "Abensonhado"
    (7) Judas - "Cubismo enviesado"
    (6) Elisa Rodrigues - "Não voltes mais"
    (5) MEERA - "Copo de gin"
    (4) Throes + The Shine - "Movimento"
    (3) Blasted - "Rebellion"
    (2) Dubio feat. +351 - "Cegueira"
    (1) Bárbara Tinoco - "Passe-Partout"

    ResponderEliminar
  25. Anónimo22:45

    A RTP tem que apagar esta seca e fazer um festival parecido ao Melodifestivalen. Raramente os suecos ficam fora do top 10

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:39

      Há três coisas que tornam o Melodifestivalen muito melhor que o fdc.

      1ª A RTP lá da Suécia têm muito mais dinheiro que a nossa RTP para organizar o festival

      2ª A indústria musical sueca está ao nível da indústria musical do Reino Unido em termos de internacionalização, Avicci é um dos mais recentes exemplos de artistas suecos a fazerem sucesso internacionalmente

      3ª O Melodifestivalem é uma excelente e comprovada via para os artistas promoverem a sua música e fazerem carreira, exemplo disso é a Margaret que não ganhou nada, mas ganhou muitos fãs após a sua passagem por lá

      Eliminar
  26. Anónimo22:57

    Ok pessoal, mas que raio se passa aqui com toda a gente louca com a canção dos Blasted Mechanism?! Isto é amor pela canção ou saudosismo dos momentos gloriosos do passado desta banda?! Mas eu serei o único que não gosta da canção?!

    As minhas favoritas por ordem:
    1.º - Throes + The Shine - Movimento
    2.º - Barbara Tinoco - Passe-Partout
    3.º - Dubio feat. +351 - Cegueira
    4.º - Elisa - Medo de sentir
    5.º - Elisa Rodrigues - Não voltes mais EX AEQUO Kady - Diz só

    Menções honrosas:
    Filipe Sambado - Instrumental louco e viciante com letra fenomenal. Esta canção transporta-me à minha infância, pois faz-me lembrar alguns genérico de programas do inicio dos anos 90 como por exemplo No Tempo dos Afonsinhos. Uma versão modernizada dessa altura.

    Canções que não gostei:
    Blasted Mechanism
    Tomás Luzia
    Judas

    Obrigado a todos pela participação no FdC 2020, parabéns pelo talento e muito boa sorte com os vossos projetos.

    Tiago Varela

    ResponderEliminar
  27. Anónimo11:17

    Estou surpreendido com as canções deste ano. Algo se passou para o nível ter subido tanto. É certo que também estava muito lá em baixo.
    Temos um bom lote de canções. Como canções não envergonham. Para o ESC iriam os Blasted ou a Bárbara (minha preferida). Se for a Bárbara será a Dinamarca 2019 deste ano

    ResponderEliminar