Örs Siklós: "É muito triste que a Hungria não participe na próxima Eurovisão"


Örs Siklós, vocalista da banda AWS, lamentou a retirada da Hungria do Festival Eurovisão: "Foi incrível ver os fãs da Eurovisão a amarem a nossa canção. E ganhámos muito com a nossa participação".

Depois de Kati Wolf, representante do país em 2011, ter reagido à saída da Hungria do Festival Eurovisão 2020, o vocalista da banda AWS, representante húngara em Lisboa, também lamentou a retirada do concurso que terá lugar em Roterdão. "Todos os país tentam enviar um artista que seja um pouco diferente e que consiga destacar-se, seja na canção, na aparência ou no estilo. Foi isto que nos diferenciou dos restantes e foi incrível ver os fãs da Eurovisão, que não estão familiarizados com o metal, a amarem a nossa canção. E ganhámos muito com a nossa participação" recordou Örs Siklós, vocalista do grupo, lamentando a saída da Hungria, "É muito triste que a Hungria não participe na próxima Eurovisão. Honestamente, eu não era seguidor do concurso antes de 2018, mas este ano vi tudo e apoiei o Joci".

Vencedores do A Dal 2018, os AWS representaram a Hungria no Festival Eurovisão 2018 em Lisboa. Depois do apuramento em 10.º lugar na semifinal, "Vislát Nyár" terminou em 21.º lugar na Grande Final com 93 pontos, nenhum deles oriundo de Portugal.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: AWS / Imagem/Vídeo: Eurovisiontv

5 comentários:

  1. AWS para mim são os melhores representantes deste país na Eurovisão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:51

      Pois para mim são dos piores representantes da Hungria e da Eurovisão. A sua canção é só gritaria. Lamento, mas tu (Jefferson Lamas) tens o teu gosto puro estragado.

      Eliminar
    2. Anónimo22:37

      AWS tambem sao os meus favoritos a representar a Hungria e gostaria muito que algum dia voltassem ao concurso, e nao entendo como o anonimo das 18:51 gasta seu tempo em escrever um comentario tao desagradavel

      Eliminar
  2. Anónimo18:50

    Não percebo a desculpa da Hungria em dizer que não participam este ano para apostar e promover artistas nacionais, participar na eurovisão é uma forma de promover artistas do país.
    Por outro lado a Hungria não se pode queixar dos resultados que têm tido, entre 2011 e 2019 só ficaram de fora da final uma vez, marcando presença no top 10 em três anos não consecutivos (um deles um top 5), quem dera os big 5 ter resultados assim...

    ResponderEliminar