Malta: Quem está de regresso à corrida pelo Festival Eurovisão?


Mais de 100 candidatos conquistaram o apuramento para o Bootcamp do X Factor Malta, certame que será utilizado como final nacional para o Festival Eurovisão 2020. Saiba quem está de regresso à corrida pelo passaporte eurovisivo.



A emissora estatal de Malta transmitiu, no passado fim-de-semana, o quinto e último episódio das audições da segunda temporada do X Factor Malta, talent-show que será utilizado como final nacional para o Festival Eurovisão 2020. Howard Keith, Ira Losco (ESC2002/2016), Alexandra Alden e Ray Mercieca formaram o painel de jurados responsável pela eleição de mais 100 candidatos para o Bootcamp. Entre os candidatos escolhidos para a próxima fase do programa, há vários repetentes em lides eurovisivas, conforme pode recordar de seguida:

Destiny Chukunyere, vencedora do Festival Eurovisão Júnior 2015 e membro da comitiva do país em Telavive, foi um dos destaques das audições do concurso. 




Jasmine Abela foi outra das concorrentes a conseguir o passaporte para a fase seguinte. A cantora esteve a concurso no Malta Eurovision Song Contest em 2016 com "Alive", terminando em 6.º lugar. Em 2018 regressou ao concurso com "Supernovas" terminando em 8.º lugar.



Com sete participações no MESC no curriculum, Deborah C também marcou presença nas audições do formato televisivo. A cantora estreou-se no concurso nacional em 2012 ao lado de Leila James, terminando em 15.º lugar (entre 16 candidatos), tendo participado também nas edições de 2013 (9.º), 2014 (5.º), 2015 (11.º), 2016 (11.º), 2017 (7.º) e 2018 (13.º).



Cherton Caruana também seguiu em frente no talent-show, depois de ter estado a concurso no Malta Eurovision Song Contest 2017. A cantora defendeu "Fighting to Survive" e terminou em 9.º lugar, entre 16 candidatos.



Danica Muscat prestou também provas e seguiu em frente na competição, depois de três participações na final nacional do país. Em 2012, Danica Muscat participou com "7 Days", alcançando o 9.º lugar.  Posteriormente, a cantora participou nas edições de 2013 e 2015, terminando afastada nas semifinais.



Oito anos depois da sua participação, Francesca Borg está novamente na corrida pelo Festival Eurovisão. Em 2012, Francesca alcançou o 11.º lugar no concurso com "Take Me Far".




Por fim, Rhiannon Micallef foi uma das últimas candidatas a conseguir o passaporte para o Bootcamp. Em 2017,a cantora interpretou "Fearless" tendo terminado em 11.º lugar, posição repetida em 2018 com "Beyond Blue Horizons".



Também Justine Shorfid e Lisa Marie Tabone, candidatas a representar Malta no Festival Eurovisão 2016, bem como Demi Galea, participante na final nacional júnior de 2017, marcaram presença no formato, alcançando o passaporte para a fase seguinte.

Estreante em 1971, Malta conta com 31 participações no Festival Eurovisão, sendo atualmente o país mais antigo a concurso sem qualquer vitória. Segundo classificado em 2002 e 2005, o país regressou à Grande Final em 2019 com Michela e "Chameleon", tendo a candidatura terminado em 14.º lugar com 107 pontos, nenhum deles oriundos de Portugal.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: PBS/ Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários