OGAESC2019: OGAE Portugal em último lugar no OGAE Second Chance 2019


O OGAE Second Chance 2019 foi ganho pela OGAE França, representada por Seemone e "Tous Les Deux". A OGAE Portugal, representada por Surma e "Pugna", ficou em último lugar sem qualquer pontuação.

Todos os anos, os clubes de fãs OGAE organizam um concurso online para escolher a melhor canção que participou na final nacional para a Eurovisão, de entre as canções que não ganharam o direito de representar cada país na Eurovisão. O concurso deste ano foi organizado pela OGAE Itália, associação vencedora da edição do ano passado, contando com 24 participantes, tendo a vitória rumado à OGAE França, que se fez representar por Seemone e "Tous Les Deux". A canção recolheu 294 pontos, mais 2 pontos que a canção da OGAE Itália, "Musica Che Resta" dos Il Volo.

A OGAE Portugal fez-se representar por Surma e "Pugna", tendo terminado em 24.º (e último) lugar, sendo a pior classificação de sempre da associação portuguesa. Bernardo Maltez foi o responsável pela revelação dos votos da OGAE Portugal, cuja pontuação máxima rumou a Itália, tendo sido acompanhado por Suzy, representante de Portugal no Festival Eurovisão 2014.

Conheça a votação da OGAE Portugal:

12pts Itália
10pts França
8pts República Checa
7pts Espanha
6pts Alemanha
5pts Albânia
4pts Dinamarca
3pts Suécia
2pts Noruega
1pt Lituânia

Aceda, de seguida, aos resultados finais:


1.º França - Seemone - "Tous Les Deux" - 294 pontos
2.º Itália - Il Volo - "Musica Che Resta" - 292 pontos
3.º Suécia - Anna Bergendahl - "Ashes to Ashes" - 272 pontos
4.º Austrália - Electric Fields - "2000 and Whatever" - 242 pontos
5.º Alemanha - Aly Ryan - "Wear Your Love" - 185 pontos
6.º Dinamarca - Julie & Nina - "League of Light" - 159 pontos
7.º Noruega - Mørland  - "En Livredd Mann" - 128 pontos
8.º República Checa - Barbora Mochowa - "True Colours" - 108 pontos
9.º Lituânia - Monika Marija - "Light On" - 88 pontos
10.º Roménia - Bella Santiago - "Army of Love" - 75 pontos

11.º Espanha - Maria - "Muérdeme" - 71 pontos
12.º Ucrânia - Kazka - "Apart" - 65 pontos
13.º Reino Unido - Kerrie-Anne - "Sweet Lies" - 62 pontos
14.º Croácia - Lorena - "Tower of Babylon" - 40 pontos
15.º Albânia - Mirud - "Nene" - 36 pontos
16.º Eslovénia - Ula Lozar - "Fridays" - 35 pontos
17.º Sérvia - Ivana Vladović & Wonder Strings - "Moje Bol" - 28 pontos
18.º Islândia - Friðrik Ómar -  "Hvað ef ég get ekki elskað?" - 24 pontos
19.º Moldávia (Resto do Mundo) - Maxim Zavidia - "I Will Not Surrender" - 24 pontos
20.º Estónia - Lumervav ft. Inga - "Milline Päev" - 14 pontos
21.º Letónia - Edgars Kreilis - "Cherry Absinthe" - 12 pontos
22.º - Hungria - The Middletonz - "Roses" - 5 pontos
23.º Finlândia - Darude feat. Sebastian Rejman - "Superman" - 3 pontos
24.º Portugal - Surma - "Pugna" - 0 pontos

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: OgaeSC2019

16 comentários:

  1. Anónimo20:16

    Até quando vamos continuar com esta mania de sermos diferentes ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:47

      Até quando este desespero por querermos a nossa maior pimbalhada pseudo-kizomba pseudo-latina a representar-nos? Música demasiado diferente desafia a vossa mente como se uma prova de aferição de segundo ano se tratasse?

      Eliminar
    2. Anónimo23:33

      Apoiado!!! Chega de feelings, queremos fireworks!!!

      Eliminar
    3. Anónimo00:07

      20:47 Até quando este preconceito musical com tudo o que não é alternativo? Pop music ou musica popular não é pimbalhada, kizomba e pimba sao dois generos musicais que merecem respeito mesmo que não goste. Ha que amar esta falsa iamgem que querem passar nossa, como se este estilo alternativo nos representasse e fosse popular entre a maioria do povo portugues. Não estamos nos anos 50, aceite que todos merecem o seu proprio espaço e têm merito. O que é ser demasiado diferente? Imitar Sigur Ros e Björk? Lamento, o que tu achas que é diferente já era feito em países que só costumam levar ''pimbalhada'' musical para a eurovisão.

      Eliminar
  2. Anónimo20:36

    A Alemanha devia ter vencido, muito melhor que essa Adele-wanabe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:50

      Ve-se mesmo que a história da musica francesa do século XX não é a tua especialidade ... too much time a ouvir Spice Girls e Britney Spears tem os seus efeitos colaterais. De repente há uma Adele na atualidade e toda a gente "wow" #facepalm

      Eliminar
  3. Anónimo20:42

    Muito sinceramente, já estava á espera. Deviam ter levado o NBC, não ganhávamos mas também não ficávamos em último. Á frente da Finlândia e da Hungria ficávamos de certeza. Da próxima vez escolham melhor.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:07

    Claro que era o resultado que se esperava. Em vez de colocarem a música do Matay que conquistou o 2ºLugar foram colocar esta música horrenda.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23:55

    Pudera, com uma música daquelas... é de admirar que não tenha tido pontos negativos

    ResponderEliminar
  6. Anónimo00:03

    Não é de admirar, a musica é fraca, embora a performance seja optima...o que costuma agarrar os eurofas é a musica

    ResponderEliminar
  7. Anónimo00:11

    Esta arrogância de alguns eurofãs portugueses sempre que passamos por uma derrota tem de acabar. Desde que ganhámos ficaram cada vez mais insuportáveis...não aceitam perder, os outros é que têm mau gosto e não percebem a nossa ''arte'' super alternativa e original aka qualidade. A queda do Conan não teve efeito, é pena.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo01:43

    Tivemos o que merecemos. Pessoalmente não aprecio nada o registo deste tipo de música, mas respeito-o. Agora, este concurso é que realmente só a música conta, acima de tudo, e perdoem-me, mas o que esta música tem de bom é a performance em palco, que dá força ao desempenho. Se ouvir só a música desligo logo. Temos de perder a mania que tudo o que destoa é que é bom e de qualidade. Olhem para este resultado, olhem para o Osiris...não são os outros que estão mal...

    ResponderEliminar
  9. Mesmo que não seja para ganhar, a ogae deve escolher uma música para mais esta festa e não um pesadelo. A França ganhou muito bem e tenho quase a certeza que teria saído vencedora do do real show em vez daquela rã que saltou do tanque.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo12:48

    É claro que se fosse a Seemone a representar a França no ESC, também seria a vencedora do ESC19... nunca percebi a escolha dos franceses este ano com uma final nacional de qualidade.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo14:59

    Muito português anda a beber o koolaid do Salvador...
    Relembro que para ele a música que devia ter ganho em 2018 era uma sem título, para não perverter a leitura individual da música e blah blah blah, se muito português não têm paciência para a arrogância do menino Sobral, acham que os europeus vão votar em Portugal se continuarmos a bater na mesma tecla?
    Meus amigos, nem as pessoas da escunited ou wiwibloggs, que são os "experts" de música aqui no pedaço nem sabiam quem era o Caetano Veloso em 2018, no stream do escunited disseram que o Caetano Veloso era o que estava ao piano com o Salvador e não era, esse era o Júlio Resende.
    Os eurofãs e os jurados europeus são superficiais, pensem neles como sendo ingleses bêbados em Albufeira às 3 da manhã, porque é o que no fundo são. Ou querem música alegre para dançar ou música triste para chorar, não querem músicas que precisem de ler ensaios de 15 páginas para as perceber

    ResponderEliminar
  12. Anónimo20:21

    a musica era muito má...acho incrível que se continue a ir pelo alternativo, qdo isto sempre foi um concurso pop. Mesmo esperava melhor do Osiris que estragou tudo em palco.

    ResponderEliminar