ESC2020: Reino Unido anuncia seleção interna para o Festival Eurovisão 2020


Depois do último lugar em Telavive, a emissora britânica BBC anunciou que não realizará o Eurovision: You Decide 2020 e selecionará os seus representantes com a gravadora BMG.


A emissora britânica BBC, responsável pela participação do Reino Unido no Festival Eurovisão, anunciou, esta manhã, uma nova parceria para a edição do próximo ano com a gravadora BMG. Segundo a publicação na página oficial da comitiva britânica, a BBC contactou várias gravadoras, tendo a BMG sido escolhida para "selecionar a entrada britânica no Festival Eurovisão", realçando os sucessos mundiais lançados pela gravadora, incluindo "Heroes", canção vencedora do Festival Eurovisão 2015.

Kate Phillips, responsável pelo entretenimento da BBC, garantiu que "a BMG, que tem acesso a compositores de renome mundial, é uma perspectiva verdadeiramente empolgante e estou certa que vamos encontrar a melhor canção para 2020", enquanto Mel Balac, diretora criativa da BBC, a manifestar o desejo de "esta colaboração marcar um virar de página na história do Reino Unido na Eurovisão".

Apesar de não ter sido confirmado no anúncio original, a BBC revelou, através do seu site oficial, que a colaboração com a BMG ditará o fim do Eurovision: You Decide, evento que decorria desde 2016, e que os seus representantes para o Festival Eurovisão 2020 serão escolhidos internamente.


Estreante em 1957, o Reino Unido conta com 62 participações no Festival Eurovisão, destacando-se as cinco vitórias (67/69/76/81/97), bem como outras 18 posições no pódio da competição. Contudo, os últimos anos não têm sido gloriosos para o país: desde 2003, o Reino Unido apenas conta com 1 posição no top5 do certame. Em Telavive, Michael Rice representou o país com "Bigger than Us", tendo terminado em 26.º (e último) lugar com apenas 9 pontos.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte e Imagem: BBC / Vídeo: Eurovision.tv

2 comentários:

  1. Anónimo14:39

    Simplesmente não aprendem ! Lá vão eles levar outra suecada rejeitada do melodifestivalen

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:50

    Acho que de faccto ee o melhor aa fazer pelo menos ate conseguirem bons resultados que atraiam publico jovem a Eurovisao no Reino Unido

    ResponderEliminar