ESC2020: Finlândia abre inscrições para o 'Uuden Musiikin Kilpailu 2020'


Depois de dois anos de seleções internas dos intérpretes, a emissora finlandesa YLE volta a apostar num processo público de seleção dos representantes para o Festival Eurovisão 2020.


A emissora finlandesa YLE revelou, esta manhã, que o Uuden Musiikin Kilpailu 2020, final nacional da Finlândia para o Festival Eurovisão 2020, voltará a contar com inscrições públicas. Depois das seleções internas de Saara Aalto e Darude em 2018 e 2019, respetivamente, a emissora abriu as inscrições para todos os artistas e compositores interessados, estando as mesmas abertas de 1 a 8 de novembro. Sem revelar grandes detalhes sobre o funcionamento da competição, a YLE confirmou apenas que a estação de rádio YLEX estará envolvida no evento, com Tapio Hakanen a liderar a equipa.

De realçar que, de 2012 a 2017, o Uuden Musiikin Kilpailu foi utilizado como final nacional aberta para o Festival Eurovisão. Contudo, em 2018 e 2019, o concurso contou com um artista escolhido internamente, Saara Aalto e Darude, respetivamente, defendendo três canções escolhidas internamente, sendo que a escolha final esteve a cargo do público e do júri.

Estreante em 1961, a Finlândia conta com 53 participações no Festival Eurovisão, tendo vencido a edição de 2006. Em Telavive, o país foi representado por Darude e Sebastian Rejman com o tema "Look Away" na primeira semifinal. A candidatura ficou-se pelo 17.º (e último) lugar com 23 pontos, não recebendo nenhuma pontuação de Portugal.


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: UMK /Imagem/Video:Eurovisiontv

15 comentários:

  1. Anónimo11:18

    A Finlândia este ano não tinha a pior canção, foi pena ter ficado em último lugar da semi, quem devia ter ficado em último era a Austrália ou a Polónia ou a Estónia (as três piores músicas da primeira semi-final).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:55

      Até pq bom era a macacada portuguesa, né?

      Eliminar
    2. Anónimo15:56

      Até pq bom era a macacada portuguesa, né? Me poupe e nos poupe com essa vergonha.

      Eliminar
    3. Anónimo16:32

      Estou tão farto dos haters do Salvador, parem de dizer que ele é um macaquinho

      Eliminar
    4. Anónimo16:52

      15:56 A ''macacada portuguesa'' foi boa sim, foi até melhor do que muitos que passaram como San Marino. Poupa-me tu com essa falta de noçao, vergonha alheia.

      Eliminar
  2. Anónimo12:57

    Viram que o método que tinham não resultava e mudaram , já a rtp ? O método dos convites tem sido um flop desde 2012 (excepto 2017) e nunca mudaram em nada, parabéns Finlândia por esta decisão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:53

      Nem mais. Estao a aproveitar a praia que está bom tempo...

      Eliminar
    2. Anónimo00:32

      Más voces acham que abrir as vagas vão Fazer que hajam cançoes Melhores? Com Isso só vai Fazer que hajam descartes e coisas pseudoeurovisivas (como aconteceu em 2008-2011)

      Eliminar
  3. Anónimo14:19

    E tao estranho como os nordicos conseguem ter boas classificacoes e sempre boas musicas e a finlandia destoa completamente....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:53

      A finlandia tem tido boas classificaçoes.

      Eliminar
    2. Anónimo17:46

      Ui que boas classificaçoes? O 25 lugar da Sarah Alto? E a meohor. De resto so em 2014 passaram a final

      Eliminar
    3. Anónimo22:46

      Nao considero o lugar da Sara mau. Passar à final já é um triunfo. Mas sim tens razão.

      Eliminar
  4. Anónimo16:54

    Sempre trabalham com antecedencia, já a RTP...será com convites aos amiguinhos e artistas de ''qualidade'' da industria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:29

      Pois ate onde eu así, ja há compositores convidados para 2020

      Eliminar
  5. Anónimo22:02

    Fico muito contente !!!

    ResponderEliminar