ESC2019: HOLANDA É A GRANDE VENCEDORA DO FESTIVAL EUROVISÃO 2019


DUNCAN LAURENCE E "ARCADE" SÃO OS GRANDES VENCEDORES DO FESTIVAL EUROVISÃO 2019. ESTA É A PRIMEIRA VITÓRIA DA HOLANDA DESDE 1975!

Aceda, de seguida, à classificação final do Festival Eurovisão 2019:

1.º Holanda - 492 pontos
2.º Itália - 465 pontos
3.º Rússia - 369 pontos
4.º Suíça - 360 pontos
5.º Noruega - 338 pontos
6.º Suécia - 332 pontos
7.º Azerbaijão - 297 pontos
8.º Macedónia do Norte - 295 pontos
9.º Austrália - 285 pontos
10.º Islândia - 234 pontos

11.º República Checa - 157 pontos
12.º Dinamarca - 120 pontos
13.º Eslovénia - 105 pontos
14.º França - 105 pontos
15.º Chipre - 101 pontos
16.º Malta - 95 pontos
17.º Sérvia - 92 pontos
18.º Albânia - 90 pontos
19.º Estónia - 86 pontos
20.º São Marino - 81 pontos
21.º Grécia - 71 pontos
22.º Espanha - 60 pontos
23.º Israel - 47 pontos
24.º Alemanha - 32 pontos
25.º Bielorrússia - 31 pontos
26.º Reino Unido - 16 pontos




Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

63 comentários:

  1. Anónimo00:04

    Fogooo estava a ver que ganhava a Suecia. Este metodo e ainda melhor... Forca Holanda. Merecido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:44

      Foi sofrer até ao último segundo. Votação imprópria para cardíacos.

      Eliminar
  2. Anónimo00:06

    Bem merecido.
    E os meus parabéns à República Checa, o meu segundo país, por finalmente ter recebido pontuações máximas dos juris!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:11

    Preferia pessoalmente que tivesse sido a Itália, mas é merecido na mesma! Não foram resultados chocantes e foi bastante renhido, como era esperado.
    A grande nota negativa vai para a realização que foi péssima, a pior desde há muito tempo...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:15

    Os votos do júri são surpreendentes, foi merecido a Holanda ganhar. Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo00:15

    É impressão minha ou a Noruega ganhou o televoto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:38

      A Noruega ganhou o televoto com 291 pontos

      Eliminar
    2. Anónimo00:59

      Sim. Foi sabotada pelo juri. Merecia pelo menos o swgundo lugar. O juri continua a beneficiar a Suécia. A vergonha nao tem limites

      Eliminar
  6. Anónimo00:15

    Espanha nem que mande o Carreras...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo07:13

      Espanha este ano era particularmente má...o que era aquilo??

      Eliminar
    2. Anónimo18:35

      Eu gosto da canção espanhola. Era má porquê e em quê???

      Eliminar
    3. Anónimo20:10

      Era má em tudo. se gostou mais vale ver o somos Portugal

      Eliminar
  7. Parabéns Holanda!!!! Suíça e Macedônia do Norte, Parabéns total!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo00:16

    Ultra merecido!!! Vitória mais que merecida... ADORO!!! <3

    ResponderEliminar
  9. Anónimo00:20

    Gostei dos resultados da final menos da Rússia e da Suécia, estão sempre no topo, mas adorei ver a Holanda a ganhar e a Itália perto do topo

    ResponderEliminar
  10. Anónimo00:22

    Esta maid que visto o favorecimento do juri a Suecia.. Ate quando isto vai continuar? A EBu esta comprada para os ajudar. So nao ganhou para nao dar demasiado escandalo...
    Grecis fez se justica e ficou num misero lugar. Ela canta muito mal mesmo. Apenas recebeu 24 pontos de televoto e vendo que de certo 12 sao de Chipre recebeu apenas 12...
    Tem de acabar com esta troca entre ambos...
    Espanha apesar de nao gostar foi mais uma vez prejudicada pelo juri e a Noruega que podia vencer...
    Alemanha de volta ao bottom e cumpre se a tradicao do anfitriao ficar em ultimo ahah
    Ja agora e aquele fail de cameras na atuacao da Estonia?

    Apesar de nao gostar da musica OS GGRANDES VENCEDORES FORAM OS HATARI POR MOSTRAREM UM CASCOL DA PALESTINA QUANDO RECEBERAM OS PONTOS. Pega Israel. Foi pena terem sido os unicos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:39

      A Madonna também levou com ela bandeiras da Palestina e cantou músicas com um subtexto político

      Eliminar
  11. Anónimo00:24

    Pior do que a realização foi a Madona. Simplesmente horrorosa!

    ResponderEliminar
  12. A Holanda teve uma boa pontuação, mas o record do Salvador vai ser difícil de quebrar.
    "O que importa é a música" - Grande Duncan, muito na linha do Salvador. Que se lixe o fogo de artifício e as músicas sem conteúdo.
    Estava a ver que ia ganhar a Suécia. As músicas que a Suécia tem levado nos últimos anos não valem nada, mas como são sempre sobrevalorizadas pelos júris, as pessoas já nem se dão ao trabalho de votar muito e gastar dinheiro com esse pais.
    Portanto este ano ganhou uma balada, por isso no próximo ano ganha uma música mexida. E Portugal quase de certeza que vai levar uma balada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:42

      "Muito na linha do salvador"? Errado! O Duncan inclui, o Salvador exclui!

      Eliminar
    2. O que é que o Duncan inclui e o Salvador exclui? Ambos dão maior relevância á música.
      Acabam por ser dois discursos muito consensuais, só que o Salvador se estendeu um pouquinho mais que o Duncan. Na essência vai tudo dar ao mesmo.

      Eliminar
    3. Anónimo03:30

      Incluir o que, filha? Achas que o Sobral nao tivesse aparecido o Duncan tinha ido? A musica portuguesa foi escrita por portugueses, pela luísa. O duncan precisou da ajuda de um sueco.

      Eliminar
    4. Anónimo03:34

      A Holanda, tem sido, ultimamente, dos países que melhor música tem levado ao Festival da Eurovisão. Foram grandes apoiantes da música do Salvador, e lembro-me muito bem da desilusão do concorrente holandês o ano passado e, ele próprio, voltou a referir o Salvador e "Amar pelos dois", como exemplo de boa música, em detrimento da música com a qual Israel venceu, portanto, quando o Duncan diz que o que importa é a música, acho que está mesmo a seguir a linha que tem vindo a ser seguida pelo país dele, e não me admira nada que quisesse mesmo, intencionalmente, vincar o que o Salvador já havia dito quando venceu, tudo coerente, mas, sabendo do incómodo que as palavras do Salvador provocaram nos que "são especialistas em fabricar música específica para o Festival da Eurovisão e seus adeptos", preocupou-se em ser mais politicamente correto, mas para bons entendedores...

      Eliminar
    5. Anónimo13:54

      03:34, Amiga, onde é que o waylon é a melhor musica? levou até uns bailarinos para destacar. O vencedor deste ano, holandes, tinha como cançao favorita uma musica cheia de fireworks da suecia, em 2018 DANCE YOU OFF. PAREM com essa lenga lenga da boa música, acordem por favor. O salvador ACABOU, ficou em 2017, o duncan, ao contrario do sobral, respeita todos os estilos de musica e disse que se uma cançao precisasse de espectaculo e fireworks entao tambem respeitava esse aspecto. Nem TODOS sao arrogantes como o sobral e os fas dele. MUSIC FIRST o duncan referia-se na vida dele e nao na eurovisao. Vai ver a press conference e deixa-te de dizer tonterias.

      Eliminar
  13. Anónimo00:26

    Para mim esta foi a pior organização da eurovisao. Nao se pode admitir tantas falhas ,tantos erros tantas reclamações. Enfim para o ano há mais. Um abraço a todos do tamanho do mundo e até para o ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:40

      Que pessoa tão simpática. Pois até para o ano e um abraço também para si.

      Eliminar
  14. Afinal quem é que ganhou o televoto? A Noruega?
    Fiquei com a sensação que a Holanda ganhou a Eurovisão sem ter ganho o voto do júri nem o televoto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:41

      E foi, a Suécia ganhou o jurí e a Noruega ganhou o televoto

      Eliminar
    2. Luis Andre Santos00:47

      aconteceu o mesmo com a Ucrânia em 2016 ...

      Eliminar
    3. Anónimo01:04

      Mais ainda. Dos vencedores do televoto e do juri, nenhum deles ficou no top3.
      Prova de que foi muito equilibrado até à última, sem grandes diferenças de pontos!

      Eliminar
    4. Anónimo01:50

      Aqui o curioso foi que a Holanda não conseguiu ficar em segundo nos dois (jury e televoto)...ficou em 3º no jury e em segundo no televoto

      Eliminar
  15. É engraçado que a Dinamarca ficou em 12º lugar na final, mas só passou a semifinal em 10º lugar, por ter um mísero ponto a mais que a Lituânia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:45

      Exato, a noruega ficou em 7 na semi e 5 na final.

      Eliminar
    2. Anónimo01:02

      Porque ha muitos mais paises na final a votar que na semi.

      Eliminar
    3. Anónimo02:42

      E a 3 pontos da Moldávia. Que foi fortemente castigada pelos apostadores e pela produção. Tivesse uns planos de imagem e sem as pré-gravações das imagens da artista de areia, e a Dinamarca trocava com a Moldávia.
      Já a Lituânia, um resultado muito bom e seria uma surpresa passar... Assim um mísero ponto e não houve surpresas na semi 2 ao contrário da semi 1

      Eliminar
  16. Anónimo00:39

    Adorei que tenha vencido a Holanda, muitos parabéns..sempre acreditei que conseguia!! Até pro ano em Amesterdão! <3

    ResponderEliminar
  17. José Luis00:44

    Atenção à referencia ao Salvador por parte do Duncan <3

    ResponderEliminar
  18. Anónimo00:49

    A cara do Jhonn da Suécia quando soube quantos pontos recebeu do televoto foi a melhor parte da noite na minha opinião... Adorei que a Holanda tenha ganho, não era particularmente a minha favorita mas tudo, é bom ver que a Eurovisão não está viciada no que toca a país vencedor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:03

      Ahahahha tal e qual. Viu se o mau a perder

      Eliminar
    2. Sem dúvidas, foi a melhor parte mesmo. Ele estava todo cheio de sorrisos... até ouvir sua pontuação hahahahahahaahahhahhahaha televoto colocando a Suécia no seu devido lugar desde a Eurovisão passada

      Eliminar
  19. Anónimo00:53

    E os 758 pontos em 2017 continua o recordista deste sistema de votos desde 2016.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:21

      ❤❤❤❤❤

      Eliminar
    2. Anónimo03:33

      E a luísa fez aquilo sozinha...sem ajuda de suecos...não como o duncan.

      Eliminar
  20. Que tristeza de música, o único consolo foi que ao menos não ganhou a Suécia e o Sergey lá ficou outra vez em 3º lugar. Será que vai desistir? Se eu fosse a ele não desistia, água mole em pedra dura...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta música da Holanda ganhou porque este ano as músicas eram no geral mais fracas que em anos anteriores.
      Se a Holanda tivesse levado esta música o ano passado ou há dois anos, não teria ganho.

      Eliminar
  21. Anónimo00:56

    TOU BUE FELIZ. HOLANDAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderEliminar
  22. Anónimo01:06

    Ainda assim, aqui vimos a prova de que o voto do público verdadeiramente faz a diferença, porque i do júri é muito viciado. Aliás, é assim nos últimos três anos. O favorito nas odds ao longo dos tmeses é sempre penalizado pelo júri no sentido de o neutralizar. Há dois anos, foi Itália, que náo conseguiu recuperar face à bomba Salvador. No ano passado e este ano, os favoritos foram penalizados deliberadamente pelo júri, mas o público esteve ao seu lado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:32

      Viciado? O juri votou MUITO bem. Odeio a suecia mas o John teve das performances mais solidas da noite. O juri avaliou a voz, a musica acima de tudo. O publico votou por pena, ou porque uns pediam pelo voto porque foram boicotados, enfim, tudo coisas que nada têm a ver com musica.

      Eliminar
  23. Anónimo01:12

    100% TELEVOTO !

    ResponderEliminar
  24. Anónimo01:37

    Não foi impressão minha pois não, mas eles colocaram a música tão alta na maioria das atuações que mal se ouvia eles a cantar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo07:15

      senti o mesmo...tudo mto alto e a voz dos cantores abafada.

      Eliminar
  25. Vencedor merecido apesar de previsível.

    Em relação às votações, foi um pouco o espelho da edição deste ano: um caos autêntico, com decisões surpreendentes (público) e algumas que não fazem sentido nenhum (júri).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:12

      Talvez algumas decisões dos júris tenham um sentido oculto: o de liquidar potenciais adversários das músicas dos seus países...

      Eliminar
  26. Anónimo01:40

    Contente, mas receoso. Esta vitória só vai fazer com que a turma do music is feeling fique ainda mais arrogante, e da RTP melhor nem falar. Medo que no proximo ano haja menos diversidade e mais odio, medo de arriscar pelo que outros artistas possam trazer em termos de performance. Quanto ao discurso do Duncan, nao vao fazer os mesmos comentarios de odio que fizeram ao sobral, porque se trata da Holanda e o gajo é bi. Disse basicamente o mesmo que sobral, numa frase.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo04:41

      Já está na altura desses complexos desaparecerem, "porque se trata da Holanda", não, não tem nada que ver, apenas o Duncan foi mais politicamente correto. A zanga com o Salvador deu-se porque o Salvador não aprecia o tipo de espetáculo em que a Eurovisão se transformou, que muitas vezes põe a música não para segundo, mas para terceiro plano, e o Salvador fez questão de dizer. E sabe que mais, os comentários mais odiosos que li em relação ao Salvador eram de portugueses, que antes já tinham posto todos os defeitos no rapaz e na música com a conversa derrotista de sempre e depois tiveram de engolir a vitória mais expressiva de sempre, e é uma pena, mas acho que ficaram mais furiosos por não terem tido razão nenhuma nas críticas do que felizes pela nossa vitória ao fim de tantos anos.
      Ainda hoje, estas alminhas, não conseguem ficar contentes e continuam a aproveitar tudo para darem ferroadas no Salvador e sempre com muito medo do "efeito Salvador".
      Boa música, não significa mais lenta ou mais mexida, não é privilégio apenas de um estilo, boa música, apenas significa que, embora possa ter e não faz mal nenhum que tenha, não precisa de um cenário deslumbrante, espetacular, porque vale por si, boa música é aquela que, quando a ouves sem cenário, sem luzes, sem fatos de gala, continua a ter impacto, é aquela que continuas a querer ouvir quando "a carruagem da Cinderela volta a transformar-se em abóbora".
      Bom dia.

      Eliminar
    2. Anónimo07:17

      Prepara-te para um Festival mais Conservador no próximo ano! Até pq o Conan foi alto flop em termos de pontos.

      Eliminar
    3. Anónimo13:46

      04:41 Ora bem, parece que serviu a carapuça a alguem. Parece tb que nao percebeste nada do que eu disse quando falei em diversidade e na importancia da performance. Dizeres que os comentarios mais odiosos que leste eram de portugueses diz muito sobre o que sabes deste concurso. Os comentarios mais odisoos vinham de estrangeiros assim que ele abriu a boca sobre o concurso, e muitos chegaram a dizer que Portugal é o hipster da eurovisao porque so gosta de musiquinhas com 'feeling' apenas e só porque o estavamos a defender. Amiga, acorda, ninguem tem medo do efeito salvador.

      Na eurovisao, nao se trata so de boa musica, é um espectaculo onde os stagings sao tao ou mais importantes que as cançoes, dispenso esse discurzinho à RTP de 'Não precisa de cenario deslumbrante, roupas exuberantes, luzes', ja foi demonstrado VÁRIAS vezes que, dependendo da cançao, isso é totalmente necessario. Sao esses discursos de 'boa musica é isto e aquilo' que passam la para fora e prejudicam Portugal, é uma pena ver que, mesmo depois de portugal ter ficado num mau lugar com musicas sem um grande cenario e simples, ainda nao tenham aprendido. Passo completamente desses discursos pateticos, alminhas do music is feeling que continuam iludidas so porque ganhámos, até porque o top 10 deste ano mais uma vez demonstrou que o fireworks voltou a liderar. Não és tu que podes definir boa musica, boa music não tem de ser simplicidade, feeling ou ter um impacto emocional. E por muito que te lixe a ti e à RTP, os que tinham cenários deslumbrantes, os de fatos de gala, que usaram luzes, voltaram a brilha e a dar uma chapada de luva branca à vossa querida simplicidade. Pelos vistos tu não aprendenste, mas pode ser q a RTP tenha aprendido.

      Boa tarde.


      Eliminar
    4. Anónimo13:49

      07:17 Ja estou preparado, sabes. Mas é o que teremos porque o orgulho da RTP é demasiado grande, desde que ganhámos, ficaram presos aí. E terem o apoio de pessoas que não entendem nada do assunto e continuam a fechar os olhos ao que acontece a cada ano, como o 04:41, torna tudo bem mais dificil porque eles proprios sentem que estao a fazer um bom trabalho. Se chovessem criticas a RTP mudava certas coisinhas que fazem mal.

      Eliminar
    5. Anónimo20:27

      13:46, Embora tenha optado pelo mesmo discurso de sempre e tenha fingido, só pode, não acredito que não tenha percebido, creio ter deixado bem claro o que considero boa música e a abrangência que isso implica, para além de ter também dito que, obviamente, num espetáculo televisivo o show para além da música é necessário.
      Acontece que sim, lembro-me muitíssimo bem do ano do Salvador, lembro-me muitíssimo bem porque achei que tínhamos ali a nossa oportunidade, e vocês, "os especialistas eurovisivos" dividiam-se entre duas propostas que sabem muito bem qual eram, lembro-me muito bem porque, ao contrário do que costumava fazer, andei "a fazer campanha pelo Salvador", éramos uns quantos a fazer isso, a não percebermos como é que os outros não percebiam que estava ali uma pérola, e lembro-me muito bem dos ataques mais básicos, com questões físicas por exemplo, que os fãs das outras músicas faziam, em português meu caro, em português, como sabe, na sua qualidade "de tipo que verdadeiramente percebe disto e está aqui para indicar o caminho". Pois tendo em conta o que aconteceu, tenho toda a legitimidade para dizer que quem não percebe nada disto é o meu caro, afinal, o meu caro, "especialista", não viu uma coisa que entrava pelos olhos adentro, veja lá que até eu, que não percebo nada disto, vi.
      O que resulta na Eurovisão é algo indefinido, uma conjugação de factores, que nós vemos e sabemos que há ali matéria ganhadora, e já agora, só para ver como percebo tão pouco, digo-lhe que costumo acertar sempre nos primeiros lugares, mesmo naqueles casos que depois venho aqui lê-los a dizer que para vocês "os especialistas" foi uma surpresa. Mas eu levo isto apenas como um programa de entretenimento que acontece todos os anos e com o qual me divirto, eh pá e queria que ganhássemos pelo menos uma vez, pelo menos, isso queria, mas, obviamente que não estava à espera que agora só desse Portugal, todos os anos ganhava Portugal, ou ano sim ano não, a não ser que tivesse para aí cinco aninhos de idade. Já agora, a BBC, aquela péssima televisão, com resultados daqueles no ESC, sim estou a ser irónica claro, o que dizer dos péssimos resultados que os Big Five têm tido, raro não ficarem no fim da tabela e muitas vezes de forma injusta.
      Oh pá, "especialistas", vocês percebem tanto disto como eu, bem, percebem menos, bem menos, por vocês o Salvador não teria sido o escolhido naquele ano.
      Boa noite.

      Eliminar
  27. Anónimo09:42

    O nome do país é Países Baixos e não Holanda. Holanda é uma região dos Países Baixos. Isto é o equivalente a chamar Lisboa e Vale do Tejo ou Alentejo a Portugal. Os comentadores da RTP passaram o tempo todo a dizer mal o nome do país assim como o escportugal.

    ResponderEliminar
  28. Anónimo10:49

    Parabéns á Holanda pela vitória, que á mais de 40 anos não ganhava. Ainda bem que a Suécia não ganhou, estava a ver que ia ganhar. Ainda bem também que a Austrália não ficou no top 5, mas infelizmente, ficou no top 10, nem á final devia ter passado. Um detalhe que ainda ninguém reparou ou quase ninguém, é que a Eslovénia e a França ficaram empatadas na final com o mesmo número de pontos, 105, mas apesar disso, a Eslovénia ficou em 13º lugar e a França em 14º lugar, justamente nos lugares a meio da tabela.

    ResponderEliminar
  29. Finalmente chegou ao fim o "reinado barroco-rococó-kitsch" da Netta Barzilai!... Justíssima vitória dos Países Baixos (a qualidade musical voltou a ser premiada). O desfecho para Portugal não foi de todo o esperado mas, pelo menos, há duas coisas que ninguém (ainda) nos tirou: continuamos a ser os detentores da vitória com maior pontuação (uns incríveis 758 pontos!) e a organização do ESC em Lisboa continua a ser uma das melhores dos últimos anos (a organização deste ano não vai deixar saudades…). Até 2020, em Amesterdão? (seria interessante, 50 anos depois da última vez que esta cidade sediou o concurso…)

    ResponderEliminar
  30. Sendo certo que não foi a mais votada em qualquer dos sistemas, no somatório ganhou a música!
    A conversa do staging já enjoa!
    Não acredito que isto dos big five dure mto mais! Alem de injusto o acesso direto tira-lhes visibilidade! Fatal nestes dias!
    Por último Portugal merecia mais! Mas acho que manter praticamente a performance do festival nacional não ajudou! Faltou alguma criatividade incluído na roupa!

    ResponderEliminar