ESC2019: Israel "vinga-se" do protesto pró-palestino dos Hatari


Em resposta ao protesto do grupo Hatari, Israel trocou os bilhetes de avião dos elementos do grupo colocando-os separados... e nos piores lugares do aparelho.


Um dos elementos do grupo islandês Hatari agradeceu, nas redes sociais, à "surpresa preparada por Israel" depois do Festival Eurovisão 2019, evento que ficou marcado pelo protesto pró-palestino do grupo. Isto tudo porque os bilhetes dos elementos do grupo foram trocados aquando da chegada da delegação ao aeroporto, tendo sido colocados "nos piores lugares" do aparelho e separados. 




Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Instagram/Imagem/Vídeo: Eurovision.tv 

7 comentários:

  1. Anónimo15:10

    Infelizmente não ha liberdade de expressão em países como israel...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:13

      Acho que Israel fez muito bem.

      Eliminar
  2. Anónimo15:17

    Uma palavra para estes tipos: ridiculos!
    Ai coitadinhos que tem medo e não podem viajar em lugares separados. E ficaram nos piores lugares? querem ver que os sentaram nas casas de banho? Para a próxima vão ao colo uns dos outros para não terem medo...tenham vergonha.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo16:32

    A EBu nunca mais deveria permitir a Israel organizar a Eurovisao e devia bani los. A Madonna nao fizeram eels nada pois senao ela levava a companhia a falencia

    ResponderEliminar
  4. Só isso? tsss tsss crianças..tanta a bandazeca da islandia como israel

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18:01

    O básico da educação: Se estás na casa de alguém (no caso, Israel), respeitas as regras, ainda que não estejas de acordo. Esses miúdos fizeram um bom show, mas são tão mal educados... Sem paciência.

    ResponderEliminar
  6. Nem sei como não os expulsaram do concurso logo após a merda que fizeram

    ResponderEliminar