Islândia: Portugal em último lugar no segundo episódio de "Alla leið"


A Islândia venceu o segundo episódio do Alla leið, programa de análises aos temas do Festival Eurovisão 2019 da emissora islandesa. Austrália e Grécia seguiram-se nas preferências, com Portugal na última posição.

A emissora estatal da Islândia transmitiu, recentemente, o segundo episódio de Alla leið, habitual programa de análise aos temas do Festival Eurovisão. Com quatro comentadores, Karitas Harpa Davíðsdóttir, Einar Bardarson e as eurovisivas Helga Möller (1986) e Regina Ósk (2008), o segundo episódio analisou as restantes oito canções da primeira semifinal do Festival Eurovisão 2019.

A Islândia, representada por Hatari e "Hatrið mun sigra", foram os favoritos do painel islandês, recebendo a pontuação máxima (48 pontos), seguida da Austrália e da Grécia. Por outro lado, Portugal recebeu a pontuação mínima (4 pontos) e ocupa a última posição da tabela classificativa.

Aceda AQUI ao programa na íntegra.

Aceda, de seguida, à classificação do programa:
(a negrito as canções pontuadas no segundo episódio)

1.º Islândia - 48 pontos
2.º República Checa - 34 pontos
3.º Grécia - 32 pontos
3.º Austrália - 32 pontos
5.º Sérvia - 29 pontos
6.º Bélgica - 28 pontos
7.º Hungria - 25 pontos
8.º Polónia - 22 pontos
9.º Eslovénia - 22 pontos
9.º Estónia - 22 pontos
11.º Chipre - 20 pontos
12.º São Marino - 18 pontos
13.º Bielorrússia - 13 pontos
14.º Finlândia - 12 pontos
15.º Montenegro - 9 pontos
15.º Geórgia - 9 pontos
17.º Portugal - 4 pontos


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RUV / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

28 comentários:

  1. Anónimo14:58

    Ahahahahah

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:58

    Tão bom!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo14:59

    Chipre nem à final chega Ahahahah Coitados

    ResponderEliminar
  4. Claro! Islândia em primeiro e Portugal em último. Só que eu acho que no fim vamos ficar bem á frente da Islândia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:10

      Estou contigo

      Eliminar
    2. Anónimo17:25

      Þú ert skakkur, vinur minn!

      Eliminar
    3. Anónimo19:28

      Acredito que a Maria está errada, os representantesda Islândia foram inteligentes na forma como lidaram com a sua participação. Ao dizerem que eram os representantes contra-Israel, conseguiram chamar a atenção da imprensa e em diversos países foram criados artigos a falar deles e a relembrar esse facto, porém foram mais inteligentes ainda ao abandonarem essa pseudo atitude de protesto e com isso eliminaram a barreira que levaria muitos jurís a não votar neles na eurovisão.
      Portugal, tirando a música, não têm nada, não têm nenhuma mensagem política não é a favor ou contra nada, o Salvador em 2017, ainda chegou a mandar a usar aquela t-shirt para ganhar votos, mas este ano, como no ano passado, nada. Para mim é óbvio que estamos em desvantagem e quando mais cedo aceitarem que da semifinal não passamos melhor para todos.

      Eliminar
    4. Se eles disseram isso , são muito inteligentes ou são muito estúpidos? Sabendo que iam para lá nunca podiam dizer essas parvoíces para depois tomarem uma atitude oposta ou de indiferença, só por pensarem que esse estratagema seria suficiente para chamarem a atenção para a sua participação tendo uma música horrível, tal como as vozes que eles têm a precisar de pastilhas para a rouquidão. Uma canção só vinga se tiver algum conteúdo musical ou poético ou ambos, desde que a interpretação não estrague a obra toda. Tudo o resto é só imaginação das massas.

      Eliminar
  5. Que piada de votações.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:42

    Vamos ficar em último nos jurados ... vocês vão ver

    ResponderEliminar
  7. Anónimo16:48

    Mais uma prova que o Conan só depende do televoto porque no juri está condenado. Qualquer uma destas pessoas está no perfil do juri da Eurovisao

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:59

      Sim, e a Islândia vai votar na meia final de Portugal. Eu, pessoalmente, continuo achar os telemóveis como a única masterpiece desta Eurovisão, mas é uma música com pouca aceitação no norte da Europa, um pouco como acontece com a musica georgiana em todo o continente

      Eliminar
  8. Anónimo17:09

    Estou contigo

    ResponderEliminar
  9. Uma coisa assim nos meus sonhos seria o meu maior pesadelo de sempre, quanto mais ter que ouvi-los ainda na final depois da refrega da semi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:46

      Por isso é que tu não fazes parte de nenhum Tribunal especializado

      Eliminar
    2. Pois, é isso mesmo. Parece que és bruxo.

      Eliminar
  10. Anónimo17:56

    Sim, porque a República Checa vai chegar à final e tudo...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo18:46

    Lol achar Top a música do próprio país e muito má a única proposta que se enquadra dentro do mesmo estilo... acresce o facto de não cantarem nada ao vivo...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo18:55

    Não venham com histórias. Então esta gente obedece ao perfil dos juris que põem a Islândia em primeiro e Portugal em último? O destino de um será o de outro junto dos júris. Aqui houve a intenção deliberada de nos anular, porque de acordo com diversos analistas da matéria, temos as duas propostas mais alternativas da SF 1.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu ponto era esse. Eles sabem que somos o concorrente direto deles. Mais, a música portuguesa é bem mais apelativa para o júri porque tem um riqueza instrumental que a da Islândia não tem. Quanto ao televoto, tanto podem gostar mais da Islândia como de Portugal, vai depender da atuação, e até podem passar as duas. Eu acho que a Islândia vai ficar na semifinal e Portugal vai passar. É o meu prognóstico. Se o Conan não usar a máscara nem aquela coisa na mão, se tiver uma indumentária em condições, e se a atuação for mais polida, as reações vão ser mais benéficas. Acho que os comentários negativos, são mais devidos á atuação do que á música. A atuação da semifinal e da final dão um ar troll á música, que não deveria ter. Se isso for corrigido, acredito que as opiniões de quem vai ver a atuação pela primeira vez, vão ser mais favoráveis.

      Eliminar
  13. Anónimo18:55

    Várias vezes se disse, como elogio, que "Telemóveis" é uma canção que se adora ou que se detesta. Por outro lado, o ESCPortugal também tem um painel de comentadores (mais do que quatro pessoas, o que é positivo, mas impraticável se fosse um programa de televisão) e também haverá uma canção que ficará em último lugar nessa votação. Quem gostar dessa canção ou for do país donde ela vem também não gostará de saber que esses comentadores a puseram em último, mas são assim as regras.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo20:33

    Vamos ficar em último como a Letónia em 2017, nem sempre o que é diferente é bom

    ResponderEliminar
  15. Votação eurovision union:
    1 - Portugal (19.48%)
    2 - Switzerland (14.34%)
    3 - Netherlands (11.3%)

    ResponderEliminar
  16. Anónimo21:14

    Também não diziam que o Conan ia ser “atropelado “ pelo júri na final do FC? Pois...

    ResponderEliminar
  17. Anónimo22:02

    Um bocado fora do contexto mas sou o único a achar que o júri vai arrasar com a canção da Islândia por causa das vozes? O Mathias é fantástico e cumpre bem a sua função em todas as performances mas não me parece que o júri vá com o seu estilo. E o Klemens no refrão, pelo menos para mim, tem desiludido. Em Madrid, posso estar enganado mas pareceu-me que ele estava apenas a cantar baixíssimo por cima da versão de estúdio. Em Amesterdão, foi o que se viu. Mesmo as performances da final nacional, fui rever para reparar nisto, e também houve algumas falhas, principalmente na SF. Não me parece que as duas bailarinas a acompanhá-lo no refrão seja suficiente. É só uma suposição e até posso estar completamente errado e assim espero porque gosto da canção e acho que merece passar pelo menos à final, mas não me chocaria uma não qualificação mesmo tendo uma boa qualificação no televoto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não és o único. Já aqui o disse várias vezes, que a Islândia não tem qualquer hipótese com os júris, começando logo pelo português, que muito me surpreende se lhe atribuir algum ponto. Se o televoto não corresponder, a Islândia está tramada. A Islândia não tem a qualificação assegurada, como muita gente pensa.

      Eliminar
    2. Anónimo23:19

      Maria Martins acrescente também o de Israel. Não to a ver Israel a pontuar a Islândia. Os hatari são anti-israel e a mensagem deles tem se baseado muito nisso. Israel vota nossa semifinal. Os júris de certeza q os vão arrasar (o de Israel pelo menos) e os comentadores tbm vão comentar isso com toda a certeza, por isso tbm não to a ver o televoto de Israel a votar muito neles.

      Eliminar
    3. Anónimo00:25

      Sou o anónimo do comentário inicial.
      Já não estava a falar na mensagem anti-israelista (algumas pessoas dizem que isto foi apenas gozo mas não me parece um assunto para se usar para trolar), a história do anti-capitalismo, eles serem praticamente atores a desempenhar personagens que para uns é divertido para outros é irritante/arrogante/estúpido, entre outros. São fatores extra-musica que vão certamente prejudicá-los na votação ao contrário do que muitos pensam (uma coisa é apoiar causas humanitárias como o apoio a refugiados e a minorias, outra é o que eles estão a passar). Estava a realçar que mesmo do ponto de vista musical/artístico, não vejo algo que apele a votos da maioria dos júris. A começar pelas vozes, terminando na apresentação em palco. Com isto, concordo com os aspetos que mencionaram e a única coisa que na minha opinião os pode salvar na votação do júri e cativar ao voto dos mesmos é a "originalidade" e haver alguns elementos no júri que tenham mentes abertas e apreciem o género musical. Isto dito por alguém que gosta da música, não é propriamente fã das personagens mas gostava de os ver na final.

      Eliminar