ITÁLIA: MAHMOOD VENCE O 'FESTIVAL DI SANREMO 2019'


Mahmood e "Soldi" são os grandes vencedores do Festival di Sanremo 2019. O cantor será convidado para representar Itália no Festival Eurovisão 2019.



Ao fim de cinco galas, o Festival di Sanremo 2019 chegou, esta noite, ao fim, com a vitória de Mahmood e "Soldi".  Ultimo, favorito à vitória, ficou na segunda posição, enquanto que os Il Volo, terceiro classificados no Festival Eurovisão de 2015, ficaram na terceira posição da SuperFinal do concurso.

O cantor italiano de origem egípcia, apurado para o certame através do Sanremo Giovanni, será então convidado pela RAI para representar o país no Festival Eurovisão 2019 em Telavive; em caso de recusa, a emissora selecionará outro dos participantes no certame.


Aceda, de seguida, aos resultados do Festival di Sanremo 2019:

Estreante em 1956, a Itália conta com 44 participações no Festival Eurovisão, tendo estado fora do certame entre 1998 e 2010, apesar de ter triunfado em 1964 e 1990. Ermal Meta e Fabrizio Moro venceram o Festival de Sanremo de 2018 com "Non Mi Avete Fatto Niente", adquirindo o direito de representar Itália em Lisboa, onde terminaram no 5.º lugar com 308 pontos. A candidatura italiana foi a segunda mais votada pelo público português (10 pontos), tendo sido a sétima mais pontuada pelo painel de jurados (4 pontos).


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RAI /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

10 comentários:

  1. Anónimo00:29

    Adorei, é o meu favorito!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:35

    Parabéns Itália! Grande música... grande festa da música italiana... para já um dos favoritos à Vitória em Telaviv.

    ResponderEliminar
  3. Calma pessoal ainda não se sabe se ele é o representante. Primeiro vão lhe convidar e depois é q se vê. Falando em classificações, bastante surpreso pelo Irama não ter ficado entre os três primeiros e só se tenha ficado pelo 7 lugar. Ele era juntamente com o Ultimo um dos grandes favoritos. Mas obrigado ao Festival di Sanremo por me ter apresentado a um grande artista. Já o ano passado fiquei a conhecer a Annalisa. Itália com grandes artistas. Quanto ao Mahmood, a sua canção é bastante engraçada e até interessante. Se for a Eurovisão não acho q vá ganhar mas também é uma canção um pouco dificil de prever o resultado. Tal como tinha dito, prefiria muito mais o Irama e até a Loredana, mas esta do Mahmood também não é má. Os Il Volo surpreenderam me das duas formas. Surpreenderam me ao ficar entre os tres finalistas pensava q iam ser o Ultimo, o Irama e a Loredana. Por serem os três grandes favoritos, mas também porque acho q a canção deles bem abaixo do nível de 'Grande Amore'. O público na plateia também ficou completamente em polvoroso. Acho q é razão para dizer q passaram mais por nome do q propriamente por mérito. Tal como disse a canção é bastante mais fraca em comparação à antecessora. Mas é a minha opinião.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:58

    É impressionante como Itália consegue escolher sempre a melhor canção... Simplesmente viciante!!! ADORO!!!
    E o facto da letra nos levar a pensar que a canção é sobre uma oportunista, e no final nos fazer perceber que afinal é sobre o pai, é... GENIAL!!!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo01:13

    Melhor escolha do ano! Música definitivamente contemporânea, distinta e imune às graçolas que os outros países até então enviaram.
    O ritmo é muito parecido ao nosso malhão xD

    ResponderEliminar
  6. A meu ver é a música mais fraca de Itália dos últimos anos, mas ainda assim não é má e dentro do que tem sido escolhido até agora é capaz de ser a melhor LOL

    ResponderEliminar
  7. Anónimo02:26

    Recuso me aceitar que isto venceu !! A do último era muito melhor

    ResponderEliminar
  8. Festivais com concurso dão nisto. Por acaso, só por acaso, era um dos que eu menos gostava. Mas na casa dos outros mandam os que lá vivem.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo15:59

    Accho a voz fraca, a empatia com o público e a cãmara terríveis. Têm tantas aresas limar que por agora dizerem que é candidato à vitória em Teleaviv é uma utopia...

    ResponderEliminar