ESC2019: Acusações de delitos fiscais podem colocar Bar Refaeli fora do Festival Eurovisão


A apresentadora e modelo Bar Refaeli está a ser investigada por eventuais crimes fiscais e lavagem de dinheiro. Várias petições pedem que a apresentadora seja retirada da lista de anfitriões do Festival Eurovisão.


A imprensa israelita avançou que a modelo e apresentadora de televisão Bar Refaeli será, oficialmente, acusada da prática de crimes fiscais, perjúrio e lavagem de dinheiro nos próximos dias, depois de uma investigação a cargo da Autoridade Tributária desde 2015. Segundo a publicação, Bar Rafaeli terá declarado falsamente que residia fora de Israel durante dois anos, tendo também ofuscado diversas ofertas e descontos das autoridades fiscais israelitas.

Com a investigação a decorrer desde 2015, o caso cresceu no ano passado, quando as autoridades fiscais estabeleceram que a apresentadora teria escondido vários milhões de shekels por evasão fiscais. Contudo, na altura, Bar Rafaeli alegou que residia com o então namorado Leonardo DiCaprio, algo que, para as autoridades fiscais, não garante a isenção fiscal. 

Com a divulgação das notícias, a emissora KAN já recebeu vários pedidos para que Bar Refaeli seja retirada da lista de apresentadores do Festival Eurovisão, sendo que, até ao momento, a emissora israelita não fez qualquer declaração oficial sobre os anfitriões do evento. Contudo, nas redes sociais, multiplicam-se os pedidos para que Bar Rafaeli não marque presença no certame.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem: Google

Sem comentários