ESC2019: RTP passa o testemunho para a televisão de Israel

Numa reunião realizada hoje em Genebra, Suíça, a RTP passou o testemunho para a televisão de Israel, como próxima organizadora do Festival Eurovisão da Canção. A cidade e as datas de realização do festival serão anunciadas em breve.

A UER/EBU reuniu hoje com responsáveis da KAN, televisão pública de Israel, na sede em Genebra, Suíça, com vista à organização do Festival Eurovisão da Canção 2019. Esteve presente o grupo de referência do Festival e responsáveis da RTP que, desta forma, "passaram o testemunho" à próxima televisão organizadora do Festival Eurovisão. Desta forma, dissipam-se os rumores de que a UER estaria a planear entregar a organização do evento a uma estação de televisão de outro país.

A informação foi veiculada pela UER/EBU através do twitter, referindo esta organismo tratar-se de "negociações iniciais" do processo organizativo. Um cronograma de atividades foi acordado entre as partes, incluindo a decisão de se organizar um procedimento concursal para decidir a cidade anfitriã "a exemplo do que aconteceu nos anos anteriores", lê-se na nota da UER/EBU.

As datas e a cidade escolhida para acolher o Festival Eurovisão da Canção 2019 serão anunciadas em setembro.




Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: UEREBU /Imagem: UER/EBU

13 comentários:

  1. Anónimo18:08

    Devia de ser para a CyBC chipre

    ResponderEliminar
  2. Rui Ramos18:58

    Agora bateu saudade :(

    ResponderEliminar
  3. Anónimo19:22

    ohhh não...
    espero bem que nao sejam precisos mais 50anos para organizarmos outra vez
    e ja agr que a RTP feche a matraca em relação a anuncios sobre " a mais barata de sempre" "sem LEDs", " mais simples e contida"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:46

      A ideia de não haver LEDs em Lisboa veio da EBU não da RTP, por isso podem parar de bater no ceguinho

      Eliminar
    2. Anónimo21:25

      Mas não foi isso que a RTP andou a dizer, disse que foi no seguimento da vitória di salvador e quiseram dar um ar diferente ao espectáculo e dai não haver LEDs

      Eliminar
    3. Anónimo21:47

      Eu sei, mas a ideia de não haver LEDs por causa da vitória do Salvador veio da EBU, não da RTP.
      Ola Melzig, um dos produtores da Eurovisão, disse-o numa entrevista
      (posso até mandar o link do youtube se não acreditam)

      Eliminar
    4. Rui Ramos00:46

      Anonimo 21.47. A ideia foi do.grupo de produção, que incluiu suecos, alemaes mas tambem gente da rtp. Foi isso que disse o Ola Melzig

      Eliminar
    5. Anónimo01:39

      Ele também referiu que o design do palco foi feito inicialmente com ecrãs LEDs, mas que depois foi alterado quando tomaram a decisão de retirar os LEDs.
      Em todo o caso, considera que a produção da EBU teve mais peso nessa decisão que a produção portuguesa e acho injusto continuar a culpar a RTP

      Eliminar
  4. Anónimo07:44

    Foi bom ter vivido a Eurovisão em Portugal em vida porque já não devo durar mais 50 anos para a voltar a ver por cä

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:59

    A passagem para o ESC2018 foi em Lisboa, com o PCM de Lisboa e o PM(?) ucraniano, com um "chaveiro" com algo de cada país organizador. O Facto de ser na Suiça e não em Israel quer dizer que só no final deste ano é que a DEBU deverá decidir algo, como já o tinha anunciado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:36

      Está a confundir com a cerimónia do sorteio das semifinais, em Lisboa. Aí é que houve a entrega do "chaveiro".

      Em 2017, por esta altura, a primeira reunião da EBU com a RTP também foi na Suíça:

      http://www.escportugal.pt/2017/06/esc2018-primeira-reuniao-entre-rtp-e.html

      "Representantes ucranianos entregaram informações valiosas sobre a organização aos seus colegas portugueses."


      Vamos lá deixar-nos de teorias da conspiração.

      Eliminar
    2. Anónimo15:53

      Essa foi uma cerimónia diferente que acontece uns meses antes da eurovisão.
      Isso foi a passagem de testemunho entre as cidades anfitriãs e foi também o momento em que foram sorteados os países entre a primeira e segunda semifinal.
      Este encontro foi a passagem de testemunho entre as equipas de produção, o ciclo de produção português acabou e vai começar o Israelita

      Eliminar
    3. Anónimo20:22

      Estava confundido, sim. Desculpem. Muito Obrigado aos Anónimos 15:36 e 15:53 pelo esclarecimento.

      Eliminar