ESC2018: Portugal fica em último lugar no Festival Eurovisão 2018


Cláudia Pascoal e "O Jardim" não foram para além do último lugar na Grande Final do Festival Eurovisão 2018.






Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

120 comentários:

  1. Anónimo23:47

    Houveram piores

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:48

    Bem feita. Musicas da treta é assim. Eu sempre disse que íamos ficar em último vocês diziam que não que iria ser o Reino Unido VIU-SE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:38

      A música é excelente, não diga isso.

      Eliminar
    2. Anónimo02:39

      Com o Diogo seria igual. Só ressabiados aqui.

      Eliminar
    3. Anónimo08:38

      Prefiro ficar em ultimo com uma cancao com de qualidade do que ganhar com o circulo Israelita, com muito pesar tenho que dar a razao a Sobral

      Eliminar
  3. Anónimo23:49

    Deixem la para o ano a mais

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:52

    Isaura, parabéns! Ganhaste um último lugar pela tua teimosia. Viva a censura!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23:52

    A pessoa que andou a ouvir musicas da IURD que esteja feliz

    ResponderEliminar
  6. porque não puseram o video da actuação na final???

    ResponderEliminar
  7. Anónimo23:57

    Já era esperado música fraca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:39

      Cambada de ressabiados!
      O espetáculo foi excelente. Salvador Sobral é Caetano Veloso foi o momento da noite.

      Eliminar
    2. Anónimo12:03

      Quem não concorda consigo vira ressabiado? Tá bem então, lol. E considera mesmo que o pseudo-dueto do Salvador com o Caeatano foi o momento da noite? Não diga tolices, toda a gente sabe que o ponto alto da palhaçada foi quando os votos foram todos entregues e nós, anfitriões, estávamos oficialmente em último lugar. Isso sim foi de aplaudir de pé com bis e mais bis ahaha.

      Eliminar
    3. Anónimo19:46

      Por aqui quem se atreve a expressar qualquer opinião contrária às massas vira "ressabiado".... a não ser que sejamos o Salvador das Sobras, porque só esse é genuino, autêntico e honesto.... enfim é o que temos...
      Sim, um Caetano Veloso completamente fora de tom e que esqueceu a letra... o momento em que até senti pena do senhor... para vir do Brasil aqui merecia ter sido convidado a nível individual e cantar uma das suas canções originais, porque as cover e recovers de "Amar pelos dois" já começavam a enjoar..

      Eliminar
    4. Anónimo21:15

      Eu ainda não entendi bem o porquê de termos pedido o Caetano Veloso emprestado ao Brasil para ele "participar" no Festival da Eurovisão como convidado especial; o Salvador só tem ídolos estrangeiros e nenhum da casa para dividir com ele o palco num evento nacional? Mas isso ainda é o menos; a grande questão é: será que a produção não pesquisou nada sobre o estado de saúde do senhor e foi logo comprando o bilhete de vinda, sedenta por um grande espectáculo? O que ontem eu e muitos outros vimos foi um ícone sim, mas sem energia, apagado, que mal sabia a letra, com ar de quem queria sopas e descanso. E isto não é uma crítica, é uma constatação. Está bem que Amar Pelos Dois é uma balada e não pede animação, mas não tivesse eu olhado pra tv e nem saberia que o senhor lá estava, de tão figurante que foi. Até a Isaura notou-se mais e é uma anónima perto dele. O que foi aquilo? Era um sósia? Jet lag?

      Eliminar
    5. Anónimo22:57

      Eu fiz exactamente a mesma análise. Parecia uma canção de embalar cantada pelo vôvô!

      Eliminar
    6. Anónimo19:40

      O Brasil é parte da lusofonia, logo o Catano Veloso não é propriamente um convidado estrangeiro.

      Eliminar
  8. Anónimo23:57

    Aconteceu, fica para a próxima.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo23:57

    Ahahah!

    Que vergonha nacional, internacional e intergaláctica!

    Estou desejoso de ler os comentários da turminha do "ai-vocês-só-sabem-criticar-apreciem-o-espetaculo-cuidado-para-não-morderem-a-língua-temos-qualidade-e-sabemos-fazer-as-coisas-vamos-ficar-muito-bem-classificados"!

    Aprendam mas é de uma vez por todas que nem sempre quando alguém "critica" algo, o faz somente pelo ato em si. A produção, se tivesse lido e respeitado muito do que foi dito nas redes sociais, poderia ter evitado esta situação, melhorando o que muitos disseram estar errado, a começar na presença da Isaura, passando pelo staging da canção e terminando no guião sem piada e totalmente egocentrado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:40

      Salvador ganhou pelo seu talento.
      O que ele disse tem razão. A Eurovisão e uma autêntica palhaçada, e volta sempre ao artifício plástico. O Salvador foi um visionário nesse sentido.

      Eliminar
    2. Anónimo03:45

      Hum, hum, estava bem arranjada a produção se estivesse a mudar as coisas de acordo com a ideia de cada um, lá para 3000 tínhamos a nossa Eurovisão pronta...

      Festejem agora, aves agoirentas que já vêm do ano passado, libertem agora aquilo que tiveram de engolir o ano passado, mas que felicidade para vocês, nem com a organização da Eurovisão este ano se calam, o espectáculo que a RTP conseguiu, com muito menos custos, foi fantástico e continuam a criticar.

      Eliminar
    3. Anónimo05:33

      Visionário é uma pessoa que olha mais á frente e ele é tudo menos isso. O Salvador este ano não ganhava, foi um ano muito forte. E o vencedor deste ano criou uma música sem precedente, super original, e se pensa que a Netta nao tem voz está muito enganado.

      Eliminar
    4. Anónimo10:42

      "a começar na presença da Isaura, passando pelo staging da canção e terminando no guião sem piada e totalmente egocentrado!"

      100% de acordo.

      Eliminar
    5. Anónimo12:26

      03:45, Meu caro, não é "mudar as coisas de acordo com a ideia de cada um". Você sabe muito bem o quão em uníssono estava a maioria dos portugueses a respeito de certas coisas desta Eurovisão cá por casa. Não faça de contas que cada um tinha uma opinião única e diferente do outro, como se houvesse 10 milhões delas a serem atendidas, quando sabe que não é esse o caso. E ninguém está a festejar, tenha certeza disso. Se tanto, estamos a ver a coisa com humor, seguindo a máxima "rir para não chorar", ao contrário de uns certos outros que preferem tapar o sol com a peneira, fingindo que foi tudo muito bonito e lindo, que ficámos mais do que bem classificados e que a nota finalmente só pode ser, obviamente, excelente.

      Eliminar
  10. Anónimo23:59

    Quando o salvador ganhou vi mais bandeiras portuguesas na ucrania do que hoje no altice arena.e uma pena nao ter havido mais entusiasmo da parte dos portugueses porque mesmo que nao ganhasem a concorrente portuguesa merecia mais apoio.tambem acho que nao houve interesse em divulgar de forma positiva com maior projecao a cancao.se calhar nao queriam ganhar novamente por causa dos custos elevados...esperem mais 50 anos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a canção portuguesa foi a mais aplaudida...notou-se claramente que estava a jogar em casa. Até no desfile das bandeiras isso foi audível.
      Mas concordo que havia poucas bandeiras de Portugal no recinto

      Eliminar
    2. Anónimo14:52

      Jesus, do que você me foi lembrar! O que foi aquele desfile das bandeiras? Epa, a sério, de todos os erros, incluindo a vergonha de termos ficado em último em casa, eu acho que a parte que esteva mesmo, mas mesmo mal feita, foi o desfilo das bandeiras! Anunciavam um país mas mostravam outro, depois filmavam bandeiras aleatórias, faziam planos aéreos em que não se percebia onde estavam os cantores no meio daquele mar de gente, depois via-se eles a andarem por entre o público e ninguém a lhes dar importância... Definitivamente, se eu tivesse de escolher um único momento para receber nota 0, seria esse. Ainda me lembro daquela espécie de chuva/arco-íris com as cores de cada nação que os artistas atravessavam o ano passado em Kiev; aquilo sim um momento icónico e bem produzido.

      Eliminar
    3. Sugiro que reveja a edição de 2017...filmaram da mesma maneira. Mostravam cantores de um país diferente do que tinham anunciado. A espécie de "chuva/ arco-iris" é uma solução mt fácil qd se usa LED. O que foi apresentado em Portugal foi de facto uma flag parade

      Eliminar
  11. Anónimo23:59

    A teimosia da ISAURA em muitos pontos. É bem feita... bastava ter mudado 2 ou 3 coisas e prolongado a musica... Temos pena, seja menos arrogante pra proxima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:22

      Concordo plenamente!

      Eliminar
    2. Anónimo05:33

      Nem mais.

      Eliminar
    3. Anónimo12:34

      A canção não podia ser prolongada. As regras ditam que ela tem de ter 3 minutos no máximo (se dúvida, leia o regulamento ou dê uma olhadela na duração das dos outros países e verá que têm todas o mesmo tempo).

      E a Isaura disse que a presença dela na actuação se devia a exigências das altas entidades que diziam que todas as vozes presentes no registo oficial de cada canção tinham de estar em palco. A questão é que havia lá gente com backvocals e nós nem lhes vimos a cara, como o caso da Suécia cujo refrão era cantado por duas ou três pessoas e nenhuma delas era o Benjamin Ingrosso. O porquê de uns respeitarem o que foi exigido e outros não, isso já não sei.

      Eliminar
    4. Anónimo15:45

      12:34 E tu acreditas nisso? QUE FOMOS OS UNICOS que respeitámos o que foi exigido? é uma desculpa. Não é verdade. Basta ver as outras actuaçoes: Reino Unido, Suecia...backing vocals escondidos. Nao tentem inventar desculpas, por favor. É bastante claro porque nao mudaram aquilo.

      Eliminar
    5. desde quando backvocals escondido é contra as regras!?!?

      Eliminar
  12. Anónimo00:01

    Agora começam falar mal do Salvador Sobral. Digam que ele é arrogante, mal educado. Talvez a canção do Diogo Piçarra fazia melhor classificação que este. Mas pronto houve vitimização do "plagio".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:36

      Eu sou livre de dizer o que quiser dizer do Salvador a partir do momento em que ele tambem diz o que quer sem qualquer pudor.

      Eliminar
    2. Anónimo12:44

      "Agora"? Meu caro, a arrogância é uma característica que já é apontada ao Salvador Sobral há basicamente uma década, desde que ele foi eliminado dos Ídolos (2009) por ser, espante-se e surpreenda-se: arrogante. Não acredita? Dê uma voltinha pelo Youtube então e informe-se, vendo o vídeo da eliminação dele nesse dito talent-show e verá que já naquela altura, quando ele ainda não era uma celebridade, um júri já lhe reconhecia esse defeito e, sem paciência para tal coisa, o puseram a andar do programa.

      Eliminar
  13. Anónimo00:03

    A Espanha não deu nem um voto?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:48

      Isso mesmo, nem umzinho. Tal acontecimento foi mais uma das várias cerejas que tivemos no topo deste bolo ahaha.

      Eliminar
  14. eu que pedi tanto para nao ficarmos como a Austria em 2015...bom pelo menos não ficamos a 0 ehehhehe

    ResponderEliminar
  15. Anónimo00:11

    Que sirva de lição. Quiseram fazer da música de coitadinho" uma receita e lixaram se. As palavras ignorantes do salvador sobral no ano passado não passaram despercebidas. Engoliu a seco ao ter de entregar o prêmio nas mãos do "fireworks". Lamento . Quanto a Portugal ter gozado de si próprio nas piadas: isso fica bem de dentro para dentro, não para fora. Ficou ridículo. A apresentação parece não ter tido suporto nenhum. No festival ao menos transmitia a estranheza da cadeira. Aqui nem se justifica a presença da Isaura. Comecem agora de novo. Faz bem recomeçar e pensar que isto é um festival, sobretudo político , e que convém ter uma noção que marque pela diferença. Salvador marcava , tinha tiques , personalidade em palco , carácter. Podia até ter cantado ágata , que ganhava.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:41

      Alguem que me entende! Amigos tem de ser assim. Nao podemos comer só do que nos dao, temos que ser participativos senão só daqui a outros 50anos. Tanta coisa simples que podia ser melhorada e sem qualquer custo, e pequenas coisas a este nível fazem toda a diferenca.

      Eliminar
    2. Anónimo10:40

      "Quanto a Portugal ter gozado de si próprio nas piadas: isso fica bem de dentro para dentro, não para fora. Ficou ridículo. "

      100% de acordo.

      Eliminar
    3. Anónimo13:21

      "Quanto a Portugal ter gozado de si próprio nas piadas: isso fica bem de dentro para dentro, não para fora. Ficou ridículo."

      Aleluia! Finalmente alguém com senso de noção!

      Como que, até ser emitido, o sketch do Herman passou por N pessoas da produção e da direcção da RTP, sem que ninguém o tenha feito cair por terra, já é um dos mais mistérios de sempre desta nossa nação. Não consigo encontrar uma explicação do porquê daquilo ter sido escrito, autorizado, gravado, aprovado e mostrado para 200 milhões de pessoas ao mesmo tempo, sendo que era pura e simples ridicularização do cidadão português (além de um remake (falta de originalidade) de uma piada interna feita no Herman Enciclopédia no longínquo ano de 1996). Feio, muito feio mesmo. E pior, financiado com o dinheiro dos contribuintes com que o próprio sketch em si estava a zombar.

      Eliminar
    4. Anónimo16:57

      Verdade! Vergonha alheia!

      Eliminar
    5. Anónimo19:17

      Engoliu a seco?? mas voces conhecem o sobral? Vejam entrevfistas com ele por favor. O rapaz tava ANSIOSO por se livrar daquilo. ANSIOSO por entregar o premio, fosse a quem fosse. Porque é que acha que se pirou tao rapido? Pra nao ter de ouvir aquela cançao. Ele tem VERGONHA da Eurovisao. Acha que está afectado e que se importa?

      Eliminar
  16. Anónimo00:20

    Perante a qualidade das canções a que assisti, Portugal ficou no lugar que merecia. Aliás, há canções que se ficaram pelas eliminatórias superiores à canção portuguesa ex: Grécia, Suíça,Armênia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:41

      Portugal era de longe a pior canção. Israel e que merecia ficar em iltioú.

      Eliminar
  17. Anónimo00:26

    Nada merecido! Pelos vistos a Europa não aprendeu nada com a vitória e o discurso do Salvador! Ganhar uma galinha??!! Onde é que se já viu isto??!! Para o próximo ano chama-se FarmVision (para valorizar quem imitar melhor os sons dos animais)! 😂

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:46

      Nao me leve a mal, mas o que é isso da Europa nao ter aprendido com o Salvador!? Tem noção do que diz? O Salvador não faz musical mainstream e espera que a Europa aprenda o quê? O que é incrível é Portugal nao saber fazer uma música pop de nível minimamente internacional. Ouça é que nem uma! Todo o país da Europa consegue fazer pop de qualidade, nós bem uma para amostra.

      Eliminar
    2. Anónimo18:29

      A galinha é pop de qualidade? Aquilo espremido não dá nada. Mas a o publicozinho adora (isso, os reality shows, filmes de superheróis, etc)

      Eliminar
    3. Anónimo20:03

      É este o mesmo nível de comentários que também o Salvador Sobral recebeu o ano passado, porque simplesmente as pessoas não entendem que um vencedor não será jamais consensual,apenas aquele que agradou à larga maioria... as nossas escolhas e gostos pessoais não são necessariamente "os melhores" e pensar o contrário é apenas sinónimo de egocentrismo.. E quem é o Salvador Sobral para ensinar o que à Europa? Uma cantor de Jazz medíocre que venceu um concurso de música pop... sim porque se fosse esse "profeta do Jazz" como ele próprio se auto-proclamou teria vencido um concurso internacional de Jazz ou teria construído uma carreira de sucesso no Jazz nem a necessidade de um "show de circo" televisivo... A todos os bajuladores do "nosso Salvador" comecem a cultivar a vossa cultura musical e ouvir Jazz regularmente e deixem de seguir o rebanho e assinar em branco cada parvoíce que lhe sai da boca...

      Eliminar
    4. Anónimo22:02

      20:03 Ele nunca quis ensinar nada. Apenas sempre expressou a sua opinião e foi genuíno do inicio ao fim, nao se fez amiguinho dos outros concorrentes para parecer bonito.

      Dizeres que venceu um concurso de musica pop diz logo o pouco que tu percebes da eurovisão. Pelos vistos és igualzinho ao Sobral. É um concurso de MÚSICA.

      E quem te diz a ti que os bajuladores do 'nosso salvador' nao têm cultura musical e ouvem jazz? És o dono razão? Sinonimo de egocentrismo e arrogância é o teu discurso. Agora o rapaz ganhou o concurso deve conter-se para nao ferir os sentimentos das pluminhas de antena. Ele foi sempre assim e será sempre assim. Move on.

      Eliminar
    5. Anónimo23:37

      20:03 Tem muita razão. E acrescento, analisando bem Amar pelos Dois, além da irmã, o maior mérito é para mim do brilhante Luis Figueiredo responsável pelo arranjo musical, que é de uma beleza extraordinária. Outro intérprete certamente também faria sucesso com a canção.

      Eliminar
    6. é um concurso de canções!!
      As canções cantam-se!
      As músicas tocam-se!!!

      Eliminar
    7. Anónimo19:15

      Concordo inteiramente com os anónimos das 05:46 & 20:03.

      Eliminar
  18. Anónimo00:32

    Foi merecido o último lugar para esta canção. A RTP está de parabéns,a única coisa que estava péssima foi o intervalo act com os cantores africanos, achei péssimo pois não represante a nossa tradição.
    Por último os postcards estavam óptimos, à excepção da Georgia (com chineses, por amor de deus) .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:36

      Comentário nojento. O interval act foi a melhor coisa que existiu nesta eurovisão: um lado diferente da música de lisboa (dos subúrbio), e sim representam muito bem portugal, pois este país não é só de brancos e fadinhos. #xenofobiaeracismonãopassarão

      Eliminar
    2. Pode haver mais racismo no seu comentário?Ainda estou à espera de criticas à Claudia Semedo por ser preta...

      Eliminar
    3. Torrão06:25

      Adorei este comentário! Obrigado pela lucidez e maturidade do mesmo. Não me ocorreriam melhores palavras para responder à ignorância patética de algumas pessoas.

      Eliminar
    4. Torrão14:26

      O meu elogio era dirigido ao comentário do anónimo das 02:36, obviamente.

      Eliminar
    5. Anónimo15:47

      00:32 por muito que custe a muita gente, tens razao. Podíamos ter tido outros interval acts, menos entediantes.

      Eliminar
    6. Anónimo17:05

      Marcos Nunes, A Claudia Semedo foi a melhor coisa desta eurovisao (ok, e a Mena)! Mas também não gostei dos interval acts! Nenhum!

      Eliminar
    7. Anónimo19:34

      Quando Portugal ganhou o Euro2016 com um golo do Éder, uns dias depois surgiu no Diário de Notícias um artigo sobre o Éder que ia buscar o passado duvidoso do seu pai e que com grande ESPANTO meu tratava o Éder de "imigrante". Ora, aqui fica a minha pergunta: quando uma pessoa chega a um país aos 3 ou 4 anos e passa mais de metade da sua vida nesse país, e quase de certeza nem deve ter memória do país de "origem", e quando essa pessoa chega à Seleção Nacional por mérito e marca o golo mais importante de sempre, COM QUE DIREITO É QUE A SEGUIR ALGUÉM, POR MAIS BRANCO QUE SEJA, TRATA ESSA PESSOA DE "IMIGRANTE"? O QUE PRECISAM OS CIDADÃOS PORTUGUESES DE ORIGEM AFRICANA DE FAZER PARA SEREM ACEITES COMO PORTUGUESES A 100%? Confesso que, eu que não sou de origem africana, achei nojento, racista, xenófobo esse artigo do DN.

      Daí que gostei MUITO da atuações de Branko com Sara Tavares, Dino D'Santiago. E acho que por uma vez a RTP fez a coisa certa.

      Mas ainda hei-de voltar a este assunto. Que agora não tenho tempo!

      Eliminar
  19. Anónimo00:37

    No Ensaio do juri estava melhor. Roupa preta e cabelo pesado? Senhora do mar pink? Planos estranhos. No fim a cara escura? Quanto à Claudia ela estava em tensão e quase angustiada. Israel soltou a franga e venceu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os planos foi o que de melhor a proposta portuguesa teve!
      Claramente uma das canções mais favorecidas pela realização...mas de nada serviu

      Eliminar
  20. Anónimo00:44

    Como foi possível a Rpt no after show não ter dito nada de termos ficado em último lugar? Falaram de tudo menos da nossa música . Enfim , Sem comentários .

    ResponderEliminar
  21. Anónimo00:44

    Para o ano se portugal mandar um travesti decerteza que ganha, já vimos que o que conta na eurovisão è a palhaçada e não a música.
    Muito triste pela forma como a europa tratou portuhal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:52

      No ano passado a Europa toda votou no Sobral, e este ano já diz que o que conta é palhacada? Eu estou triste com a porcaria que apresentámos. Música fraquinha e apresentacao horripilante.

      Eliminar
    2. Anónimo17:11

      Não, não ganha! Portugal nunca mais vai ganhar a eurovisão! Ponto!

      Eliminar
    3. Anónimo19:45

      Claro que voltará a ganhar. Tem é de se começar a trabalhar o mais rápido possível.

      Eliminar
  22. Quem havia de dizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:58

      A comunidade disse claramente que esta apresentação não dava com nada. Elas nao quiseram ouvir.

      Eliminar
    2. qual comunidade? A esmagadora maioria teceu elogios à canção portuguesa.

      Eliminar
  23. Anónimo01:10

    Com o nível daquela merda de música que ficou em 1o lugar o melhor mesmo é ficar em último longe do azeite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo06:06

      A música é super original. Tem ritmo, cor, e também não é qualquer um que a canta, incluindo profissionais.

      Eliminar
    2. Anónimo18:31

      LOL. Estes critérios: tem ritmo e cor. Enfim, o publicozinho é assim.

      Eliminar
  24. Anónimo01:42

    Só tenho uma palavra para descrever o resultado de Portugal, decepção

    ResponderEliminar
  25. Anónimo02:18

    Esta gente nao percebe que a eurovisao conquistou uma identidade ao longo do tempo que marca pelo ridículo. Ha espaco para todos. Mas e isso. O slavador sobral só ganhou e bem por parecer ridículo . Esta música do jardim não envergonha, mas estava MT mal encenada . Lamento . Mereceu último lugar sim. Não tinha nada de criativo nisto. Opa... dêsculpem , mas é verdade .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:31

      Nao tens de pedir desculpa, foste bastante sensato. O meu único medo é do futuro, pois sinto que a RTP vai estar para sempre presa a esta ideia de que menos é mais. Se quisermos voltar a criar cultura Eurovisiva e ganhar novamente sem esperar 50anos vamos ter de melhorar o nosso jogo. Estas apostas que vemos de Chipre e Israel não caem do céu. Eu não gosto do tipo de musica de Israel, mas ainda assim há que reconhecer que criar algo tao original é de uma genialidade imensa. Não basta a RTP convidar um compositor. Ou coloca a indústria discográfica ao barulho, ou entao vai ter de dar melhores condições aos compositores. Aquele túnel de laser do Chipre, ao vivo, foi das coisas mais bonitas que vi até hoje. E vou mais longe se em vez de Chipre se chama-se Suécia, a vitoria não lhes escapava, a cultura Eurovisiva conquista-se com tempo, a Suecia neste momento é sempre favorita logo a partida.

      Eliminar
    2. Anónimo05:53

      Nao envergonha mas estava muito mal encenada. Concordo.

      Eliminar
    3. Anónimo06:13

      Concordo. E a própria canção deveria ter tido um arranjo melhor e ter sido prolongada.

      Eliminar
    4. Anónimo10:35

      Tenho de concordar consigo quanto à identidade do ESC, em que o ridículo fez a dobradinha. Não se pode mandar canções decentes e com dignidade, mas stupids boys e stupids girls, como faz menção a canção vencedora deste ano.

      Eliminar
  26. Anónimo02:19

    Infelizmente não estou surpreendido por este resultado. Acho que esta era uma boa música, sem qualquer dúvida, mas sabia que, apesar de no geral ter sido bem recebida pela Europa, isso não iria ser o suficiente para se destacar, tanto no júri, como no televoto, como se comprovou pelos resultados.

    ResponderEliminar
  27. Anónimo02:21

    Afinal as galinhas sempre ganharam alguma coisa este ano! Tenta Campeões!!

    ResponderEliminar
  28. Anónimo02:46

    Para quem me chamou Velho do Restelo quando criticava alguns pontos da música de Portugal pois esta o resultado a vista, é que nem eu esperava algo tao mau.

    ResponderEliminar
  29. Ricardo03:09

    Tinha comentado que com estas péssimas opções de staging e roupa, a canção ia passar despercebida no meio das 26, mesmo não sendo a pior delas. Vi canções pelas quais não dava nada a serem espetacularmente traduzidas em palco, seja por coreografia, planos de câmara ou adereços. Chipre, Moldávia, Lituânia, Irlanda e Eslovénia são bons exemplos.
    Ao fim de todos os países terem atuado, já nem me lembrava que tínhamos uma canção a concurso. E isto sendo eu português, imagino os estrangeiros...

    Já agora, as comunidades portuguesas na França e Suiça salvaram-nos de uma vergonha ainda maior no voto do público, pois os pontos vieram todos de lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:48

      Verdade. Este ano o emigrante foi o nosso s(S)alvador.

      Eliminar
    2. Anónimo23:29

      E eu fui um deles. Também porque achei a canção lindíssima. Para quem diz que o salvador este ano não ganhava porque haviam músicas muito boas... Pois bem agradeçam-lhe as palavras do ano passado. Sem elas continuavam a levar para lá musica de merda e n3importa se e pop ou rock ou jazz. O salvador impôs a qualidade e isso viu-se este ano onde várias canções de qualidade não passaram.

      Eliminar
  30. Anónimo04:23

    Este ano o que mais me interessava é que corresse tudo bem em termos de organização e que a RTP cumprisse o que tinha para cumprir, e isso aconteceu. Na minha opinião as apresentações em palco estavam maravilhosamente bem encenadas e tal como era a ideia, foi dado muito mais destaque aos cantores, os planos estavam todos organizados para fazê-los brilhar. Este ano, estava muito mais entusiasmada com o factor Eurovisão a acontecer cá, que com o resultado da nossa canção. Estou feliz por ter corrido tudo bem, tirando aquele incidente com o Reino Unido, mas que eles até desvalorizaram considerando que nem precisavam de voltar a actuar.
    Sinto-me mesmo orgulhosa com o trabalho que a RTP conseguiu fazer e não concordo com nenhuma das criticas que aqui li, algumas até vergonhosamente racistas quanto aos artistas convidados para a final. Apresentámos a multiplicidade de culturas que fazem parte do país que somos, fizemos da Eurovisão também um momento nosso, com a nossa identidade, tal qual como nos foi pedido pela EBU, como disseram os responsáveis por este projecto muitas vezes, e, quanto a mim, apresentámos um espectáculo de classe, sinceramente a classificação da nossa canção é o que menos me interessa neste ano em que, pela primeira vez, organizámos isto e organizámos bem, podem falar mal, como é costume, mas a verdade é que correu mesmo bem e sinto-me tão feliz com isso, que a nossa canção até podia ter ficado com zero pontos, que também não estava a pensar que, depois de tantos anos sem ganharmos, agora íamos ganhar dois anos seguidos.
    Parabéns a todos que mal devem ter dormido para pôr este enorme barco a navegar, na minha opinião, chegaram a bom porto, obrigada.

    ResponderEliminar
  31. Anónimo05:23

    Estas críticas à música que a rtp mandou... Mas a rtp não escolheu nada. Deve-se relembrar que está música representou Portugal porque foi votada pelo público como vencedora, ao contrário da música da Catarina Miranda que ficou em 1o do júri convidado pela rtp. Quando se ganha somos de Portugal desde pequenos, quando perdemos... É só doutores especialistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:28

      Eu não votei n'O Jardim, e sim nas canções do Peu e da Catarina. E nem atribuo a vitória do nosso tema à sua qualidade, mas sim ao facto da Cláudia vir do The Voice e dos Ídolos, e ter um visual teen friendly. É a minha opinião, pois foi a impressão com que fiquei com o tanto de torcida que gritava por ela, em comparação com os outros, quando atuou e ganhou no Festival da Canção. Isto é um fenómeno que acontece muito em talent e reality-shows internacionais: uma massa "escolhe" o vencedor no primeiro dia (literalmente) e depois arrasta o ditocujo até à vitória, salvando-o de votações, independentemente dele ser herói ou vilão, cantar bem ou mal, ser interessante ou não ter por onde se pegue. A meu ver, foi isto o que aconteceu com a Cláudia cá dentro e o que aconteceu com a Netta lá fora.

      Eliminar
    2. Anónimo15:52

      14:28 Eu votei no Jardim e aprendi a lição. Vou dar um exemplo: Havia gente que dizia que a catarina nao devia ir com aquela 'tatuagem' do coraçao no braço para a final. Ela deve ter lido, porque na final nao levou isso pintado. Ela ouvia o que os fas diziam e ponderava, mudava, tinha em consideraçao tudo. E a beleza que o resende criou...eu so peço que ela me perdoe...

      Eliminar
  32. Anónimo06:13

    A nossa musica tem o lugar que mereçe, uma vergonha de musica.

    ResponderEliminar
  33. Portugal escolheu através do televoto o Jardim para levar à Eurovisao. Não foi a escolha do juri do festival da canção português. O pessoal que critica agora a posição do Jardim votou nonfrstival da canção português?
    É como dizer mal do governo e nos dias das eleições passam o dia na praia.

    ... que atuação foi aquela da Cláudia Pascoal e da Isaura, com 30 segundos ainda por remtabilizar e como é que a RTP permitiu isso perante tanto esforço?
    Parabéns RTP, pelo espetaculo.

    ResponderEliminar
  34. Anónimo08:47

    Só gente invejosa!
    Parabéns, Cláudia e Isaura! Estou orgulhos@ de vocês!
    Vocês tem o meu apoio e o meu carinho. Vocês merecem mais o top 10!
    E também, parabéns Netta Barzilai pela tua vitória bem merecida!

    ResponderEliminar
  35. Anónimo09:00

    Não teve nenhum voto da Espanha e da França. Nem os nossos Portugueses votaram em nós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:52

      Os portugueses de França deram 8 pontos no televoto ao Jardim.

      Eliminar
    2. Anónimo23:32

      Eu votei.

      Eliminar
  36. Anónimo09:21

    PARABÉNS À ISAURA POR TÃO BELA CANÇÃO E À CLÁUDIA PELA SUA INTERPRETAÇÃO! DIGNIFICARAM MUITO BEM AS CORES DE PORTUGAL! Por enquanto recuso-me a comentar stupids boys and stupids girls. VIVA PORTUGAL!! Namasté.

    ResponderEliminar
  37. Anónimo09:36

    E 'O jardim' é un plàgio de 'To build a home', dos Cinemàtic Orchestra. Podem comprovar. É fàcil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:33

      E Toy plágio do gangnam style... Comprove é facil:/

      Eliminar
  38. Agora que já ganhámos e organizámos o festival, é altura de sairmos porque nunca mais vamos voltar a ter hipóteses de voltar a ter um top 10

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:20

      Jorge Correia, Plenamente de acordo. Evitar mais humilhação e gastos desnecessários.

      Eliminar
    2. Anónimo18:52

      Vai ser mais 20 e tal anos fora do TOP10.

      Eliminar
  39. Anónimo10:32

    Recomendo que o ESCPORTUGAL organize um grupo trabalho para pressionar/ sugerir/ colaborar com a RTP, de forma que a RTP comece tambem a trabalhar com compositores e cantores NAO portugueses. Viu-se mais uma vez que os compositores portugueses e afroportugueses não conseguem produzir algo de sucesso.

    ResponderEliminar
  40. Alguma tinha de ficar com a fava. Foi portugal mas podiam ser tantas. A concorrência era muito forte e infelizmente, como muitos de nós previamos, estiveram bem mas a apresentação não funcionou... Para o ano há mais. É bom que a RTP perceba que o ESC subiu muito em termos de exigência e que não será qualquer cancaozinha que nos voltará a colocar na final.

    ResponderEliminar
  41. Anónimo11:49

    Só existe um culpado nesta história e chama se Nuno galopim

    ResponderEliminar
  42. Anónimo13:26

    serviu de alguma coisa armarem se em ofendidas com o suposto plagio da iurd? cá se fazem cá se pagam..

    ResponderEliminar
  43. Se havia pior? Sim claramente!
    Se a nossa música é boa? Não!


    ResponderEliminar
  44. Se havia pior? Sim claramente!
    Se a nossa música é boa? Não!
    Grace

    ResponderEliminar
  45. Não sei as razões nem sou especialista...mas a verdade é que o jardim não cativou praticamente ninguém dos outros países e tbm fica mal ontem no rescaldo a RTP ignorar o assunto

    ResponderEliminar
  46. Anónimo17:34

    A musica até é bonita! A verdade é que a Isaura quis dominar tudo e isso é que foi um erro! Quis aparecer na interpretação e não devia. O Staging era péssimo. O vídeo verde horrível. E por fim a roupa que a Claudia escolheu, sem pensar minimamente na parte cénica! Nada era alusivo ao Jardim! Só havia cor no cabelo dela. Foi deprimente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:00

      Eu gostei do vídeo verde. Porém o staging foi uma cagada de meia-noite (peço desculpa pelo palavrão, mas é que é muito triste a equipa da casa não ter achado oportuno usar aquelas luzes todas para valorizar a sua canção, mas prontoS, isto sou só eu a espumar de raiva mais uma vez). E aquele vestido era medonho, como é possível ter-se tão mau gosto? Por fim, a Isaura tinha que ter decidido: ou era corista, e nesse caso, remetia-se para segundo plano, ou então, queria protagonismo, e nesse caso fazia um duo com a Cláudia e passava a ser O Jardim cantado por Cláudia & Isaura.

      Eliminar
  47. Anónimo17:34

    A musica até é bonita! A verdade é que a Isaura quis dominar tudo e isso é que foi um erro! Quis aparecer na interpretação e não devia. O Staging era péssimo. O vídeo verde horrível. E por fim a roupa que a Claudia escolheu, sem pensar minimamente na parte cénica! Nada era alusivo ao Jardim! Só havia cor no cabelo dela. Foi deprimente!

    ResponderEliminar
  48. Anónimo17:46

    Os outros países da Final (e não só) fizeram melhores músicas do que nós. Ponto, parágrafo!

    Quem está a seguir?

    ResponderEliminar
  49. Anónimo00:59

    "Ele tem vergonha da Eurovisão ?". Então que não fosse, ora essa.

    ResponderEliminar
  50. Anónimo07:57

    Por mim nao me importo de ficar ultimo. Continuamos a ter o vencedor com mais pontos e melhor cançao, tirando a Loreen.

    ResponderEliminar
  51. Anónimo11:01

    Sabem o que me faz lembrar esta eurovisão? As eleições americanas. Resultados trabalhados com os votos dos mentecaptos da sociedade.

    ResponderEliminar