Portugal: Declarações de Salvador Sobral sobre «Toy» geram polémica

Salvador Sobral teceu críticas à canção de Israel no Eurovision Song Contest 2018 o que gerou muita polémica nas redes sociais, com ex-concorrentes a acusarem o cantor de "ser falso".


Foi numa entrevista ao Público que Salvador Sobral teceu duras críticas à canção de Israel no Festival Eurovisão da Canção 2017. O cantor português afirmou que "apenas conheço a canção portuguesa e a de Israel, porque o YouTube me obrigou a vê-la. Coisas da tecnologia. De repente, o YouTube achou que eu iria gostar da canção de Israel, e então abri aquilo e saiu-me de lá uma música horrível. Eu pensei: YouTube, muito obrigado, mas não é por aqui. Felizmente, este ano, não tenho de ouvir nada. Não creio que tenha mudado alguma coisa. No ano passado, as pessoas diziam: “Agora que ganhaste, isto vai mudar!” Não creio. Talvez no futuro". 

As declarações de Salvador Sobral rapidamente se tornaram virais nas redes sociais e foram traduzidas para várias línguas. Jacques Houdek, representante da Croácia em 2017, escreveu um post no Facebook onde afirmou que Salvador "tentou tanto passar uma imagem de uma pessoa humilde, de um verdadeiro artista, e podes ter enganado a Europa mas a mim não me enganaste! (...) O ano passado quando falhaste todos os ensaios a EBU devia ter-te desqualificado. (...) É muito triste que tenhas problemas de saúde, tenho de o lamentar, mas se tens problemas tão graves não deves participar num projeto como a Eurovisão. (...) Devias pedir desculpa imediatamente!". 

Entretanto a artista visada pelas críticas de Salvador Sobral, Netta Barzilai, respondeu no Twitter dizendo "enviando apenas amor para o Salvador, e para os artistas de todos os géneros".

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Público; ESCPortugal / Imagem: ESCPortugal

83 comentários:

  1. Anónimo14:04

    Se Israel ganha, ele vai ter que engolir o sapo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:01

      sapo é considerado carne? é que ele só come peixe.

      Eliminar
  2. Anónimo14:07

    Ele desde que ganhou o esc2017 parece que só quer arranjar confusão. Primeiro as músicas eram fast food, depois dizia mal das canções portuguesas para ser o amigo dele a ganhar, nem deu os parabéns da vitória a Claudia. Mas tenho de concordar que o salvador fez muito bem o teatro do coitadinho que estava doente como foi mencionado pela croacia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:33

      Concordo. Ele ainda não cresceu e não percebe as consequências que isto pode ter para a canção portuguesa e para o espectáculo em si. O tipo vai subir ao palco e em vez de levar aplausos, vai levar com assobios! Leva ele e leva o Caetano, sem culpa nenhuma. Muito bonito!

      Eliminar
    2. Anónimo17:11

      Este teu comentário tem aqui um conjunto de falsidades...

      Primeiro, não li nenhuma declaração do Salvador a dizer mal de qualquer música do Festival da Canção, aliás ele até fez um cover da música "Anda estragar-me os planos", da Joana Barra Vaz, cuja compositora é a Francisca Cortesão, portanto nem se trata do Janeiro nem do Júlio Resende, que até o ajudou nesse cover...

      Segundo, a Cláudia disse numa entrevista que encontrou o Salvador num evento e que ele lhe deu os parabéns pela vitória. Podes confirmar neste link, a partir do minuto 5:15
      https://www.youtube.com/watch?v=sF60un2Y4XQ&t=340s

      Eliminar
    3. Anónimo18:03

      "teatro do coitadinho que estava doente"? Pois, que isto de ter que levar com um transplante do coração é um teatrinho. Coisa mais parva! Só mesmo de alguém que deve achar a "canção" de israel um coisa de outro mundo.

      Eliminar
  3. Anónimo14:18

    Infelizmente não estou admirado. É o Salazar da musica mundial. Obsceno e tudo muito evitável. A única coisa que lhe gabo é a coragem mas como os fins não justificam os meios nem isso lhe entrego. Salvador obrigado e adeus. Gracias por entenderes os valores da liberdade artística.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:04

      Mas ele disse que estas merdas deviam ser proibidas? Apenas diz o que pensa: são merdas.

      Eliminar
  4. Concordo com ele sobre Israel sim, mas apenas acho que ele não foi rude, apenas falou que não gostava, eu também odeio essa música. Todos temos opiniões diferentes, e a minha é diferente de certos indivíduos que acham que a Eurovisão tem de ser pop, pop, pop.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:43

      Eu também odeio e posso ir para um jornal qualquer dizer isso, que ninguém quer saber! Ele pelo contrário tem uma responsabilidade e devia pôr o filtro quando fala. Vai Subir ao palco com o Caetano Veloso e provavelmente vai levar com assobios em vez de aplausos. Já para não falar do troféu que terá que entregar ao vencedor, que até pode ser Israel. Haja paciência para tanta infantilidade!

      Eliminar
    2. Anónimo17:13

      Subscrevo e assino por baixo!

      Eliminar
    3. Anónimo17:19

      Jefferson, eu também detesto a música de Israel a questao é que so há liberdade de expressão se houver outras como a liberdade artistica e o respeito pelo proximo. Fica muito mal um artista não compreender isto, para mais um artista que venceu a Eurovisao que tem valores máximos de diversidade musical, étnica e cultural! O Salvador ganhou definitivamente um hater. E se os Israelitas que estiverem na final se manifestarem contra o Salvador eu vou bater palmas celebrando a liberdade.

      Eliminar
  5. Foi realmente muito infeliz, mais uma vez, sem qualquer necessidade. Espero que os grupos de fãs (israelitas e não só) que estão a tentar coordenar-se para apupar o Salvador na final não o consigam, pois seria muito embaraçoso para os portugueses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:02

      É triste, mas nós merecemos. Todos desde RTP e até Isaura e Cláudia levantam a bandeira de que a musica é o que o Salvador pensa. Ate o presidente da república elevou a sua irreverência. Portanto agora se o Salvador e o amigo Caetano levarem a bronca dos Israelitas frente a 200milhoes de pessoas, vou ficar muito desiludido mas a bater palmas bem alto. É embaraçoso para os Portugueses? Sim, claro. Mas não podemos exigir respeito quando não somos respeitosos. É uma aprendizagem forte para aqueles que não perceberam o que disse anteriormente, é importante ser politicamente correcto e por vezes limitar a liberdade de dizer o que pensamos.

      Eliminar
  6. Anónimo14:33

    Salvador Sobral: sempre humilde, respeitando os outros profissionais, e sempre responsável: há também uma outra frase da sua entrevista ao Público em que diz que, se houver um atentado terrorista em Lisboa, se sentirá responsável por ele.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo14:33

    Eu acho realmente q alguém devia de dizer ao Salvador para começar a ser mais humilde e colocar um filtro na goela.Q vergonha alheia. Mas mesmo assim o Jacques ainda foi pior!!! Q nojo desse homem. Já o ano passado tinha a mania e vê se tbm a boa educação e a falta de respeito q essa criatura tem.LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:05

      Humilde? Ah esta portugalidade que não aguenta que se diga o que se pensa! Tudo tem de ser com paninhos quentes, para não ofender. Caso contrário, é-se arrogante.

      Eliminar
    2. Anónimo22:45

      Não, o Jacques não foi pior! O jacques disse umas verdades!

      Eliminar
    3. Anónimo03:19

      22:45 Awww. disse? surgerir que ele ganhou pela doença e que pessoas doentes nao deviam participar é verdade?

      ele nao teve coragem de dizer essas 'verdades' durante o concurso. Obviamente. Saem todos da casca agora.

      Eliminar
  8. Anónimo14:34

    Realmente um comentário completamente despropositado.. Ha que saber respeitar todos os estilos musicais apesar de não ser o dele. Essa prepotência toda não lhe fica nada bem. Imagino o momento contrangedor para ambos caso Israel vença e o Salvador lhe entregue o troféu... Ate acho legítimo que não goste das musicas a concurso e seja sincero, mas podia dizer as coisas de outra forma...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:06

      E como diria de outra forma? Eu diria: que pena não ser uma galinha a sério. Faria uma canjinha que era um regalo.

      Eliminar
  9. Anónimo14:46

    ele sabe que Israel tem uma música muito criativa e com uma boa vibe e isso irrita-o. Pelo cabeça do salvador este festival era só baladas e jazz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:18

      Isso não é verdade! Na opinião do Salvador, o problema da Eurovisão é o foco excessivo no espetáculo e no fogo de artifício e não no que realmente importa, que é a música e a voz. Um tema aceitável não tem que ser forçosamente jazz ou uma balada. Existem temas muito bons de todos os géneros, incluíndo o pop. Aliás a música favorita do Salvador na Eurovisão é a vencedora de 1965 pelo Luxemburgo, que foi nada mais nada menos que o primeiro tema pop a vencer o concurso...

      Eliminar
    2. Anónimo18:07

      Pois, pelo Salvador, era só canções de qualidade. Que parvo que ele é. (not!)

      Eliminar
    3. Espetáculo excessivo sempre foi a marca da Eurovisão, o tempo e a tecnologia é que evoluíram!

      Eliminar
  10. So devia abrir a boca para cantar...uma vez que sempre que faz comentários sobre actualidade política ou sobre outros cantores dá confusão.
    Já não tem 18 anos mas sim 28...devia ter mt mais noção do que diz! É um mimado destravado

    ResponderEliminar
  11. Anónimo14:53

    Os wiwibloggs deviam ter vergonha. O artigo nem foi feito por um portugues, alias, eles nao têm um tuga a trabalhar lá? Como é que foi permitido? É de baixo nivel, à correio da manha. Com o rapazito da Suecia removeram aquele vídeo, mas com o Sobral não? Bom seria a nossa organizaçao nao permitir a entrada deles no evento de sabado.

    Foi uma entrevista para um jornal PORTUGUES.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O da Suécia realmente falou mal de várias músicas. Ele sim merece ser xingado.

      Eliminar
    2. Anónimo17:22

      Portanto a liberdade de um artista dizer mal do outro está correcto. A liberdade de imprensa é que precisa de uma mordaça. Palmas para si.

      Eliminar
    3. Anónimo18:08

      Subscrevo inteiramente. O Wiwibloggs tem-se tornado a escória ultimamente, com conteúdos completamente infantis (10001 polls infatilizoides), dirigidos a um público cada vez mais imaturo. Uma pessoa fica incomodada só de ler a secção de comentários dos vários artigos... é só xenófobos, sempre a atacar Portugal com comentários racistas e de incitamento ao ódio.

      E não se pode dizer que o William é inocente, ao incentivar a pubicação de coisas destas, fora do contexto... A entrevista foi a um jornal português e o tom da entrevista foi todo muito cândido e honesto. Ele tem o direito de não gostar da canção horrorosa de Israel, da mesma maneira que a Netta teve o direto de dizer que Amar pelos Dois era uma canção deprimente.

      Quando o amiguinho sueco deles gozou com as várias canções a concurso, apressaram-se logo a apagar.

      Eliminar
    4. Anónimo18:59

      17:22 Rapaz, tu les o que escreves? O titulo sensasionalista da wiwibloggs é liberdade onde? Apagarem comentários que dizem que foram tiradas coisas fora de contexto faz parte da liberdade de impresa? Tudo para arranjar cliques à custa do rapaz? Adorei que tivesses ignorado o facto de eu ter falado no sueco. Têm liberdade para falar mal de um, mas escondem o outro? Aquilo foi pura maldade.

      O Sobral fez uma entrevista pra um publico portugues, um publico que está habituado à franqueza dele, e fizeram-lhe uma pergunta ao qual foi respondida. Porque é que eles nao traduziram as outras entrevistas que ele deu em portugues? Porque nao havia drama. PALMAS para si tambem. Se nao consegue ver o que ha de errado nisto entao sinto muita pena.

      O vídeo do sueco é automaticamente removido por eles. Comentários que criticam o croata tambem sao. Isto é uma bela liberdade de impresa, realmente.

      Eliminar
    5. Anónimo19:39

      Sim, fizeram eles muito mal terem publicado aquilo. Após o Salvador no ano passado ter dito até bem do Wiwibloggs, que era um blogue bom e nada sensacionalista, mas cada vez que o Salvador diz um disparate eles são logo os primeiros a meterem lá o disparate. Sensacionalistas, e nem controlam os comentários e está tudo cheio de comentários xenófobos a Portugal, há sempre rídiculos falsos moralistas. Claro que a música de Portugal este ano tem as suas fragilidades e isso vai prejudicar a nossa canção, até porque se Portugal este ano floppar os haters portugueses vão culpar as "nossas" meninas por isso sem terem noção do que se tem passado. Aliás a própria pessoa que publicou aquilo no wiwibloggs disse no twitter "We love a bit of #eurodrama". No mínimo piada de mau gosto ele ter publicado aquilo antes da grande final.
      Enfim, eu nunca mais vou meter os pés naquele blog.
      Sobre o Salvador, ele pode achar o que quiser da Eurovisão, não lhe fica bem, se ele não quer saber da Eurovisão, então porque continua a falar? E andar com elitismos? Ele pode continuar ser o sem filtro, mas escusado ele falar da Eurovisão. Até o achava o tipo inteligente até que ele fez aquele discurso quando ganhou... E obrigada ao senhor de dupla personalidade Jacques da Croácia 2017 por teres me feito cair em lágrimas com as tuas palavras cruéis, é como se 1º vitória de Portugal tivesse sido uma pelo ares... Mas lá eu ultrapasso isso. Porém a atitude da Netta merece o meu respeito.

      Eliminar
  12. Faz parte da génese do Salvador ser assim.A israelita respondeu bem,com astúcia porque não quer estragar o arranjinho dela. Eu também detesto esta música mas tudo o que eu disser não vale nada porque não sou figura pública, nunca ganhei nenhuma competição na área da música.

    ResponderEliminar
  13. lol e se ela ganhar? sera que ele vai-lhe entragar o trofeu ???

    ResponderEliminar
  14. Luís15:02

    lol e se ela ganhar? sera que ele vai-lhe entragar o trofeu???

    ResponderEliminar
  15. Anónimo15:16

    Haha eu acho o mesmo adorava ver ele a recusar dar o prémio ao Chipre quando ganhar

    ResponderEliminar
  16. Anónimo15:18

    Honestamente acho que houve alguma maldade por parte do wiwiblogs em retirar palavras do contexto. Li a entrevista e gostei bastante. O Salvador deu a sua visão sobre a música de Israel e não sobre as qualidades artísticas da Netta. Honestamente, acho a Netta formidável e penso que a música não representa o seu talento.
    As pessoas estão a fazer ataques pessoais ao Salvador. Lamentável!
    Engraçado que o blogue que deu voz às palavras do Salvador, foi o mesmo que apagou o vídeo dos comentários realizados pelo Ingrosso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:42

      Sim, o Salvador já tinha falado mal da Eurovisão no maluco de Beleza, não me surpreende. E deu entrevistas. Mas irrita-me sempre quando ele aborda isso para falar mal.

      Esse blogue é um cmtv da eurovisão, vou deixar de lá ir.

      Eliminar
  17. Anónimo15:24

    Cada um de nos e livre de opinar mas deve faze lo de forma a nao ferir a sensibilidade de ninguem.de qualquer forma gostei da atitude desportista com que a concorrente de israel lidou com a situacao.eu admito que tambem nao gosto da cancao de israel mas cancoes deste genero havera sempre na eurovisao.um grande abraco ao salvador e a netta.

    ResponderEliminar
  18. e, de repente, já não se pode dizer que não se gosta de uma música, para todo o céu desabar.

    Ele tem todo o direito a dizer que não gosta da música como outras pessoas têm o direito a dizer que não gostam da música dele.

    Uma coisa que ele tem que perceber é que nem todos têm de partilhar os gostos dele. Ou seja, é moldar o ESC à imagem de Salvador Sobral... ele é bom, mas não é assim tão bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:51

      Pois está tudo muito bem, não gosta mas até acabar o evento tem que pensar na responsabilidade que vai ter , já que vai levar com ele ao palco o Caetano Veloso, que está sujeito a gramar com os apupos ao outro! Mas que bonito!

      Eliminar
    2. Isso aí. Eu e você temos direito de dizer se não gostamos de algo.

      Eliminar
    3. Anónimo19:49

      Metemos o Janeiro a cantar com o Caetano Veloso, já que eles têm voz parecida, quando a luz se focar no Janeiro ouvem-se AAAAAAAA após os apupos, e ups não é o Sobral.
      Mas pronto o Janeiro também é outra peça.

      Eliminar
  19. Anónimo16:03

    Adorava q Israel ou o Chipre ganhassem para ele lhes ter que entrgar o troféu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:32

      Só por isso vou votar nas duas meninas!!!

      Eliminar
    2. Anónimo16:52

      É o que ele pode ter arranjado; Muita gente a pensar assim...

      Eliminar
    3. Estônia ou França que vão ganhar.

      Eliminar
    4. Anónimo17:03

      Que Deus seja cego e não leia o teu comentário. Músicas da "caca". Horrivel foi um termo sofisticado utilizado pelo Salvador para aquilo que é a música da Netta. Chipre é uma "caca" mais bem confecionada porque o cheiro é o mesmo.

      Eliminar
    5. ha canções melhores que israel ou chipre...graças a Deus

      Eliminar
  20. Anónimo16:20

    O croata exagerou ! desclassificação por faltar aos ensaios ? Injusto para eles ? Nunca o enganou ? Que drama queen

    ResponderEliminar
  21. Realmente a música é horrível! Espero que não ganhe nem fique perto disso...seria muito mau ganhar uma música com tão pouca qualidade em Portugal. Parabéns pela sinceridade Salvador!

    ResponderEliminar
  22. O salvador estar ser atacado por acaso de não gostar a canção mas acho o mais ridículo tudo isto, os estão atacar o Salvador (a maioria pelos agora) são fãs do canção Toy, Esse senhor croata deveria estar calado!!

    ResponderEliminar
  23. Anónimo16:48

    Ele deu uma opinião pessoal (e a meu ver, acertadíssima..aquilo é horrível). Qual é o problema? por ter ganho a Eurovisão ia agora fingir que ouviu e que gostou de todas as músicas? Ele é verdadeiro, apenas.

    ResponderEliminar
  24. Anónimo16:59

    Mais uma vez o Salvador está a ser quem é e ninguém o pode criticar por isso! Ele tem todo o direito de dar a sua opinião e deve ser livre de revelar os seus gostos. Contudo, surge aqui um problema com estas suas declarações: o timimg com que foram dadas! Compreendo que esta seja a sua forma de estar, mas o Salvador tem de perceber que não pode tecer este tipo de juízos antes da final da Eurovisão, onde ele é o atual detentor do troféu e terá de marcar presença, estando a cargo de entregar o troféu ao vencedor, que poderá ser Israel, precisamente. Poderia falar sobre isto após o término do festival, mas nunca antes. Julgo que a Netta respondeu muito bem a estas declarações, revelando respeito por uma opinião negativa, o que é algo que, infelizmente, 95% das pessoas não tem...

    Em relação ao Jacques Houdek, a situação já é bem diferente, pois ele limitou-se a insultar o Salvador, pondo em causa a sua humildade e revelando uma ignorância extrema sobre o facto de ele não ter podido ensaiar na primeira semana. Na situação delicada de saúde em que ele estava, o Salvador não podia ficar tanto tempo sem a equipa médica, correndo um risco tremendo. Como os ensaios eram essencialmente técnicos, bastava a presença da Luísa para a coisa correr. Devia ser desqualificado? Ridículo! Mas a cereja no topo do bolo foi quando disse "se tens problemas tão graves não deves participar num projeto como a Eurovisão"... Absolutamente repugnantes estas declarações! Quem devia "pedir desculpas imediatamente" era este tipo!

    ResponderEliminar
  25. Anónimo17:29

    Obrigado Salvador por envergonhar Portugal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:59

      Portugal não devia sentir-se envergonhado, pessoas que dizem comentários xenófobos sobre Portugal/portugueses esses sim deviam ter vergonha. Salvador é português, mas as acções dele não devem ser comparadas com os portugueses. Tal como Portugal temos pessoas xenófobas mas é evitável generalizar. Até porque a questão de país é apenas conveniente para a organização política, devíamos olhar-nos como individos e não como nação, somos todos diferentes na maneira de pensar, mas haja compreensão e concordância. A Eurovisão no fundo é estupidez ser uma competição, poderia ser um festival de apresentação musical vinda de cada país, creio que musicalmente iria ser mais interessante.

      Eliminar
  26. Anónimo17:32

    Já aconteceram N situações em que o Salvador disse coisas que não devia e na altura foi tudo justificado como inocência e pureza da sua pessoa; mas, como já lá diz o ditado, "o pior cego é aquele que não quer ver" e, neste caso, continuar a defender este jovem já fica mais feio para quem o faz do que para o próprio. Estamos perante um sério caso de arrogância e prepotência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:03

      Onde é que ele foi arrogante? Ninguem teria reclamado se o wiwibloggs nao tivesse partilhado aquilo. Foram eles que criaram este drama.

      Eliminar
  27. Entretanto Israel já voltou ao 2º lugar nas odds. Pode agradecer ao Salvador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:07

      Aleluia! Alguém que percebeu. Foi tudo uma jogada entre Salvador Sobral (que vai ter um precioso apoio das comunidades judaicas no mundo) e a cantora de Israel, que viu que estava a descer nas apostas, porque uma coisa é fazer "playback" num estúdio e gravar um "videoclip" e outra coisa é cantar ao vivo. E fizeram um acordo: ele chamou de novo a atenção para Israel e vai ter uma carreira internacional maior do que a de muitos vencedores da Eurovisão, porque vai ter um apoio financeiro, sobretudo nos EUA, de que poucos podem usufruir-

      Eliminar
    2. Anónimo22:21

      anónimo das 19:07: E que mais? Acho pouco. Não se esqueça da parte em que depois vem o norte-coreano e o trump darem apoio nos coros do Sobral.

      Eliminar
    3. Anónimo01:38

      É pahhh que LoL. liNDO! Melhor que o Planet Portugal 😁

      Eliminar
  28. Tipo eu adoro o Salvador, ele foi quem nos tealizou o sonho mas confesso que me cai um bocado mal quando só fala mal do festival ckm desdem e tudo, é a opinião dele eu eu respeito mas nem todos temos de gostar só de jazz, a Eurovisão é um concurso inclusivo e todos os estilos são bem vindos. Mas ele dizer que felizmente este ano não tem de oivir nada sabendo que a eurovisão é no seu próprio país e que foi ele que a trouxe confesso que me caiu mal. Mas pronto é o Salvador a ser Salvador, nós gostemos dele na mesma.

    ResponderEliminar
  29. Anónimo18:30

    O Salvador não gostou da canção e é foi sincero. Também nao gosto de "Toy" e não quero que ganhe, o começo é péssimo depois até tem a sua graça mas enfim...

    ResponderEliminar
  30. Anónimo18:57

    Na entrevista lamenta-se do excesso de visibilidade que a vitória lhe deu e critica o tipo de música prevalecente no concurso. Por que razão aceita continuar ligado a ele, atuando num dos intervalos? E não seria melhor a RTP / a organização encontrar outra forma de entregar o troféu a quem vença do que chamá-lo ao palco? Com a educação que tem (realmente muitos estudos não significam boa educação) é bem capaz de fazer um discurso idêntico ou mais arrogante ainda do que o do ano passado.

    ResponderEliminar
  31. Anónimo19:02

    É lindo ver estes concorrentes sairem fora da casca SÓ depois do festival ter terminado (robin, jacques, o romeno...), só prova a falsidade que existe por lá. Admiro pessoas como o sobral, alias, gostava de ter pessoas assim na minha vida pois sempre saberia com quem podia ou nao contar, e o que pensavam realmente de mim. Tavam todos com medo de perder votos, e o sobral ganhou mesmo dizendo que aquilo era fast food lol risos.

    ResponderEliminar
  32. Anónimo19:04

    Quero uma foto com os madame monsieur, os hungaros e o sobral a fazer .l. para todos os criticos e ofendidinhos.

    ResponderEliminar
  33. Anónimo19:11

    Mais alguem ficou perplexo com a quantidade de comentarios na publicaçao do sobral? mais uma prova que o rapaz nunca será irrelevante. Nem a Netta conseguiu essa quantidade de comentarios. É lindo de se ver. Love him or hate him, but he wont be forgotten. E mal posso esperar para ver frança ganhar, quero ver os haters todos picados de novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:39

      Também eu adorava que a França ganhasse. Mas se calhar ele conseguiu é "virar o feitiço contra o feiticeiro"!

      Eliminar
  34. Anónimo19:55

    É triste a nossa única vitória da Eurovisão ser para alguém que em vez de a valorizar só a diminui. Eu não gosto da música de Israel mas reconheço que é uma das que produz melhor espectaculo. Pois salvador, deixa-me que te diga, antes de uma música está uma pessoa e as pessoas e o trabalho delas é para ser respeitado. Pena Amar o meu país, senão até curtia que te envergonhassem no palco. É a unica forma de aprenderes, com tautau, pois andas muito mimado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:22

      cócórócócó!!

      Eliminar
    2. Anónimo09:43

      Eu cá acho que ele até ía achar um piadão!Depois dizia umas graçolas e cag*v* no assunto! Nós é que íamos sentir vergonha alheia! E o Caetano, coitado!

      Eliminar
  35. Anónimo22:25

    Tanto alarido para nada! Enfim! Não disse mentira nenhuma. Frases retiradas do contexto e cada um interpreta como quer. Esse site WiWiblogs devia fazer uma vénia ao Salvador que muito o promoveu, dizendo à boca cheia que era o melhor site/blogue informativo sobre a Eurovisão. E, que eu me lembre, a israelita, vestida e coreografada pela joana Vasconcelos, também dirigiu críticas à canção vencedora do Salvador, quando foi selecionada para representar o galinheiro. Ah, mas isso agora não interessa nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:14

      Concordo em absoluto!!! Foi moeda de troca...

      Eliminar
  36. Anónimo02:02

    Bom lendo isto tudo faço o resumo. Para uma parte dos portugueses liberdade é dizer o que vai na Mona, nao interessa o quê, quando ou a quem. Para outra parte dos portugueses os fins justificam os meios, ou seja se eu não gosto da música então o Salvador esta certo, no matter what. Para outra parte dos portugueses a liberdade é boa, existe e é toda real e linda, desde que não seja publicada no Wiwiblogs. Ninguém falou do jornal público, mas esses só criaram a notícia, com tanta liberdade estranho tamanha censura. Por fim existem ainda portugueses que querem censurar o Wiwiblogs porque o Salvador foi amigo deles, logo não podem publicar o que vem no jornal Publico. Muito bonito sim senhora, esta espécie devia de facto ser catalogada no Planet Portugal e distribuída mundialmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:07

      E parece para uma boa parte dos portugues ser fofoqueiro é fazer bom jornalismo. O jornal publico tinha um título sensasionlista?

      Nao percebo porque portugueses como o senhor, criticam Mayas e correios da manha e depois apoiam o wiwibloggs. Muito bonito, sim senhora. Devia mesmo ter sido catalogada no planet portugal, que nao tem la muita piada.

      Eliminar
    2. Anónimo03:13

      Eu do seu comentario so consigo retirar isto. Tirar coisas fora do contexto, títulos sensasionalistas = liberdade.


      E parece que para uma boa parte dos portugueses fofoquice é bom jornalismo. O jornal publico tinha um título sensasionlista? Nao. Porque é que so mencionaram uma parte da entrevista? Ahhh mas é a liberdadeeee...



      Calma, a liberdade existe. Entao podemos fazer tudo, mesmo que a intençao nao seja boa, mesmo que possa prejudicar a pessoa em questao e até o concurso.

      Nao percebo porque portugueses como o senhor, criticam Mayas e correios da manha e depois apoiam o wiwibloggs. Muito bonito, sim senhora. Até estranho tamanho apoio da sua parte. Esta especie devia mesmo ter sido catalogada no planet portugal. Um espelho deste povo que tanto critica. Nada de novo, portanto.

      Eliminar
    3. Anónimo03:16

      E aquela liberdade toda dos comentários xenofobos que aquela noticia suscitou? E o facto de nao moderarem os comentarios nem apagrem os insultos feitos a pessoas que nao têm culpa? Um povo inteiro? Isso nao convem mencionar.

      AH ESPERE.

      É a tal liberdade a falar...espero que nao se sinta censurado por ter tocado neste ponto.

      Eliminar
    4. Anónimo03:38

      Se eles souberam apagar o video do cantor sueco, porque não fazem o mesmo? Para mim até podiam publicar, mas péssima altura que decidiram fazê-lo... Mas também já cansa ter que defender o Sobral, até porque eu já sabia do que ele pensava sobre a Eurovisão e ele é livre do fazer, pessoalmente preferia que ele não encara-se isso com arrogância, mas visto que ele já é um adulto ele que se governe.

      Eliminar
    5. Anónimo03:44

      Anonimo 02:02 Sinto que trabalhas lá mas couldnt care less, indo ao que interessa: Eles podem publicar o que vem no público, mas que nao sejam coisas tiradas fora do contexto e com títulos à jornal Daily mail. É dificil perceber? É o minimo que podiam fazer, qualquer site que se preze deve fazer isso.

      O autor do artigo escreveu isto: WE LOVE A BIT OF DRAMA, referindo-se à noticia do sobral. Os fins justificam os meios? O que tens a dizer sobre isto?

      Tu nao estranhas que tenham censurado o vídeo do sueco mas esta noticia não?
      Porque é que voces só falam de um lado?


      Por fim, comentários xenofobos, racistas, que nao sao apagados. Isso diz tudo. Também seria censura apagar? Ha que haver respeito e accuracy, mesmo que nao se concorde com o outro, mesmo que só queiram vender. Ao menos podiam ter posto a noticia toda, e não só uma parte.

      O meu problema é que ha muita gente que SÓ lê o titulo, E um titulo sensasionalista daqueles engana muito.



      Não é à toa que o gajo da holanda ficou todo revoltado com eles, mas isso é outra história.

      Eliminar
    6. Anónimo04:51

      Não, nao trabalho no Wiwiblogs. Portugal último e Salvador a entregar a taça de vencedor a Israel. O horror tornado realidade. Posto isto não preciso de dizer mais nada. Continuem a idolatrar em vez de pensarem com a cabecinha. Israel foi justa vencedora, música cheia de originalidade, ritmo, boa apresentação, tudo.

      Eliminar
  37. Anónimo03:30

    Lendo vários comentários tambem faço um resumo. Nao ha limites para a liberdade. Mesmo que a intençao das pessoas nao seja boa, mesmo que so haja interesses por trás e nao a intençao de fazer bom jornalismo, tudo vale. Mesmo que nao se moderem e apaguem comentários de pessoas que, revoltadas com o que o Sobral disse, generalizam um povo inteiro e insultam um país que tao bem os acolheu...isso também é considerado liberdade.

    Para uma boa parte dos portugueses que nao gostam do que o Sobral disse, ele merece ser vaiado e enxovalhado em praça publica, só porque respondeu a uma pergunta sobre a cançao deste ano. São os mesmos que gozavam com a aparencia dele, mesmo antes de ter ganho. Ele nunca se importou, nunca fez choradinho disso. É engraçado, as voltas que a vida dá.

    Tudo vale, criticam a atitude de uns mas depois apoiam outros que fazem bem pior. Desde que haja drama ficamos todos felizes. É assim, este planet portugal. Eu só tenho pena do rapaz, ele nao tem bem a noçao do que diz e da dimensao que as coisas podem chegar, e a quantidade de gente que lucra com ele de uma maneira suja.

    Mas é liberdade, pessoal. Aparentemente só temos de aceitar.

    ResponderEliminar
  38. Anónimo23:47

    E agora Sobral ou nao percebes nada de musica ou ganhaste como ela ganhou , sem saber ler nem escrever

    ResponderEliminar