Noruega: NRK começa a preparar a eventual organização do Festival Eurovisão 2019


Com a subida de Alexander Rybak para o segundo lugar nas casas de apostas, a emissora da Noruega começou a preparar a eventual organização do Festival Eurovisão de 2019.

O diretor geral da emissora norueguesa revelou que já reuniu com alguns elementos da NRK, com o objetivo de começarem a preparar a eventual organização do Festival Eurovisão 2019. "Espero que a gestão da NRK tenha em conta uma possível vitória no Festival Eurovisão e que tal não venha a colocar em perigo a produção diária do canal" revelou, recordando os problemas financeiros que a emissora atravessou em 2010, ano em que organizou o certame, algo que obrigou a vender os direitos de algumas produções internacionais, como o Campeonato de Mundo, para que os custos da organização pudessem ser suportados.

Thor Gjermund Eriksen, diretor geral, explicou que a emissora não tenciona cortar em nenhuma programação para 2019. Em caso de vitória de Alexander Rybak, candidato que ocupa o segundo lugar na casa de apostas, a NRK garante que conseguirá organizar "com um impacto mínimo nos planos" em caso de receber uma taxa de licenciamento. Em caso de recusa do Governo, a emissora terá de fazer cortes na programação.

Jon Ola Sand, supervisor executivo do Festival Eurovisão, reagiu às declarações, realçando que o concurso evoluiu desde a organização do país em 2010: "Nem Oslo nem Bærum contribuíram muito para o evento. Em Estocolmo assistimos a um envolvimento completamente diferente da cidade, algo que também aconteceu em Malmö, Viena e agora em Lisboa, com as cidades a suportar os custos que não estão relacionados com a televisão. Isto poderá estar relacionado com os transportes, a arena, a segurança ou a programação social".



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem: Google /Vídeo: Youtube

15 comentários:

  1. Anónimo19:22

    you wish...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:29

    estao demasiado confiantes...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo19:40

    Em 2010, não se esmeraram muito...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo19:47

    Espero bem que os planos lhes saiam furados

    ResponderEliminar
  5. Anónimo20:12

    Isto e que é confiança... Enfim se é como o John Ola Sand diz. Claro que eles tem que procurar apoios e tentar envolver a cidade toda para chamar turistas que acabam por custear o evento. Caso contrario...

    ResponderEliminar
  6. Ridículos. Quase tanto como a Noruega estar em 2º nas apostas.

    Um jingle comercial infantil a vencer a Eurovisão? Num ano tão forte como este? Seria um insulto.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo23:23

    Os nórdicos sempre prepotentes e arrogantes claro.. Mesmo que até fossem os super favoritos, nunca se deve dizer uma coisa destas por respeito aos outros países.. Mas a questão aqui é que nem. Favoritos são, e a música se ficar no top 10 é uma sorte desgraçada.. É fraquissima a música.. Enfim mais do mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:53

      Onde reside a felicidade pessoal em manifestar ódios e preconceitos contra determinados países, quando apenas o que está em causa são canções? Que direito temos nós de manifestar raiva ou desagrado com "os prepotentes e arrogantes nórdicos" se não conhecemos de todo as pessoas que vivem nesses países para as podermos avaliar com tal presunção? O comportamento de meia dúzia de indivíduos dá-nos o direito de tecer tal juízo de valor? Ou será que aceitemos que toda a população portuguesa seja exatamente o que encontramos nas Casas dos Segredos e Loves On Top? Dá que pensar ... a menos que o orgulho arrogante bloqueie o funcionamento do nosso cérebro. Pensar e refletir dão trabalho.

      Eliminar
    2. Anónimo17:52

      Sim, os povos nordicos na generalidade são conhecidos por serem arrogantes e prepotentes.. Portanto o 1 comentário tem razão.. Isto é só mais uma mostra disso.

      Eliminar
  8. Se a Noruega ganhar fico definitivamente convencido que a Eurovisão é um jogo de bastidores, em que as vitórias são compradas, pelo que a apresentação das canções não passa de uma fantochada para encher chouriços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:56

      Precisaste de 64 anos para chegar a essa conclusão? Ou precisaste de apenas 20, uma vez que a maioria que hoje segue isto de forma famita desde 1998, pois nesse ano acordou para tal porque uma transsexual ganhou isto levando à transformação radical de concurso de canções a uma arena de rumores, polémicas, políticas, causas sociais, vaidade e egocentrismo instagramico e etnocentrico, etc...tudo menos música.

      Eliminar
    2. Anónimo09:54

      Ahaha! O Salvador assim disse o ano passado; "Isto estava tudo comprado, na verdade!...". Portanto... xD
      Brincadeiras à parte e isto a ser verdade é muito grave. Oxalá lhes saia furado (Se isso for possível)!

      Eliminar
  9. Defenately a weak song. The words make it a novelty song though the rhythm is good.
    When I saw Alexander Rybak was returning I thought “yes!” .....until I heard the song and I was very disappointed

    If this wins I win the equivalent of €350 so I have given it the kiss of death 😊

    ResponderEliminar
  10. This is a very weak song. The words are very poor although it has a good musical backing sound
    It’s almost a novelty song. When I heard Alexander Rybak was returning I thought “YES” ....until I heard the song.Very disappointing
    If this wins I will get the equivalent to €350 after placing a spur of the moment bet. In which case I have given it the kiss of death and I have lost my stake money!

    ResponderEliminar
  11. A canção da Noruega é uma das minhas preferidas mas isto é verdadeiramente colocar o carro à frente dos bois!

    ResponderEliminar