[ESPECIAL] Quantos jurados colocaram "O Jardim" no top10 do Festival Eurovisão?


42 dos 210 jurados nacionais colocaram Portugal numa das 10 primeiras posições do Festival Eurovisão 2018, sendo que 3 consideraram "O Jardim" como a melhor canção da edição.

Pontuado por apenas 5 dos 42 painéis de júris nacionais na Final do Festival Eurovisão 2018, o tema "O Jardim", representante de Portugal, foi considerado como uma das 10 melhores canções a concurso por 42 dos 210 jurados. Na Irlanda e na Lituânia, três jurados consideraram a canção defendida por Cláudia Pascoal como a vencedora do Eurovision Song Contest 2018.


Descubra tudo sobre as votações dos júris nacionais para com a canção de Portugal:

Albânia (17.º)
Sem qualquer posição no top10, a canção de Portugal terminou em 17.º lugar no júri da Albânia. O 13.º lugar atribuído por Bojken Lako, diretor de televisão e teatro, e o 14.º posto dado por Kamela Islamaj, cantora, foram os melhores resultados de "O Jardim" na Albânia.

Alemanha (13.º)
Apesar do 8.º lugar atribuído pela cantor Lotte, Portugal falhou o top10 do júri da Alemanha, especialmente devido ao 18.º lugar dado pelo cantor e letrista Max Giesinger e ao 24.º pela cantora Mary Roos, tendo terminado em 13.º lugar na geral.

ARJ Macedónia (26.º)
Portugal foi o último classificado do júri da ARJ Macedónia na Final do Festival Eurovisão 2018, com os cinco jurados a colocar "O Jardim" abaixo da 20.ª posição.

Arménia (15.º)
Dois dos cinco jurados da Arménia colocaram Portugal no top10 da competição. Manch, percussionista, deu o 6.º lugar à canção portuguesa, enquanto o estilista Armen Galyan colocou "O Jardim" na 10.ª posição. Contudo, no total das cinco votações, Portugal ficou na 15.ª posição do júri do país, não recebendo qualquer ponto.

Austrália (18.º)
Apesar do 6.º lugar atribuído pelo jornalista Richard Wilkins, Portugal terminou no 18.º lugar da classificação do júri da Austrália, com as restantes quatro votações a colocarem "O Jardim" abaixo da 20.ª posição.

Áustria (11.º)
Portugal esteve muito perto de ser pontuado na votação do júri da Áustria. Apesar do quarto posto atribuído por Hannes Tschürtz, fundador da Ink Music, e o sexto da cantora Ina Regen, "O Jardim" terminou na 11.ª posição das preferências do júri austríaco. Nathan Trent, representante do país em Kiev, colocou Portugal na 14.ª posição.


Azerbaijão (23.º)
Três dos cinco jurados do Azerbaijão estiveram em acordo no que diz respeito à classificação de Portugal, colocando "O Jardim" na última posição do alinhamento. O cantor Faig (16.º) e a cantora Tunzala Qahraman (17.º) foram as excepções, tendo Portugal terminado no 23.º lugar da votação do júri azeri.

Bélgica (17.º)
Com o 17.º lugar no júri belga, Portugal ficou de fora do top10 dos cinco jurados do país, tendo como melhor resultado o 11.º lugar dado pela apresentadora de rádio Nathalie Delporte. De destacar que "O Jardim" foi considerada a pior canção da noite pelo cantor Tom Dice (ESC2010), enquanto Laura Tesoro (ESC2016) colocou Portugal no 15.º lugar.

Bielorrússia (25.º)
Penúltimo classificado na votação do júri da Bielorrússia, Portugal apenas logrou uma votação acima do 24.º lugar no painel de jurados: Tatsiana Parhamovich, membro do Ministério da Cultura, colocou "O Jardim" na 16.ª posição.

Bulgária (22.º)
Com o 14.º lugar dado por Lora Dimitrova Kozeva como melhor resultado no júri da Bulgária, Portugal não foi além do 22.º lugar na votação do painel búlgaro.

Chipre (20.º)
Com três posições abaixo da 20.ª posição, Portugal teve como melhor resultado no júri cipriota o 16.º posto atribuído pelo produtor e professor Pavlos Palechorites.

Croácia (19.º)
Apesar do 19.º lugar na votação do júri, Cláudia Pascoal e "O Jardim" conquistaram uma posição no top10 de um dos jurados croatas: Kornelije Hećimović, produtor de rádio, colocou Portugal no 10.º lugar das preferências, enquanto o músico Lesique atribuiu o 11.º posto à canção escrita por Isaura.

Dinamarca (23.º)
Com o 13.º lugar de Søs Fenger como melhor resultado, Portugal ocupou o antepenúltimo lugar nas preferências do júri da Dinamarca na Final do Festival Eurovisão 2018. Emmelie de Forest, vencedora do concurso em 2013, colocou "O Jardim" na 16.ª posição.

Eslovénia (25.º)
Na Eslovénia, "O Jardim" ficou em último lugar nas preferências do júri do país, tendo sido o último classificado de 2 dos 5 jurados. Os restantes colocaram Portugal em 21.º e 23.º lugar.



Espanha (15.º)
Brisa Fenoy, cantora e compositora, foi a única jurada espanhola a colocar Portugal no top10 do Festival Eurovisão 2018, atribuindo-lhe o 4.º lugar. Com posições intermédias vindas de Miriam e Roi (13.º e 17.º, respetivamente), a classificação final de Portugal desceu com o 22.º de Conchita e o 24.º (e penúltimo) lugar de Rafa Cano, terminando em 15.º da geral.

Estónia (8.º) - 3 pontos
Portugal ocupou o 8.º lugar nas preferências do júri da Estónia, com três jurados a colocarem "O Jardim" no top10 das preferências: Eva Palm, promotora, colocou a canção defendida por Cláudia Pascoal no 5.º lugar, seguida do 7.º lugar de Rainer Ild e do 10.º de Karl Killing. Por outro lado, Anett Kulbin atribuiu o 12.º lugar a Portugal, sendo que o 19.º posto de Allan Roosileht deixou "O Jardim" na 8.ª posição da geral, recebendo 3 pontos.



Finlândia (20.º)
Nas preferências do júri da Finlândia, Portugal não foi além do 20.º lugar da geral, com três dos jurados a colocarem "O Jardim" abaixo do 20.º posto. As excepções foram as cantoras Vilma Alina (14.º) e Aija Puurtinen (15.º).

França (11.º)
Com três lugares no top10, Portugal ficou muito perto de receber pontos do júri de França. A jornalista Clémentine Boulard colocou "O Jardim" na 7.ª posição, enquanto a cantora Ehla e a apresentadora de rádio Elodie Suigo colocaram a proposta no 9.º lugar. Contudo, o 12.º lugar de Benjamin Marciano e o 21.º de Cyril Taieb empurraram Portugal para fora dos lugares pontuáveis.



Geórgia (24.º)
Portugal também não conseguiu destacar-se nas votações do júri da Geórgia: o melhor resultado obtido foi o 19.º lugar, terminando na antepenúltima posição das preferências.

Grécia (25.º)
Apesar de ter superado a canção do Reino Unido na classificação geral, Portugal recebeu, da Grécia, um dos piores resultados do júri, com os cinco elementos a colocarem "O Jardim" abaixo do 21.º lugar nas suas preferências.

Holanda (9.º) - 2 pontos
A cantora Sharon Janny Den Adel colocou Portugal no 3.º lugar das preferências da Final do Festival Eurovisão, sendo a responsável, juntamente com Robert Ester (10.º), pelos 2 pontos que "O Jardim" recebeu no certame. Por outro lado, Lesley Joanna van der Aa colocou Portugal em 11.º e Arno Krabman em 16.º, enquanto Rick Vol, pai das cantoras OG3NE, colocou a canção de Isaura na 23.ª posição.


Hungria (18.º)
Com o sétimo lugar atribuído pela cantora Lilla Vincze, Portugal ficou longe de receber pontos do júri da Hungria, tendo ficado abaixo da 20.ª posição nas preferências dos restantes quatro jurados. No final, "O Jardim" não foi além do 18.º posto da geral.

Irlanda (5.º) - 6 pontos
"O Jardim" foi considerada por Tom Dunne, músico e cantor, como a melhor canção a concurso no Festival Eurovisão 2018, tendo recebido o 3.º lugar do produtor Crossy e o 4.º posto da vencedora da edição de 1993, Niamh Kanavaganh. Contudo, apesar dos restantes dois jurados colocarem Portugal abaixo do 20.º posto, a candidatura portuguesa terminou em 5.º lugar nas preferências do júri irlandês, amealhando 6 pontos


Islândia (15.º)
Apesar do 10.º lugar atribuído por Hannes Fridbjarnarson e do 7.º pela cantora Védís Hervör, Portugal falhou o objetivo de receber pontos do júri islandês, terminando no 15.º lugar da geral.


Israel (18.º)
Terminando em 18.º lugar nas preferências do júri de Israel, Portugal esteve no top10 de 2 dos 5 jurados do país vencedor do concurso deste ano: o jornalista Gal Uchovsky colocou "O Jardim" em 7.º lugar e Dafna Lustig, apresentador, atribuiu o 9.º lugar à canção portuguesa.

Itália (23.º)
Portugal voltou a não conseguir agradar ao júri de Itália. Com 4 dos 5 jurados a colocarem "O Jardim" abaixo da 21.ª posição, o melhor resultado alcançado pela canção defendida por Cláudia Pascoal foi o 14.º posto dado pelo autor Matteo Catalano.

Letónia (17.º)
Último classificado pela cantora e atriz Annija Putnina, Portugal conquistou duas presenças no top10 do júri da Letónia: Makree, produtor e letrista, colocou a canção portuguesa em 7.º lugar, enquanto Aminata, representante do país em 2015, colocou "O Jardim" em 10.º lugar. Contudo, no final das votações, Portugal não foi além do 17.º lugar nas preferências.


Lituânia (4.º) - 7 pontos
Com todos os jurados a colocarem Portugal no top10, algo inédito nesta edição, "O Jardim" conquistou, no júri da Lituânia, o melhor resultado: o 4.º lugar, algo que resultou em 7 pontos. Sendo a canção favorita da cantora Jurga e do compositor Mindaugas Urbaitis, a canção de Portugal foi ainda a 6.ª favorita de Miss Sheep, tendo ficado em 10.º lugar nas preferências do cantor Leon Somov e do produtor Lauras Luciunas.



Malta (24.º)
O júri de Malta não ficou rendido à canção de Portugal, tendo a mesma conquistado quatro posições abaixo do 20.º posto das preferências dos jurados. Alexander Kitcher foi a excepção, mas apenas colocou "O Jardim" no 17.º lugar.

Moldávia (24.º)
Na Moldávia, Portugal arrecadou o penúltimo lugar da votação do júri nacional, com a pior classificação (24.º) a ser atribuída por Cristina Scarlat, representante do país em Copenhaga.

Montenegro (25.º)
O júri de Montenegro também não ficou rendido a Cláudia Pascoal e "O Jardim": com os cinco jurados a atribuírem posições entre o 18.º e o 24.º lugar, Portugal terminou na penúltima posição das preferências.


Noruega (11.º)
Portugal esteve muito perto de ser pontuado na votação do júri da Áustria. Contudo, o sexto lugar do dj Andre Bravo, o oitavo posto de Guri Schanke (ESC2007) e o décimo lugar de Hanne Haugsand não foram suficientes para compensar o 21.º posto dado pela cantora Ingeborg Walther, o que fez com que Portugal ficasse na primeira posição não-pontuável das preferências.


Polónia (15.º)
Apesar do 10.º lugar dado pelo cantor Sławomir Uniatowski, Portugal não conseguiu mais do que o 15.º lugar nas preferências do júri da Polónia. Michał Szpak, representante do país em 2016, colocou "O Jardim" na 13.ª posição da Final.


Reino Unido (23.º)
A canção de Portugal não agradou aos jurados britânicos no Festival Eurovisão 2018. 3 dos 5 jurados colocaram "O Jardim" abaixo do 19.º lugar, enquanto Michelle Escoffery e Eady Crawford atribuíram o 15.º e o 13.º posto, respetivamente, à canção portuguesa.

República Checa (14.º)
Apesar do 7.º lugar dado pelo produtor e compositor Jan P. Muchow, Portugal não conseguiu ficar nos lugares pontuáveis do júri checo, tendo caído para a 14.ª posição da geral. Contudo, a pior marca recebida foi o 18.º lugar.

Roménia (19.º)
Com posições entre o 16.º e o 21.º lugar nas preferências dos jurados da Roménia, Portugal ficou na 19.ª posição do ranking do país na Final do Festival Eurovisão.

Rússia (26.º)
Em último lugar na preferência do júri russo, Portugal amealhou, do país, três últimos lugares. Alexey Manuylov (20.º) e Alexandra Vorobyova (24.º) foram os únicos jurados que não colocaram "O Jardim" no último lugar das preferências.

São Marino (15.º)
Claudio Podeschi, músico, e Lo Strego, cantor, foram os únicos jurados de São Marino a colocar Portugal no top10, atribuindo-lhe o 5.º e o 7.º lugar, respetivamente. Por outro lado, o penúltimo lugar de Augusto Ciavatta e o 23.º lugar de Veronica Conti empurraram "O Jardim" para o 15.º lugar da geral.

Sérvia (24.º)
Com posições entre o 19.º e o 24.º lugar, Portugal ficou na penúltima posição do júri da Sérvia, ficando apenas à frente da canção da França. Bojana Stamenov, representante do país em 2015, atribuiu a Portugal o pior resultado do painel: o 24.º posto.

Suécia (24.º)
Penúltimo classificado na votação do júri da Suécia, "O Jardim" recebeu de Mariette, participante em diversas edições do Melodifestivalen, a melhor classificação de entre os jurados suecos, o 19.º. Os restantes jurados colocaram Portugal entre o 20.º e o 22.º lugar.


Suíça (8.º) - 3 pontos
A Suíça foi o único país que pontuou Portugal nas duas vertentes de votação no Festival Eurovisão. Alizé Oswald, cantora, colocou Portugal no 3.º lugar das preferências, sendo que Michael Kinzer (8.º), Nickless (9.º) e o chefe do júri, cujo nome não foi revelado, também colocaram "O Jardim" no top10. Por outro lado, Eva Bellomo, cantora, colocou Portugal na penúltima posição, arrastando Portugal para o 8.º lugar da geral.

Ucrânia (23.º)
Portugal ficou longe dos bons resultados no júri da Ucrânia, com 4 dos 5 jurados a colocarem "O Jardim" entre a 18.ª e a 24.ª posição. A excepção foi Khrystyna Soloviy, cantora, que colocou a canção de Portugal no 9.º lugar, insuficiente para pontuar a candidatura.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

23 comentários:

  1. Anónimo20:59

    Tentando ser imparcial, tentando, não acho que O Jardim fosse a pior ou das 6/7 piores canções a concurso, supostamente o júri deveria ser um contra balanço ao “histerismo” e“favoritismo” e avaliar profissionalmente as musicas, mas pronto....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:31

      Pois na verdade com estas discrepâncias dentro de um júri, isto não pode dar bom resultado. Sempre pensei que o júri era um grupo de profissionais que avalia as canções com base em pressupostos de avaliação mais técnica. Mas pelos vistos é um género de playlist de cada um, ou simpatia/antipatia pelos países. Assim não vai ser fácil no futuro.

      Eliminar
  2. Anónimo21:57

    Espanha deu 8 pontos aos homens da luta, à suzy, e 0 ao jardim lol

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:59

    O problema é que a actuaçao da final foi diferente do FDC. As luzes por exemplo. Porque é que ficou tao escuro? Nos nao votámos por uma coisa às escuras. E o publico estrangeiro tinha na cabeça a atuaçao do fdc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a maior parte do público nunca tinha visto sequer a performance de Portugal...

      Eliminar
    2. Anónimo19:36

      17:24 E como é que sabe isso? Foi feita alguma sondagem? estudo?

      Eliminar
  4. Anónimo22:00

    Credo. A Grecia nunca poe Portugal num bom lugar, devem odiar-nos.

    ResponderEliminar
  5. mt coisa correu mal...ate o incidente com UK deve ter contribuido para anular a canção portuguesa.
    Esperava um pouco mais do juri, mas o que queimou Portugal foi o televoto!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo22:24

    Muitos ex concorrentes a de boa classificações a Portugal

    ResponderEliminar
  7. Respostas
    1. Anónimo01:28

      #CapitaoFausto2019

      Eliminar
  8. Anónimo23:30

    Sharon Janny Den Adel (Whithin Temptation) a colocar-nos em 3 lugar nas preferências pessoais...que orgulho!! Ainda gosto mais dela! Obrigada Sharon!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:37

      Era ela? uau...

      Eliminar
    2. Torrão10:48

      Uma das minhas bandas preferidas e adoro a Sharon. Não tinha visto o pormenor das classificações individuais dos jurados. Nunca pensei! :-D Obrigado, Sharon. <3

      Eliminar
  9. Anónimo23:32

    Pela 1º vez que ouvi a canção nos 45 segundos não fiquei com uma boa impressão, continuo a não gostar do intro, depois a canção começa a ficar atmosférica e lá fico eu com encantamento pela mesma. Mas as canções que eu tinha gostado dos 45 segundos muitas delas foram um desapontamento ao vivo.
    Vejo comentários que a nossa canção só tem 3 acordes, não sei qual dos acordes pretendem insinuar, porque a canção é multi instrumental, dizer que 3 acordes é muito ambíguo. Mas isso também cabia ao jurado português de avaliar, porque se deram um 2ºlugar em ambas as galas é porque a canção não era assim tão má. Mas eu estava na esperança que O Jardim fosse alterado e com mais instrumental, intro e instrumental break.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:26

      O juri deu 2º lugar ao Jardim? Penso que a Catarina é que ficou com esse lugar, e o diogo em primeiro. Certo?

      Eliminar
    2. Anónimo01:57

      completando
      Os jurados meteram Itália em 17ºlugar? Para mim a melhor canção em termos de musicais. Mas também com a Finlândia no ano passado eles maltrataram a belíssima canção...
      Mas é tudo baseado em opiniões dos jurados, e o ranking final do júri é sempre muito controverso. Enfim :/

      Eliminar
  10. Anónimo01:26

    Chega de solistas. Chega de baladas e tristeza. Não sei como a RTP vai proceder, se as regras vao continuar iguais...mas seria bom termos outro tipo de canções. Façam uma visita a festivais mais alternativos e underground de Portugal, para conhecerem outro tipo de compositores... pode ser que ajude.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo01:37

    O juri portugues pos a Moldava nos últimos. Nada que choque, quando vi aquilo pensei que se fosse cá, seriam logo comparados à pimbalhada que aparece nos programas da manha.

    ResponderEliminar
  12. Eu gosto muito de «O jardim», mas acho que quem decidiu aquela apresentação tão escura conseguiu passar a mensagem «não reparem em nós!». Roupa preta em cenário escuro é demaiado discreto para um programa que, embora musical, é de televisão, e logo, também visual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:31

      O salvador cantou de preto e ganhou...

      Eliminar
    2. Anónimo15:09

      Verdade. Quando me apercebi destas opções nos ensaios para o Juri, pensei logo "já fomos"! Aquilo não cabe na cabeça de ninguém! Uma canção tão sóbria, a precisar de um elemento que chame mais atenção, optar por aquele cenário e aquele Styling da Cláudia, foi matar qualquer hipótese de bom resultado. Sem cor e sem brilho, quando tanto de podia ter feito!

      Eliminar
  13. Sandra13:28

    Estilistas, pais de cantoras, concorrentes de talent shows. Uma coisa para levar muito a sério certos jurados.

    ResponderEliminar