ESC2018: Sketch humorístico de Herman José gera polémica

Planet Portugal, o sketch humorístico exibido ontem durante a 1.ª Semifinal do Festival Eurovisão da Canção 2018 está a gerar polémica entre os eurofãs britânicos.

Herman José e a organização da Eurovisão 2018 estão debaixo de fogo depois de, na noite passada, ter sido exibido um sketch humorístico fazendo alusão à famosa série de documentários da BBC, Planet Earth, apresentado pela famosa personalidade e apresentador britânico, David Attenborough.

O momento, que pretende dar a conhecer Portugal e os portugueses à Europa através do humor, com Herman José a encarnar a persona de David Attenburger, está a causar polémica nas redes sociais, principalmente entre os eurofãs britânicos que lamentam o timing de tal sketch por se tratar do 92.º aniversário do lendário naturalista e apresentador do Reino Unido.

Herman José já reagiu às críticas do fãs, afirmando que "Só existe uma coisa pior no mundo do que falarem de nós: é não falarem". De realçar que o comediante português estará também por detrás dos sketches humorísticos da semifinal de amanhã e na grande final de sábado.

Veja o sketch exibido durante a 1.ª Semifinal:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Express / Imagem/Vídeo:eurovision.tv

32 comentários:

  1. Anónimo19:08

    Que engraçado. O Graham Norton goza há anos com tudo e todos nos comentários que faz na BBC mas isso já nao tem problema. É humor britânico dizem eles.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:15

    Credo nossa senhora, já agora vão dizer que não ganharam (porque vão perder) porque "gozámos" com eles. E aproveitam e metem com a Aliança Luso-Britânica de 1373 pra fazer mais publicidade ainda...

    ResponderEliminar
  3. a mim não me preocupa nada disso...os ingleses gozam com todos e ja deviam saber que tb são alvo de piadas
    O pior é o sketch humuristico...não tem piadinha nenhuma e foi mt criticado lá fora. basta lerem os comentários no canal da eurovisão no Youtube...mt fraquinha a prestação do Herman esperava melhor, o texto era péssimo e feito para divertir os portugeuses repetindo a fórmula do Herman Enciclopédia é pouco muito pouco para milhões e milhões de telespectadores do mundo inteiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:20

      E diz quem teve nos ensaios da segunda semi-final que o próximo sketch é ainda pior

      Eliminar
    2. Anónimo23:23

      20:20 Posso confirmar que é pior.

      Eliminar
    3. Eu estive lá e por acaso achei mais piada a este segundo sketch... Toda a gala em si está mais bem conseguida em termos de argumentos

      Eliminar
    4. Anónimo10:45

      É pior sim senhor. Ainda tem menos piada que o de Terça-feira

      Eliminar
    5. Anónimo10:51

      Já imaginaste um humorista com uma aureola de anjinho? Se não for pa criar polémica não vale a pena dizer nada. tu não gostas do Herman mas há mais quem goste. Vai ver a segunda semi-final que há-de ser um espetáculo deprimente como o da primeira e vota nas músicas mais parolas como fizeram na primeira semi-final.

      Eliminar
  4. Anónimo20:13

    Sem dúvida que os ingleses troçam doutros povos, mas não o fazem/fariam num espetáculo internacional. Será que ninguém na RTP viu que aquele "sketch" não prestigia ninguém? E, segundo li (oxalá a informação não esteja certa), vai haver mais do mesmo na segunda semifinal e na final. O guião das apresentadoras tinha pseudo-graças ridículas, desde o disparate dos boletins de voto às perguntas sobre a Eurovisão. Pessoalmente gostei do ESClopédia (que podia ter sido mais bem aproveitado) e duma graça involuntária de Filomena Cautela: perguntou a Cláudia Pascoal se sabia tocar o hino da Eurovisão dentro do cavaquinho ("in the ukelele", disse ela, em vez de "on the ukelele").

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ja quando deu no Herman Enciclopedia eu não achei piada....ontem ainda menos. Falta de visão estratégica a nível internacional.
      É o que dá daremos mesmos cargos às mesmas pessoas durante décadas

      Eliminar
    2. Anónimo10:53

      Não faziam? Tens canais pagos? Vês a BBC?

      Eliminar
    3. Anónimo16:44

      10:53 - Por acaso, apesar de não viver (atualmente) na Inglaterra, tenho assinatura da BBC (que, no entanto, não me permite, mesmo assim, assistir a todos os conteúdos, por questões de direitos de autores - mas posso realmente ver a maior parte). No entanto, o que eu disse é que, num espetáculo internacional, não troçariam de figuras públicas doutros países - num espetáculo internacional! Que comentadores como Graham Norton e, sobretudo, o falecido Terry Wogan, comentando o ESC, o fizeram é verdade, mas a transmissão não era internacional. Terry Wogan inclusivamente mentia (sim, chegava a mentir, para ter mais graça), ridicularizando até as pessoas doutros países (não só os cantores), mas a transmissão não era para o estrangeiro.

      Eliminar
  5. Anónimo20:33

    Eu adorei! Quero la saber se os outros nao gostam!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo20:50

    Esta é uma polémica, no mínimo, ridícula. Trata-se de uma brincadeira sem maldade nenhuma, e com o que brinca mesmo é com algumas das nossas características enquanto portugueses, quanto ao "formato planeta terra" acho que é até uma homenagem e não de forma nenhuma pretender gozar com o senhor, nunca foi essa a intenção, como, aliás, salta à vista de qualquer pessoa com dois dedos de testa. Eu quero acreditar, que a maioria dos britânicos não se revê nesta polémica completamente disparatada, desculpem, mas, estúpida mesmo, mais uma polémica sem sentido nenhum, como tantas que têm surgido nos últimos tempos, nesta fase de radicalismo do "politicamente correto". Não acredito que a terra dos Monty Phyton, do sentido de humor inteligente, o tão famoso sentido de humor britânico, a tão famosa capacidade de brincar com as suas próprias características, agora esteja assim...fosse eu britânica e sentiria vergonha desta polémica sem qualquer fundamento e que demonstra uma total incapacidade de interpretação, de ausência de sentido de humor, que alguns foram arranjar, a sério.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo21:06

    Mas alguém gozou com os ingleses? Que eu saiba a ideia é "gozar" com os portugueses e com as suas particularidades. Sinceramente não percebo pq ficaram tão ofendidos. Só pq a personagem q faz de comentador do programa usa a "figura" do David Attenborough, pois se ele é o mais famoso e carismático comentador deste género de programas, acho q até deveria ser um elogio, mas afim... pegam por tudo e mais alguma coisa para atacar tudo e mais alguma coisa. Claro q aceito q possam não achar piada ao humor praticado, mas tanta suscetibilidade dos ingleses por causa disto é mesmo só para incendiar os ânimos da xenofobia.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo21:06

    Pelos vistos sente-se contente ou reconfortado por ler, entre outras coisas (esta nem é a pior): "medíocre actor". Como é possível a RTP ter encarregue uma pessoa que há anos não tem o mínimo sucesso como humorista de fazer/interpretar "sketches" para um espetáculo visto por milhões de pessoas? Se se tem a consciência de que o humorismo não é o nosso forte, por que motivo não se foi por outro caminho? Nenhuma regra diz que tem de haver humor no ESC. Pode não ser formal, como nas primeiras décadas, sem ter de apresentar momentos de humor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:25

      O penim e o granger teriam feito melhor humor.

      Eliminar
    2. há uma fórmula que a EBU não abre mão...o espaço de manobra de cada organizador não é mt grande de facto.

      Eliminar
  9. Anónimo21:42

    Ainda há mais, um bocadinho em cada show. Também acho que podia ter criado uma personagem sem usar o nome.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo22:16

    Pois os comentadores da France4 adoraram o humor,o facto de rir-mos de nós próprios e... adoraram o inglês das 4 meninas! Um até disse: quem é que nós cá teríamos para apresentar com um tal nível de inglês?!

    Então parem de ser negativos. E essa gente mesquinha e invejosa que se esconde atrás dum ecrã pra dizer mal dos outros, que leve o festival pra casa e faça melhor!!!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo22:17

    Pois os comentadores da France4 adoraram o humor,o facto de rir-mos de nós próprios e... adoraram o inglês das 4 meninas! Um até disse: quem é que nós cá teríamos para apresentar com um tal nível de inglês?!

    Então parem de ser negativos. E essa gente mesquinha e invejosa que se esconde atrás dum ecrã pra dizer mal dos outros, que leve o festival pra casa e faça melhor!!!

    ResponderEliminar
  12. Anónimo22:33

    era suposto achar piada a isto ? Não havia cantores em Portugal para actuarem nesta semi ?

    ResponderEliminar
  13. Anónimo22:34

    Tirem esse homem daí! Mas isso faz rir quem??? Que horror!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo23:37

    O que eles dizem pouco interessa. Mas que o sketch dá vergonha alheia e está fraquinho, lá isso está.

    Penso que a RTP foi pela zona de conforto, tiveram em mente o que o publico portugues gosta e nao um publico internacional. Nao quiseram arriscar e isso deixa-me triste. Isto nao é um talkshow, é o maior festival de musica da Europa.

    Tambem me pareceu que o Herman pretendeu imitar um pouco o humor daquele ucraniano, o Verka.

    Na 2ª semi ha uma parte de humor com as apresentadoras brilhante, cómica até e surpreendente... depois vem o sketch que está pior do que o da 1ª semi final, na minha opiniao, e corta o ambiente.

    Um trio com o Rui pego, O penim e o granger faria um sketch melhor. Temos imenso talento jovem em Portugal na comédia, é pena...

    Outra coisa, há boas noticias. Os dinamarqueses usaram neve, pelos vistos conseguiram acertar aquele pormenor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo07:25

      A mim o que me dá vergonha alheia são vocês continuarem a ser tão lambe botas dos estrangeiros, coisa que não acontece na maioria dos outros países, que fazem como querem e estão-se nas tintas, pensava que isto já tinha melhorado, afinal, parece que continuamos na mesma.
      E, já agora, o Herman não pretendeu isto ou aquilo, o Herman limitou-se a aceitar o convite para voltar a fazer um "boneco" que já tinha feito há muitos anos, mas o texto nem sequer foi escrito por ele, e, sim, resulta numa brincadeira engraçada, mas, como alguns britânicos, que devem ser assim tão visionários como este pessoal que vem sistematicamente criticar tudo, lembraram-se de levantar esta polémica, pronto, ai jesus que os ingleses não gostaram! oh pá, a sério, vergonha alheia tenho mas é deste tipo de atitude, deve ser o país que tem mais gente a cuspir no que é seu e a curvar-se a toda a porcaria que vem de fora.

      Eliminar
    2. rui pego? nos sketch da eurovisão? MUAHAHAHAH só poder ser piada...

      Eliminar
    3. Anónimo05:39

      10:34 Sim, isso mesmo. Aceito que aches piada, vivemos numa democracia. E ficamos por aqui, i guess.

      07:25 Le bem o que escrevi. Eu elogiei várias coisas e critiquei outras. Nao estou a lamber botas a ninguem, até porque nao achei o trabalho do ano passado melhor. Mas o sketch nao tem piada.

      Eliminar
  15. Anónimo11:20

    Uma coisa é certa: são dois sketches. Inicialmente, estava previsto que fossem passar na 2.ª semifinal e na final, mas tiveram o bom senso de mudar os planos e acabaram por passar nas duas semifinais apenas.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo11:31

    Até que acho os sketches interessantes. No fundo gozam connosco, os portugueses, nós é que nos deveríamos sentir ofendidos e no entanto nao me sinto minimamente. É uma forma de comédia nada complexa e que transmite coisas simples, sobre a capacidade de trabalho e a gastronomia mantendo a natureza/oceanos como pano de fundo deste evento. Se virmos bem, não é assim tao fácil apresentar comédia minimamente entendivel lá fora mantendo estes objetivos interligados. A única consideração eventualmente negativa é utilizarem o nome Attenburguer e o personagem manter um inglês jocoso e uma apresentacao boiola. Esta ideia é de claro risco, nós também não iamos gostar que os ingleses colocassem uma Amália a apanhar borboletas. Para mais num contexto de um Brexit pode indiciar uma mensagem mais profunda, um claro despudor que a Europa ganhou en relação a UK, aquele que não nos quer mas nos deseja sempre que em claro benefício próprio. É uma mensagem clara, forte, que os europeus estão atentos e dispostos a mandar umas bicadas sem grandes problemas de consciencia. Isto entre países de aliança secular e estando o nosso país ainda a sair de uma crise em que a UE tem culpas, tem que se lhe diga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:11

      Ah, sim, que as alianças inglesas nunca foram para benefício próprio, são puro altruísmo...
      E quem é que não os quer? Eles é que fizeram questão de estar sempre com um pé dentro e outro fora no que à União Europeia diz respeito, até que resolveram sair mesmo, com pena de todos os outros europeus, uma machadada neste projecto de paz que se quer comum. Os ingleses têm um excesso de arrogância que só lhes fica mal e sim, pode e deve ser criticada, tal como eles não têm qualquer pudor em criticar os outros.

      Eliminar
  17. Anónimo11:45

    Meus amigos, é fácil fazer comédia muito melhor, quando se tem liberdade sobre os temas. Vao lá pedir a esses comediantes novos que temos, para o fazerem mas mantendo a lógica do planeta, Portugal, os seus costumes e a sua gastronomia. E é preciso não esquecer, o Herman personifica mas o texto vem de um desses comediantes novos que falam. Deixem os ingleses piursos se for preciso, esta na altura de eles perceberem que não ha maior Ego na europa que o Inglês, que nós sabemos disso, e que eles nao estão acima da crítica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:09

      Comediante? O texto é escrito pelos manos Markl, chamar-lhes comediantes é uma ofensa...para os verdadeiros comediantes

      Eliminar