Finlândia: "Nós não voltaremos a trabalhar com a YLE", afirma Linnea Deb


Linnea e Joy Deb, compositores de "Monsters", foram excluídos da delegação da Finlândia para o Festival Eurovisão 2018: "Foi muito importante a nossa participação na final nacional, mas agora fomos expulsos".


A poucos dias do começo da chegada das delegações para o Festival Eurovisão 2018, a imprensa sueca revelou que a dupla de compositores Linnea e Joy Deb, vencedores do certame de 2015 e responsáveis pela candidatura finlandesa, foram excluídos da comitiva da YLE para a competição internacional. Anssi Autio, produtor televisivo da emissora YLE, falou com a publicação sueca, descartando responsabilidades e alegando algumas dificuldades económicas: "Já estamos a pagar demasiadas coisas e não nos cabe a decisão de quem está incluído na delegação. Mas saliento que gostaríamos muito de os ter na comitiva... Os compositores devem definitivamente estar representados, acima dos managers ou promotores. Mas a participação resulta de uma colaboração entre a Warner Music Finland e a equipa da Saara, algo que tem de ser levado em conta antes de decidir quem será ou não incluído".

Por outro lado, a equipa de compositores expressou o seu desapontamento por esta decisão, acusando a emissora YLE de os ter usado e descartando qualquer cooperação futura: "Foi muito importante a nossa participação na final nacional, mas agora fomos expulsos... Eu sinto uma grande injustiça quando os autores não são levados em conta num concurso que se baseia no seu trabalho. É o mesmo que um festival de cinema não contar com o realizador ou o argumentista" afirmou Linnea Deb, concluindo que "nós não voltaremos a trabalhar com a YLE".


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCToday / Imagem: ESCPortugal / Vídeo: Eurovision.tv

4 comentários:

  1. Anónimo23:57

    Que vergonha 😵

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:05

    Isto de se andar a bater à porta dos outros países pra vender músicas não me agrada mesmo nada. Até já mete nojo, a maioria das músicas não tem nada a ver com o país que representa.
    Vá lá vá lá, este ano há "bastantes à não cantar inglês".

    Mas se a música ganhar o prémio da melhor música, quem sobe ao palco? (Eu sei, não vai ganhar, e a YLE também sabe... por isso não quer estar a gastar dinheiro com eles, que já devem ter ganho bastante com a canção hihihi)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:58

    A RTP já fez exactamente o mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:18

      Pois foi. Com o Babic, não foi?

      Eliminar