FC2018: Fernando Tordo elogia entrada em palco de Anabela


O profissionalismo e experiência da cantora Anabela mereceu os maiores elogios de Fernando Tordo, compositor de "P'ra Te Dar Abrigo", em entrevista ao Diário de Notícias.

Fernando Tordo voltou ao Festival da Canção 2018, competição que já tinha conquistado há 45 anos com "Tourada". Convidado pela RTP a compor um tema para o festival deste ano, o histórico músico concorreu com "P'ra Te Dar Abrigo", convidando para interpretar a cantora Anabela. "A preparação da Anabela para entrar no palco é uma coisa digna de se ver", afirmou Tordo ao Diário de Notícias. "Não tem nada a ver com esta malta que anda aqui mais ou menos a brincar com isto, aquilo é uma coisa séria, é Filipe La Feria a 200 por cento, escola de teatro, escola de canto, preparação, respiração, concentração", destacou, esmiuçando a seguir: "Antes de entrar para o palco, a Anabela faz uma coisa extraordinária que eu nunca tinha visto, em tantos anos. Diz assim: Fernando, eu agora vou entrar no palco e podia tropeçar já aqui à entrada no vestido mas não vou tropeçar. Podia chegar ao pé do microfone e dar um espirro ou ter vontade de tossir, mas não vou dar um espirro nem vou ter vontade de tossir. Podia chegar ao microfone e as coisas correrem-me mal, mas não vão correr mal, vão correr muito bem".

A confissão de Tordo para com Anabela não tem fim. "É preciso muita cabeça, muito estudo, muito treino, muita prática. E que não fosse pela canção que eu fiz juntamente com o Tiago Torres da Silva, o festival valeu a pena por isto que eu aprendi. Fiz 70 anos na semana passada e o que eu ainda tenho para aprender! Parece-me que Portugal construiu e desmontou completamente o festival da canção num simples ano. É uma tendência histórica que temos, basta ler a História de Portugal para perceber por que é que isto acontece".
Esta "aprendizagem" poderá decorrer outra vez. "Se houver condições, eu vou concorrer outra vez, não tenho dúvida nenhuma".

Fernando Tordo estava no Brasil quando Salvador Sobral ganhou a Eurovisão em Kiev. Tordo recorda esse momento: "No Brasil recebi a notícia com o mesmo entusiasmo, com a mesma expressão, a mesma lágrima com que recebi a notícia de o José Saramago ser Prémio Nobel. E eu não gostava do José Saramago pessoalmente. Gostei muito dele nos últimos anos, viajei muito com ele. A mesma lágrima de alegria louca. Convoquei os meus três músicos no Recife, fizemos um arranjo e gravei, a gravação existe, não está ainda publicada".

Essa versão de "Amar pelos dois" poderá ser ouvida nos concertos de comemoração dos 70 anos de Fernando Tordo, agendados para o Teatro Tivoli em Lisboa no dia 18 de abril, e na Casa da Música no Porto no dia 27, com o seu octeto e convidados, onde se inclui Anabela. Entretanto, recorde a participação no Festival da Canção 2018


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: DIÁRIO DE NOTICIAS / Imagem: ESCPORTUGAL / Vídeo: YOUTUBE

4 comentários:

  1. Gostos pela música à parte, a Anabela deu uma grande lição de canto, interpretação, saber estar em palco, etc etc.. a muita gente:)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:37

    Cantores populares e, ainda para mais, os que têm o estigma de fazerem teatro popular muito dificilmente serão convidados a participar no (atual) FC. E há-os, com muito valor: Sissi Martins, Paula Sá, Ruben Madureira, Rui Andrade, Daniel Galvão... O Festival de San Remo todos os anos junta artistas de todas as épocas e experiências musicais (este ano até uma cantora e atriz de mais de oitenta anos, Ornella Vanoni, participou, e com uma canção de bastante qualidade). No (atual) FC parece que só intérpretes inexperientes merecem ser convidados e depois assiste-se a interpretações como as de Maria Amaral, Minnie e Rhayra, Lili e outras, com desafinação, má dicção, dificuldade em encarar as câmaras... Anabela mostrou profissionalismo, a canção era agradável, mas o júri regional (que, à partida, deveria ser um "júri de qualidade") deu-lhe um zero.

    ResponderEliminar
  3. Para mim a que deveria ter ganho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:42

      A canção não era tão empolgante quanto devia...
      Eu também queria que fosse ela, a Anabela tem tudo: voz, talento, presença, elegância etc.
      Uma pena...

      Eliminar