República Checa: Mikolas Josef em observação após acidente durante os ensaios


Mikolas Josef, representante checo na edição deste ano do Festival Eurovisão da Canção, encontra-se em observação no hospital após acidente ocorrido durante o ensaio.


O primeiro dia de ensaios do Festival Eurovisão da Canção 2018 ficou marcado por uma lesão sofrida pelo representante checo, Mikolas Josef, durante o seu ensaio, decorrido esta tarde no Altice Arena, em Lisboa.

O estado do cantor de 22 anos de idade tem-se agravado durante as últimas horas, estando mesmo, à hora da última publicação no seu perfil de Instagram ao final desta tarde, impossibilitado de andar. 


Alegadamente, a lesão do representante checo ter-se-á devido a um backflip mal executado durante a sua atuação, tendo posteriormente se queixado de fortes dores lombares que se foram agravando ao longo do dia, culminando no estado atual do cantor.

Recorde o excerto do ensaio desta manhã da República Checa:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: MikolasJosef / Imagem: CT / Vídeo: Eurovision.tv

12 comentários:

  1. Anónimo23:06

    Coitado do rapaz! Oxalá melhore sem ficar com nenhuma lesão.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:07

    E agora? Como será?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:23

    Esperemos que não seja nada de grave e que fique tudo bem... É um dos meus favoritos!!!

    ResponderEliminar
  4. Desculpem se é um pouco de mau gosto perguntar isto, mas o que se aplica quando um dos concorrentes não se encontra em condições para atuar no espetaculo (semis ou final)?Alguma vez aconteceu?Substitui-se por um algum membro da delegação ou pura e simplesmente dá-se a desistência do país?

    Convenhamos que em 63 anos é quase milagre isso não ter acontecido , esperemos que não seja agora :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:11

      Não é nada de mau gosto perguntar. Tratando-se de um festival de canções, originalmente podia substituir-se o intérprete. Os casos mais "visíveis" ocorreram nos anos 70, quando, em 71, a componente feminina do duo belga adoeceu gravemente (ainda na Bélgica) e o duo foi substituído em menos de uma semana por outro (na época era obrigatório passarem-se os "videoclips" em todas as estações de televisão participantes e vê-se que o duo belga é outro); em 73, a cantora irlandesa ameaçou não cantar por discordar do arranjo da canção e a RTE enviou uma (possível) substituta para o Luxemburgo - na véspera do espetáculo a intérprete original aceitou atuar e à outra foi dado o "prémio de consolação" de representar a Irlanda no ano seguinte. Hoje, havendo tantos jogos de luzes e coreografias, as substituições tornam-se mais difíceis. Porém, basta recordarmos que, no ano passado, o cantor português não fez os primeiros ensaios - a diferença é que a sua atuação ou a atuação da compositora da canção, que o substituiu, não previa alterações na iluminação ou na movimentação de câmaras.

      Eliminar
  5. Anónimo00:48

    O Hospital da Luz não é patrocinador? Com tanto hospital ali perto (CUF, por exemplo) foi preciso levar o rapaz para um decrépito?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:47

      O Hospital da Luz é patrocinador, aquele corredor não é de lá?
      Alguém sabe que hospital pode ser na zona da grande Lisboa?

      Eliminar
    2. Anónimo09:43

      Pelo que percebi, ele foi primeiro para o Hospital da Luz, mas provavelmente como a lesão era mais grave do que se pensou mudaram de hospital.

      Eliminar
  6. Não consegue andar? Está paraplégico? Espero bem que não

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:46

      Como caminhou depois do acidente (penso - mas posso ter-me equivocado - que esteve posteriormente na conferência de imprensa), não estará paraplégico. A própria posição das pernas, como se vê na imagem (mesmo que, muito provavelmente, forçada), não seria possível se tal fosse o caso.

      Eliminar
  7. Anónimo09:35

    Não, aquele corredor não é efectivamente de lá. O Hospital da Luz é super clean com manutenção diária das infraestruturas.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo19:41

    Devia preocupar-se em apresentar uma boa canção, musicalmente bem construida em vez de andar a dar saltos mortais. isto não é nenhum concurso de ginástica.....

    ResponderEliminar