Portugal: Daniel Deusdado abandona direção de programas da RTP

Daniel Deusado, diretor de programas da RTP, abandonará o cargo no final do mês de março. A saída de Daniel Deusdado segue-se à de Nuno Artur Silva e Cristina Vaz Tomé da administração da RTP.
Um dos responsáveis pelo novo modelo do Festival da Canção, que culminou com a vitória de Salvador Sobral em Kiev, Daniel Deusdado está de saída da RTP. A notícia foi avançada pelo Jornal de Notícias, que garante que Daniel Deusdado vai abandonar a direção de programas da RTP no final do mês de março.

A decisão já foi comunicada à administração do canal público, avança a publicação, tendo sido justificada com o compromisso assumido com os gestores de que ficaria apenas durante os três anos de mandato de Gonçalo Reis na presidência do organismo, que entretanto foi reconduzido. A saída de Daniel Deusdado segue-se à de Nuno Artur Silva e Cristina Vaz Tomé da administração da RTP. No caso de Nuno Artur Silva, o Conselho Geral Independente da RTP decidiu não convidá-lo a prolongar o seu mandato por este manter uma ligação "não aceitável" às Produções Fictícias, enquanto que não foram apresentadas razões para a saída da administradora com o pelouro financeiro.

Recorde, de seguida, algumas das declarações de Daniel Deusdado sobre o Festival Eurovisão 2018:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: JN / Imagem: RTP / Vídeo: RTP

9 comentários:

  1. Anónimo23:14

    Eu só espero que Gonçalo Madail nao saia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:58

      nunca se sabe, ja saiu da FPF...

      Eliminar
  2. Anónimo23:53

    Não era ele que queria "acabar" com a transmissão de touradas na RTP? Espero que acabem mesmo com a transmissão das touradas.
    Lamentável a sua saída.

    ResponderEliminar
  3. Luis Andre Santos00:13

    weeee weeee ... excelente notícia! ! ! caipirinhas para todos! pago eu :)))

    ResponderEliminar
  4. Ricardo Alves00:40

    Não me esqueço que ele quis acabar com o FC e com o ESC e só o transmitiu quando viu a onda de contestação. Em termos de programaçao, a RTP regrediu de longe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:50

      Não sabia disso, que quis acabar com o FC e com a participação no ESC.
      Mas não concordo que a RTP tenha regredido em termos de programação, acho até que tem havido preocupação, por exemplo, com a qualidade da ficção.

      Eliminar
    2. Anónimo18:53

      E a RTP2, continua a primar pela qualidade, verdadeiro serviço público.

      Eliminar
  5. Anónimo14:17

    O culpado (ou um dos) do Diogo Piçarra ter desistido. Nunca voltes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:32

      Já passou...

      Eliminar