[Olhares sobre o Supernova 2018] Quem representará a Letónia no Festival Eurovisão 2018?


Oito canções estão na corrida para representar a Letónia no Festival Eurovisão 2018. Quem será o vencedor do Supernova 2018? Conheça as previsões do painel do Olhares sobre as finais nacionais.


Pelo quarto ano consecutivo, a Letónia seleciona os seus representantes para o Festival Eurovisão através do Supernova. Oito candidatos estão na corrida, sendo que a votação está a cargo do televoto (50%) e de um painel de jurados (50%). O vencedor da competição será o responsável pela participação da Letónia no Festival Eurovisão 2018, atuando na segunda parte da segunda semifinal do certame.

Saiba AQUI como participar no Olhares sobre as finais nacionais.

Não perca mais tempo e conheça os favoritos do painel do Olhares sobre o Supernova 2018:

Daniel Carvalho aposta em MADARA com "Esamiba"
O Supernova traz-nos, este ano, uma final competitiva e recheada de qualidade. Posso dizer que gosto de todas as canções finalistas, o que é raro, mas para mim duas destacam-se do resto. Em primeiro lugar, a MADARA com “Esamība”, uma canção com toques de new age inspiradora, mágica e mistica. O som do violoncelo que acompanha os 3 minutos da canção é verdadeiramente enfeitiçador. Penso que esta proposta pode trazer um grande resultado à Letónia em Lisboa, uma vez que é algo celestial e diferente como a “Rändajad” que a Estónia levou em 2009 (uma das minhas favoritas de sempre), mas com um tom mais pacifico e não tão dramático. O segundo destaque é a letã-brasileira Laura Rizzotto com uma canção cheia de soul e com uma performance com grandes quantidades de carisma e de star quality. 



Hugo Sepúlveda aposta em MADARA com "Esamiba"
Apesar ter sido uma selecção fraca no geral, o Supernova 2018 trouxe uma das minhas canções preferidas deste ano! Juntamente com a canção de Laura Rizzoto, Esamība é das poucas canções que gosto desde o início desta selecção. Apesar de gostar de Funny Girl, a Letónia não pode simplesmente desperdiçar Esamība!  MADARA ao vivo consegue envolver-nos numa atmosfera mágica e carregada de sentimento! É uma sinfonia sublime que se acompanha de uma letra com significado. A voz, a música e a própria língua complementam-se numa aposta puramente mística.


João Diogo aposta em Edgars Kreilis com "Younger Days"
O Supernova 2018 continua a mostrar-nos das canções mais contemporâneas que se fazem na Europa. Gosto de três canções nesta final, sendo “Younger Days” a minha favorita. Uma excelente versão estúdio, muito moderna e polida, que funciona também ao vivo, sendo interpretada sem qualquer problema pelo Edgars. Não sei se vencerá a final mas vai direitinha para a minha playlist.


Marcelo Marteleira aposta em Laura Rizzotto com "Funny Girl"
O Supernova volta a ser uma das finais nacionais mais alternativas na temporada. Com um lote de propostas bastante satisfatório, destaco a canção do veterano Markus Rivas, "This Time", bem como "Esamiba", de Madara,  a única proposta na língua letã presente na final,e a canção "Funny Girl" de Laura Rizzotto. A minha canção favorita é "Funny Girl" de Laura Rizzotto: a sua sensualidade, a letra, o instrumental e a maneira como canta faz com que o telespectador fique preso à televisão.

Nuno Carrilho aposta em Edgars Kreilis com "Younger Days"
Desde a instauração do Supernova como final nacional, a Letónia tem chegado ao Festival Eurovisão como um dos países mais alternativos a concurso. Apesar de gostar bastante das candidaturas de Markus Riva e Liene Greifane, a minha favorita da competição é "Younger Days": uma canção bem moderna, cujo potencial aumenta exponencialmente em palco quando comparado com a versão estúdio. Veremos qual será a escolha da Letónia para Lisboa...


Nuno Reis Conceição aposta em Sudden Lights com "Just Fine"
A edição deste ano do "Supernova" é uma desilusão... As canções finalistas são pouco memoráveis, deficitárias em criatividade/originalidade, e com uma qualidade bastante mediana. Apenas uma se destaca e porque possui alguns rasgos de criatividade - trata-se de "Just Fine" dos Sudden Lights, curiosamente a proposta que ganhou o "wildcard" para a Final. Tudo o resto é "mais do mesmo", sobejamente ouvido no Festival da Eurovisão (excepção feita para "Esamiba", de Madara, mas que contudo não me conseguiu convencer, pelo contrário! - o instrumental tem potencial mas não gostei da interpretação).

Aceda, de seguida, aos resultados das votações dos 6 comentadores:

1.º MADARA - "Esamiba" - 53 pontos
2.º Laura Rizzotto - "Funny Girl" - 51 pontos
3.º Edgars Kreilis - "Younger Days" - 45 pontos
4.º Sudden Lights - "Just Fine" - 41 pontos
5.º Markus Riva - "This Time" - 39 pontos
6.º Liene Greifane - "Walk the Talk" - 35 pontos
7.º Lauris Valters - "Lovers Bliss" - 32 pontos
8.º Ritvars - "Who's Counting" - 31 pontos



Quer participar  no Olhares sobre as finais nacionais? Saiba tudo AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

5 comentários:

  1. Anónimo00:42

    Funny Girl à vitória!!!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:00

    As minhas favoritas sao Younger days e Funny Girl. Quero que ganhe Funny Girl mas acho qe Younger days por ser estilo do JUSTS vai dar luta...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo03:48

    "A edição deste ano do "Supernova" é uma desilusão... As canções finalistas são pouco memoráveis, deficitárias em criatividade/originalidade, e com uma qualidade bastante mediana." Um Festival da Canção 2018, portanto...

    ResponderEliminar