O criador do palco do Eurovision Song Contest 2018 confirmou que este não terá ecrãs LED. Florian Wieder promete características excitantes.

Foi revelada ontem, 5 de dezembro, a primeira imagem da maquete do palco do Festival Eurovisão da Canção de 2018. O palco foi desenhado por Florian Wieder, o alemão que também foi responsável pelos palcos dos Festivais Eurovisão de 2011, 2012, 2015 e 2017. Florian Wieder partiu de quatro pontos como inspiração para o desenho cenográfico do Festival Eurovisão da Canção 2018: os descobrimentos, o oceano, os barcos e a cartografia.

Florian Wieder confirmou também, na rede social Facebook, que o palco da Eurovisão 2018 não terá ecrãs LED, um contraste com os anos anteriores. Nas edições mais recentes do concurso europeu, tal não aconteceu apenas em 2010, em Oslo, e em 2013, em Malmö. No entanto, o criador do palco promete "um conceito cénico adequado e muitas características interessantes".

Recorde a atuação de Filipa Azevedo no palco da Eurovisão 2010, sem recurso a LEDs:

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Florian Wieder; ESCPortugal / Imagem: Florian Wieder

33 comentário(s):

  1. Anónimo00:15

    Pura tristeza acho que mereciamos algum led senão ficará completamente monótona. Triste saber disto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou não, ainda não sabemos que outras funcionalidades terá o palco.

      Acho um exagero a importância que as pessoas dão ao LED. Para mim só serve para distrair as pessoas e disfarçar más canções e /ou vozes fracas

      Eliminar
    2. Ricardo Alves00:31

      Concordo. Leds ate estao ultrapassados

      Eliminar
    3. Anónimo00:37

      Rússia em 2016 arranjou o seu próprio LED. Em 2010 a atuação em palco da Filipa Azevedo ficou linda só com aquela iluminação e os bons planos de câmara. Nem imagino o quão arruinaria se tivesse uma imagem (possivelmente) random como background fundo.

      Eliminar
    4. Anónimo19:57

      (sou anónimo 00:37, antes que alguém me vá dar uma critica gramatical sobre "background fundo", eu sei que isto não faz sentido porque "background" e "fundo" é a mesma coisa e só reparei depois)

      Eliminar
    5. Anónimo22:19

      Falo por mim, que os LED sempre ajudaram a complementar muitas atuações, sim é verdade, mas parece que ultimamente a forma como o utilizaram em alguns casos tem vindo a distrair demais nesta última edição a croácia, roménia depois havia varias atuações a utilizar a cara do cantor em background (pessoalmente achei desnecessário).Portanto até sinto curiosidade em relação às outras características de palco que serão introduzidas e acho que vai ser bom concentrar mais noutros factores das atuações este ano. :)

      Eliminar
  2. Anónimo00:22

    Gosto da ideia, os cantores não precisam de tantos LED's. Estão a procurar a simplicidade história e destacar o que é importante, a voz e a canção :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:59

      Upss! Emoji por engano era este :) pois eu acho que a RTP está a trabalhar muito bem. Obrigado pelas notícias que vão surgindo, pensava que lá para Fevereiro é que saberíamos algo sobre os planos do Esc.❤🎤🎼🚢⛵⏳💕

      Eliminar
  3. Anónimo00:23

    Excelente. Quero inovação

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:27

    tem que se animar eu ca estou ansioso

    ResponderEliminar
  5. Anónimo01:07

    Agora apagaram as luzes =)) , a esfera na foto anterior tem muitas p'ra que mais?

    ResponderEliminar
  6. Em Malmö tampoco tiveram leds (mas sim projetores)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ter leds não significa que não vai haver vídeo, os projectores são opções mais económicas em termos energéticos e que também funcionam.

      (apesar de que lamento não haver algo mais na onda do palco de 2016)

      Eliminar
  7. Anónimo01:13

    Parece-me que vai ter água, à volta do palco principal, onde passam as pontes.

    ResponderEliminar
  8. Vai ter é binho carago...um pais de vinho vai ter cascatas de tinto e branco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:00

      E de Casal Garcia! E de Mateus Rosé!

      Eliminar
    2. Anónimo20:14

      E para a Rúsia e a Ucrânia saí um Gazela =))

      Eliminar
  9. Rui Ramos10:26

    Está muito bonito

    ResponderEliminar
  10. está bom, eu gosto!
    Até agora Portugal tem estado acima da média em todos os sectores....está a revelar-se um excelente organizador!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:01

      Concordo! A RTP quando quer, sabe fazer.

      Eliminar
  11. Anónimo12:24

    Se é para ter LEDs e os utilizar como a roménia utilizou em 2017, mais vale estar quietinho.
    De volta à música, de volta às actuações, acho um conceito fantástico, mas não se esqueçam quem criou este palco, ele não vai falhar e de certeza que tem cartas na manga para compensar a falta de LEDs

    ResponderEliminar
  12. Sou o único a não gostar daquela estrutura feita em farripas de madeira, ou lá o que seja, no meio do palco?

    ResponderEliminar
  13. Esta imagem apresentada assim nestes moldes não me diz nada, se o projeto é bonito ou feio.O que conta para mim muito mais do que a maqueta ilustrada é a cenografia que cada país irá apresentar no palco. De resto se as canções forem uma bosta até podem pôr balões multicolores a enfeitar o stage.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:03

      (h) (h) (h) (h) (h)

      Eliminar
  14. Anónimo14:57

    Sem o recurso a painéis de leds é óbvio que a festa fica muitíssimo mais barata, em todos os sentidos! Da minha parte, os ditos painéis de leds já enjoam, uma vez que tem sido a mesma coisa todos os anos, sem rasgos de diferença. O Florian, como criativo, e pelo trabalho já feito noutros anos, pode/deve fazer algo que cause assombro e festa por "meia dúzia de tostões". Só não acho muita piada o palco ser um bolo de noiva, por andares.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:42

      Em 2016 a Eurovisão custou 14 milhões de euros e o palco era todo com LED e, na minha opinião, foi o melhor palco que a Eurovisão teve.

      Eliminar
  15. Anónimo16:20

    Halleluia! Finalmente teremos um festival e não um festival de luzes e efeitos artificiais!

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18:56

    Não percebo o porquê das pessoas estarem contra o uso do LED. Pode-se usar para fazer um bom espetáculo de luz e efeitos como pode ser usado de uma forma simples como foi no caso do Salvador. Acho mal o palco não ter LED até porque há certo tipo de canções que de certeza ficariam excelentes com a utilização do LED e assim poderão ficar prejudicadas.

    Bernardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:11

      Não concordo com isso dos Leds prejudicarem as musicas por não existirem. Euphoria é uma grande canção e não tem nenhum Led cheio de efeitos atrás por exemplo, não me choca não ter Led’s espero um bom especulo e que seja uma Eurovisao memorável

      Eliminar
    2. Anónimo20:38

      Em 2012, o palco tinha LED e a Suécia decidiu não usar. É isso que queria tentar dizer. Se o palco tiver LED cada país escolher se quer ou não usar e decide como quer usar. Penso que é preferível ter opção de escolha do que estar restringido.

      Bernardo

      Eliminar
  17. Anónimo11:55

    Na minha opinião entre o palco e a passarela que está ligada por pontes da a entender que vai ter público

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top