[AO VIVO] Alcobaça rendeu-se a João Paulo Peças… por um bem maior

João Paulo Peças levou o público de Alcobaça a viajar por um reportório lírico eclético com um objetivo maior: ajudar a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcobaça depois de um verão dramático para a floresta local e muitas famílias. O ESCPORTUGAL esteve no Cineteatro de Alcobaça João D'Oliva Monteiro. 

O concerto único de João Paulo Peças no cineteatro João D’Oliva Monteiro teve como causa maior a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Alcobaça, tendo em conta que toda a receita auferida teve essa instituição como destinatário. Durante mais de uma hora, o contratenor interpretou um reportório de música renascentista e barroca com o organista oficial do Santuário de Fátima, João Santos. Na abertura e no fecho do concerto, o contratenor Luís Peças, filho da terra, juntou-se a João Paulo no palco, interpretando a duas vozes alguns dos temas. 

A noite começou com vilancicos portugueses do seculo XVI. Pode definir-se o vilancico primitivo como uma canção formada de pequenos textos poéticos (vilancetes) de frases curtas e de caráter estritamente popular e profano, musicados com melodias muito simples que o povo cantava nas ocasiões festivas e no seu quotidiano. O reportório foi tão variado, que também se ouviu Antonio Vivaldi, compositor e músico do estilo barroco tardio oriundo da Veneza nos séculos XVII e XVIII, passando por Federico Garcia lorca, poeta e dramaturgo espanhol do séc XX. A viagem também incluiu ritmos da América do Sul. “O nosso objetivo foi realmente a amálgama musical não fugindo do canto lírico” afirmou o artista ao ESCPORTUGAL já depois do fecho do pano. Cada tema mereceu que o contratenor falasse diretamente com o público, contextualizando-o.

João Paulo Ferreira Peças nasceu no Brasil, tendo iniciado a carreira internacional em 2015, com a Nido Delas Artes International Opera Tour, atuando no México, Panamá e Costa Rica. Nesse mesmo ano, estreia-se em Portugal num recital com Luís Peças no Santuário de Nossa Senhora da Nazaré. Ambos são intérpretes residentes do Mosteiro de Alcobaça. Recentemente, estiveram em Inglaterra onde protagonizaram alguns concertos para o público de Shrivenham e Farnham, e nas localidades portuguesas de Óbidos, Montalegre e Belmonte. Em março deste ano participaram, em conjunto com Kika Cardoso, no Festival da Canção onde interpretaram "Nova Glória", terminando em 2.º lugar da final do Coliseu de Lisboa. 

Apesar de estar a viver em Alcobaça, esta foi a primeira vez que atuou no cineteatro local. “Foi muito emocionante porque me senti em casa. Mas também porque estávamos aqui a contribuir para apoiar o trabalho incansável dos bombeiros”.

No encore, a dupla interpretou "Avé Maria" de Schubert, momento que o ESCPORTUGAL registou em vídeo especialmente para os nossos leitores:


O público rendeu-se ao concerto a fazer fé nos aplausos longos e efusivos que se ouviram no final de cada atuação. 

Segue-se algumas imagens do concerto. Mais fotografias no nosso Instagram AQUI.






Alinhamento:

Vilancicos Português do seculo XVI
*Porque me não vês Joana
*Já não Podeis ser contentes
*Ay Linda Amiga

Antonio Vivaldi (1678-1741)
*Gemo in un punto e fremo
Claudio Montiverdi (1567-1643)
*Sí dolce é'l tormento
Johann Adolph Hasse (1699-1783)
*Generoso risvegliati o core
Vincente Martin y Soler (1754-1806)
*La natura
Samuel Barber (1910-1981)
*Adagio para Cordas
Federico Garcia Lorca (1898-1936) - Canções antigas de Espanha
*Las tres hojas
*Zorongo
*Los reyes dela Baraja
*Sevillanas del siglo XVIII

Modinha Brasileira 1905
*Casinha pequenina
Gerónimo Gimenéz (1854-1923)
*La Tarantula
Waldemar Henrique (1905-1995)
*Uirapuru
Federico Garcia Lorca
 *La Tarara


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL / Vídeo: ESCPORTUGAL 

5 comentários:

  1. Anónimo20:44

    Lindissimo (f)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:00

    Adorei. Foi fantástico.
    Sempre que vou a Alcobaça...passo para o ouvir um pouco cantando nos Arcos ao pé do Mosteiro ☺☺

    ResponderEliminar
  3. Rui Ramos22:31

    Gostava de o voltar a ver no FC, mas a solo

    ResponderEliminar
  4. Um concerto com muita qualidade! O João Paulo tem uma técnica vocal apuradíssima e está no auge do seu desempenho artístico. Pena se ficar por Alcobaça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:19

      olá. não se fica por alcobaça. ha muito pouco tempo esteve em inglaterra e frança

      Eliminar