Foi com “Dois”, um dos temas do álbum “do=s”, que Diogo Piçarra abriu o concerto da noite passada no Coliseu do Porto, o primeiro que o artista protagonizou a solo na maior e mais icónica sala da cidade invicta. O ESCPORTUGAL esteve lá. Diogo Piçarra é um dos mais talentosos intérpretes da sua geração e no Coliseu não deixou créditos por mãos alheias e por várias vezes colocou o público a cantar, a gritar e até a fazer coreografias “iluminadas” dando um colorido especial ao espaço. 

Diogo Piçarra atuou a solo no Coliseu do Porto na noite de ontem. Fãs de todo o país lotaram a sala nobre da cidade invicta, para assistir à estreia do cantor naquele palco mítico. Foi o apogeu dos concertos de apresentação do seu novo álbum “do=s”, lançado em março passado e que já alcançou o n.º 1 do top dos álbuns mais vendidos em Portugal e a marca de disco de ouro. Ao longo da noite cantou também temas do seu álbum anterior “Espelho” e outros nunca gravados em álbum. Recorde-se que Diogo Piçarra é um dos compositores convidados pela RTP para participar no Festival da Canção 2018.


O artista preparou o concerto ao pormenor e recheou-o de surpresas, dança e convidados especiais, concretamente Jimmy P, que protagonizou um dos momentos mais fortes e intimistas da noite ao cantar em dueto com Piçarra o bem-sucedido ‘Entre as Estrelas’; April Ivy foi muito ovacionada quando entrou em palco para cantar ‘Não Sou Eu’; e Valas, que cantou em ‘Ponto de Partida’. Por seu turno, o duo feminino brasileiro Anavitória cantou e encantou em ‘Trevo’, distribuindo trevos de cartão ao público localizado na fan zone, dando um colorido e uma animação diferente ao espaço. A plateia estava sem cadeiras, com uma zona vip para fãs previamente inscritos, e toda uma área ampla que permitiu que o público também dançasse ao som dos temas. Em palco, Diogo Piçarra para além de cantar, mostrou ser multi-instrumentista, tocando guitarra, bateria e piano. Esteve acompanhado pelo seu habitual trio de músicos: Francisco Aragão (guitarras, teclados e programações), Filipe Cabeçadas (bateria e programações) e Miguel Santos (baixo e teclado). 


Pode ver um pequeno momento em vídeo de alguns momentos cheios de emoção AQUI.

Durante mais de duas horas, a julgar pela reação apoteótica do público durante todo o concerto, Diogo Piçarra não desiludiu! Veio ao Porto apresentar um grande espetáculo de pop, com direito a efeitos de luz, fumo e um grupo de dança que criou outro espetáculo dentro do concerto. Com um alinhamento marcado pelos seus grandes êxitos, o artista conseguiu facilmente agarrar o público com temas como “Só existo contigo”, “Breve”, “Sopro”, “Verdadeiro”, “Volta”, entre outros.

Foram duas horas onde Piçarra quase não conseguiu respirar. Nem o público. O jovem que se notabilizou no 'Ídolos' em 2012 e que a cada tema que lança alcança recordes de visualizações no youtube, soube interagir perfeitamente com o seu público e mostrou um excelente poder vocal, uma voz limpa e melodiosa que sabe ser também viril quando o tema assim o exige.

No dia 3 de novembro, o segundo round será no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, num concerto também esgotado.



Aqui fica o alinhamento do concerto:
Dois
Já não falamos
Erro
Caminho
Ponto de Partida ft Valas
90
Só existo contigo
Meu é teu
Não sou eu ft April Lvy
Breve
Sopro
Verdadeiro
Trevo ft Anavitória
História
200
Wall of love
Margem
Longe
Numb (Linkin Park)
Entre as Estrelas ft Jimmy P
Volta
Tu e eu
Mágico
Dialeto



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte:  ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL e DIOGO PIÇARRA (ultima imagem)

4 comentário(s):

  1. Anónimo19:01

    Eu estive la. Fiquei rouco de tanto cantar

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20:03

    Excelente

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:44

    O meu idolo (f)

    ResponderEliminar
  4. Anónimo07:58

    Espero que seja o interprete

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top