A RTP revelou o método de apuramento dos 20 compositores que disputarão a próxima edição do Festival da Canção. Pela primeira vez desde 2011, dois dos compositores serão escolhidos em concurso aberto.

A emissora nacional portuguesa, RTP, revelou, esta manhã, o método de apuramento dos 20 compositores que disputarão a próxima edição do Festival da Canção. Tal como havia sido referido anteriormente, o certame seguirá o modelo do ano anterior: duas semifinais, que terão lugar a 18 e 25 de fevereiro, nos estúdios da RTP, em Lisboa, e a Grande Final que decorrerá no Multiusos de Guimarães, a 4 de março.

O certame contará com 20 canções (10 canções por semifinal, sendo que em cada gala apurar-se-ão apenas 5 candidaturas), sendo que o método de seleção dos compositores a concurso será constituído por várias vertentes.

A RTP convidará 17 compositores para que apresentem uma canção original e inédita, sendo os compositores os responsáveis por definir os respetivos intérpretes, enquanto o vencedor do Festival da Canção 2017 convidará um compositor nos mesmos termos dos convites lançados pela RTP.

Contudo, as últimas duas vagas de compositores estão sujeitas a concursos: um dos lugares será  selecionado através do programa de rádio “Master Class” da Antena 1, dirigido a compositores e autores sem trabalhos publicados, até ao dia 15 de setembro. O júri criado para este programa escolherá o compositor, que deverá também apresentar a concurso uma canção original e inédita. 

A última vaga resultará da abertura a candidaturas espontâneas de canções originais e inéditas com uma duração máxima de três minutos. E aqui poderão concorrer todos os cidadãos de nacionalidade portuguesa ou residentes em Portugal, tenham ou não trabalhos publicados, o que inclui os portugueses que vivam fora do país, assim como os cidadãos dos PALOP ou de outras nacionalidades que residam em Portugal. A receção destas candidaturas faz-se através de maquetes enviadas por indicação de link onde possam ser escutadas, mediante inscrição do formulário disponível AQUI. Será constituído um júri para as avaliar, sendo o concorrente vencedor convidado a apresentá-la a concurso no Festival da Canção 2018.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: RTP

41 comentário(s):

  1. Anónimo20:38

    Muito bom!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20:47

    "um dos lugares será selecionado através do programa de rádio “Master Class” da Antena 1,"

    omd, eu até estava a pensar em participar neste concurso, e agora vejo isto... socorro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:56

      omd? será https://en.wikipedia.org/wiki/Orchestral_Manoeuvres_in_the_Dark ?

      Eliminar
    2. Anónimo10:17

      Tens tanta piada... Acho que facilmente se percebe que quis dizer oh meu Deus... Ah, espera.. menos tu não é? Diz me la porque é que havia de invocar "Orchester manoeuvres on the dark" lol (ou tambem queres que te explique o significado de lol?)

      Eliminar
    3. Anónimo12:29

      Manobras Orquestrais no Escuro? Hmmm, adoro!!!! Não há nada melhor na vida. Sobretudo quando é com a nossa cara-metade. Sobretudo quando amamos e somos correspondidos.

      Eliminar
  3. Anónimo20:51

    Credo apenas uma vaga para concurso público ? A rtve fez o mesmo este ano e olhem no que deu ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:11

      Este ano não houve nenhuma vaga e ganhamos a Eurovisão. Vai buscar

      Eliminar
    2. Anónimo21:12

      A RTVE preparou uma final nacional às três pancadas, com alteração do método de votação uns dias antes da gala em direto. A RTP está a preparar o FdC com muita antecedência, o que tem tudo para correr bem. Para além disso, convidou cantores e não compositores e os convites eram manifestamente menos do que em Portugal, logo há maior margem de manobra. Não tem qualquer comparação...

      Eliminar
    3. Anónimo23:10

      21:11 sim mas esse tipo de coisas nao se repetem. O Salvador(e a irma) foram um diamante em bruto. Deviamos mudar de estrategia, para que fecharmo-nos e jogarmos pelo seguro? Foi isso que Espanha fez e ve no que deu.

      Eliminar
    4. Anónimo10:08

      Concordo em pleno consigo anónimo das 23:10

      Eliminar
    5. Anónimo12:45

      O Salvador e a irmã foram um diamante em bruto... Sim, sem dúvida, mas... Mas a verdade é que Portugal já estava há tantos anos sem um resultado decente e sem top10s (já nem falo em vitórias ou top3), que mais cedo ou mais tarde um bom resultado acabaria por chegar. Depois a RTP foi sempre enviando Vidas Minhas e Mares que nos Separam, a que se acrescentaram duas ausências, para enfadar a UER. Às tantas a UER aborreceu-se e disse: prontoS prontoS a gente aceita as vossas cançonetas antiquadas e enfadonhas cantadas em português, a gente por um ano faz de conta que gosta delas. De maneira que em 2017 bastava amanhar uma canção mais ou menos bem para que o resultado decente aparecesse. E ele apareceu e foi uma vitória. Agora se calhar Portugal fica outros 21 anos arredado do TOP10.

      Eliminar
    6. Anónimo13:37

      Tanto nonsense numa sequência de comentários. Comparar o sistema de seleção da RTP 2017 ou da RTP 2018 com a RTVE é sinal de que se comenta por comentar. Quem dera à RTVE seguir o nosso exemplo: dar a primazia à composição!

      Eliminar
    7. Anónimo13:41

      A ver se a RTP se lembra da Emmy Curl e que caso seja uma das esclhidas, que faça como a Márcia e assuma ela mesma a interpretação. E que a Emmy faça como a Luísa, algo à sua medida sem pensar absolutamente nada no ESC.

      Eliminar
  4. Anónimo21:10

    E rezar para que tenha uma música decente .. a sorte Luísa Sobral não vai durar pra sempre

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:14

    Seria engraçado Júlio Resende entrar na competição! Boas inspirações e boas escolhas para os compositores. (o) A frase do Salvador estará no ar "music is not fireworks, music is feelings" :d

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:17

      E mais engraçado ainda seria se o Luís Figueiredo também entrasse (embora já tenha dito que não o faria).

      Eliminar
    2. Anónimo22:50

      ai que frase cliché

      Eliminar
    3. Anónimo00:24

      Um frase que não perde a força e tomara que os músicos não se esqueçam

      Eliminar
    4. Anónimo11:28

      Dado que o Salvador Sobral vai poder escolher um dos compositores, pode ser que o escolha a ele.

      Eliminar
  6. Anónimo23:02

    a questão é, há liberdade de idiomas como este ano? eu gostava muito de mandar uma musica a ingles (apesar de duvidar que seja aceite devido aos "criterios" dos jurados deste tipo de programa em que dão prioridade ao portugues).

    ResponderEliminar
  7. Anónimo23:06

    Quero tanto que Portugal leve uma musica pop, mexida este ano. Por favor...chega de baladas e pimbalhada

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23:08

    Não estou muito animado, só duas vagas para compositores que nao sao convidados? fico triste....Porque não fazer uma gala para compositores convidados e outra para pessoas de fora?

    ResponderEliminar
  9. A RTP este ano esta a superar tudo e todos, onde estão os hetters a criticar? podem começar...lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:24

      mmmm... os hetters... mmm que significa hetter?

      Eliminar
    2. Anónimo00:54

      Desculpe, mas a sua pergunta/observação (23.08) não faz sentido. As suas palavras ("este ano está a superar tudo e todos") dá a entender que antes não era assim. Se as coisas estão melhor do que antes, as pessoas obviamente não criticam; quando estavam pior, criticavam.

      Eliminar
    3. Anónimo02:22

      mas que raio significa hetters?

      Eliminar
    4. Anónimo03:02

      Somos portugueses, faça-se o que se fizer vai haver gente a criticar xD Aliás basta olhar para alguns comentários neste artigo. Lembremo-nos que em 2017 houve uma chuva de críticas e no final ganhámos.

      Eliminar
    5. Anónimo21:38

      03:02 que comparaçao absurda, e nos outros anos em que houve chuva de criticas e nem à final chegámos? Se pensares bem, só ganhámos por causa dessas CRITICAS, porque foram elas que fizeram com que a RTP mudasse e convidasse compositores. Sem o publico nada teria mudado. Sem criticas construtivas ninguem se supera. Ganhámos porque o Salvador e a irmã destacavam-se do resto e a musica era uma obra prima. Este tipo de coisas não se repetem. Ninguem tem que se acomodar só porque ganharam.

      Eliminar
  10. Anónimo00:09

    Muitos parabéns RTP!!! podiam era só aumentar o número de candidaturas.. por exemplo:
    12 a convites rtp
    6 a cadidaturas
    1 master class
    1 a convite vencedor

    ResponderEliminar
  11. Anónimo01:03

    Hahaha esta gente já se esqueceu que o ano passado só exiatiram 2 ou 3 músicas de jeito. Vencemos por sorte... Vejamos este ano...

    ResponderEliminar
  12. Ricardo Alves10:11

    A rtp deve analisar os compositores que já estiveram mais do que uma vez no fc e não os convidar de novo. Deve dar lugar a novos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:56

      ainda nem começou e ja achas que sabes o que a rtp vai fazer! lol pff

      Eliminar
    2. Ricardo Alves09:41

      Oh anónimo, onde leste que eu sei o que a rtp vai fazer? Dei a minha opinião sobre aquilo que a rtp deve fazer. Lol

      Eliminar
  13. Anónimo01:02

    Já estou a preparar a minha candidatura pois tenho um compositor coreano especializado em k-pop que me vai fazer uma musica e + não digo, venha 2018!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves01:03

      Azarinho. Se é coreano nao pode participar

      Eliminar
    2. Anónimo03:47

      01:03 azarinho só se for pra ti, ele nasceu em portugal e tem nacionalidade portuguesa. bumdum tsss

      Eliminar
    3. Anónimo03:48

      e já agr ricardo alves, que eu saiba o andrej babic nao era portugues!

      Eliminar
    4. Anónimo03:51

      Ricardo Alves quis dizer que tem ascendencia coreana, mas nasceu tem nacionalidade portuguesa. O azarinho deve ser teu ! temos pena filho!! ihihi

      Eliminar
    5. Ricardo Alves09:43

      Anónimo, ele disse coreano. Se na candidatura a rtp disser so coreano não pode participar. Se referir que mora em Portugal, então aí sim.

      Sobre o Babic, ele não poderá participar este ano.

      Eliminar
    6. Ricardo Alves09:44

      Anónimo, ele disse coreano. Se na candidatura a rtp disser so coreano não pode participar. Se referir que mora em Portugal, então aí sim.

      Sobre o Babic, ele não poderá participar este ano.

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top