A OGAE Portugal emitiu uma carta aberta ao Presidente da República, onde lamenta o facto de Marcelo Rebelo de Sousa não ter condecorado "a equipa vencedora do Festival Eurovisão da Canção" simbolizada pelo intérprete Salvador Sobral.

A carta aberta ao Presidente da República, assinada pelo presidente da associação de fãs José Carlos Garcia, foi enviada ao ESCPORTUGAL esta noite. Nesta, a OGAE Portugal - Organização Geral de Apoio à Eurovisão - questiona-se "por que razão não houve por parte do Presidente da República Portuguesa uma homenagem à equipa que conseguiu este feito para o nosso País, a saber, o intérprete Salvador Sobral, a compositora Luísa Sobral e a delegação da RTP liderada pela Carla Bugalho e pelo Gonçalo Madaíl".

A associação entende que houve, por parte de Marcelo Rebelo de Sousa, uma "diferenciação de tratamento", tendo em conta que, "em 2016, aquando da vitória no Campeonato da Europa [de futebol], a equipa foi recebida no próprio dia em que chegou [a Portugal] pelo Presidente da República Portuguesa no Palácio de Belém para serem condecorados com uma das mais altas distinções do Estado Português. A própria equipa mereceu o apoio do Presidente por várias vezes, tendo sido recebida antes da sua partida para o Campeonato e durante o mesmo o Presidente deslocou-se a França várias vezes para assistir a jogos da Seleção". Ora, a OGAE sublinha que "já em relação ao Festival Eurovisão da Canção, nunca se ouviu um pronunciamento por parte do Presidente à nossa participação, mesmo quando foi instado pela nossa Associação a fazê-lo". Por outro lado, "não houve uma tentativa do Presidente em estar presente na Final do certame ou pelo menos num dos ensaios principais. E quando a equipa regressou e foi recebida por uma multidão de pessoas no aeroporto Humberto Delgado, a Presidência da República também não os recebeu no Palácio de Belém".

Pode ler a carta na íntegra AQUI


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OGAE PORTUGAL/ Imagem: GOOGLE

39 comentário(s):

  1. Anónimo22:27

    Quer dizer, gosto muito do ESC mas porque raio haviam de ser condecoradas as pessoas da RTP?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:03

      Os elementos da delegação da RTP que foi a Kiev têm tanto direito a serem condecorados quanto a Luísa e o Salvador...

      Eliminar
    2. Anónimo02:17

      nao acho nada... estupidez, condecorar o pessoal da organizaçao e do statf da comitiva, era só o que mais faltava... É o Salvador e a Luisa, por ser o cantor, e ela, a compositora, mas acima de tudo, a mentora e a sua principal força para a sua vitória.

      Eliminar
  2. Anónimo22:28

    Se a condecoração chegar a acontecer, o Presidente tem de condecorar também todos os que representaram Portugal no ESC nos anos anteriores, que nada é por acaso! Além do mais, a pessoa a ser condecorada tem de ter o mínimo de maturidade e simplicidade, atributos completamente alheios ao Salvador, como bem o demonstrou (também) no concerto solidário de há dias, que juntou mais de uma dezena de cantores!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:05

      Sendo assim, todas as seleções de futebol que participaram em todas as competições também devem ser condecoradas... Não concordo de todo com isso! O mérito da vitória está no Salvador e na Luísa, assim como na delegação que os acompanhou até Kiev. Os participantes em anos anteriores não têm qualquer relação com esta vitória...

      Eliminar
    2. Anónimo18:38

      No caso das seleções, a condecoração vai para toda a selecão, não para um único jogador, ou me engano? A sua última frase já foi desmentida várias vezes este ano, inclusivé por parte dos responsáveis máximos da EBU.

      Eliminar
    3. Anónimo02:22

      não... a condecoraçao da selecção, foi mesmo para cada jogador... todos ficaram com a ordem de comendador... individualmente.

      Eliminar
  3. Talvez saber-se que tipo de música ele tem em casa ajude a perceber a omissão do sr. presidente de todos os portugueses.

    ResponderEliminar
  4. Ricardo Alves22:38

    Concordo com a ideia, mas a carta devia estar mais bem escrita. Estamos a falar de uma carta ao Presidente da República, há um Protocolo que se deve seguir.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo22:38

    concordo, e lembro-me que ele condecorou alguns atletas olimpicos que nem ganharam medalha nenhuma, umas até desistiram nas maratonas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:05

      Desistir nao e sinal de fraqueza, ambas as atletas, receberam medalhas no mes passado ouro e bronze

      Eliminar
  6. Pedro Carvalho22:43

    Não existe só o futebol neste país. Falando ainda de desporto, há imensas modalidades em que atletas de Portugal ganha campeonatos europeus e o Presidente também não os condecora!! O PR condecorou o maior desporto nacional, mais seguido e com mais adeptos e sócios; a Eurovisão não é, nem de longe nem de perto, a manifestação cultural ou musical com mais adeptos e seguidores em Portugal.

    Por fim, quantas vezes Portugal ganhou os Jogos sem Fronteiras, outro programa europeu, e tambem nao foi condecorada a equipa vencedora?

    Sejamos realistas. Entendo a revolta, tambem sou eurofã, mas não vejo motivo

    ResponderEliminar
  7. Anónimo22:51

    Para quê? Foi apenas um cantor que ganhou um concurso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:44

      E no Euro 2016? Foi apenas uma equipa que ganhou uma competição, onde 22 pessoas correm atrás de uma bola...

      Eliminar
    2. Anónimo11:42

      Ora, nem mais! Totalmente de acordo contigo!

      Eliminar
  8. Anónimo22:54

    "Pela Carla Bugalho e pelo Gonçalo Madaíl"
    Andaram com eles na escola?

    ResponderEliminar
  9. Bom, o que dizer? A carta peca por estar mal escrita, como foi dito atrás. O Presidente da República, se condecorasse, nunca seria a Carla Bugalho e o Gonçalo Madail, mas sim o Presidente do Conselho de Administração da RTP, tal como aconteceu quando o Parlamento Português os homenageou.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo23:00

    Estou 100% de acordo com a OGAE Portugal! Aliás, eu tenho feito a mesma pergunta desde que o Salvador aterrou em solo português depois da chegada da Ucrânia. A seleção de futebol, mal chegou a Portugal foi imediatamente condecorada pelo presidente de república. Mesmo jogadores que não fizeram um único minuto de jogo no europeu tiveram a mesma distinção do que, por exemplo, o Rui Patrício, que jogou todos os jogos do princípio ao fim.

    Quanto ao Salvador, à Luísa e à equipa da RTP (sim, eles também merecem, pois também contribuíram para a vitória), nada foi feito... Quando questionado sobre esse assunto, o Marcelo respondeu: "ainda estamos a ponderar se os condecoramos ou não". Ora, já se sabe que em "politiquês" isto significa NÃO!

    A vitória na Eurovisão representa o reconhecimento da música portuguesa a nível internacional, é uma prova de que neste país há grandes músicos e grandes canções. Portugal ganhar a Eurovisão, pode parecer que não, mas certamente que trará uma maior atenção ao que se faz por cá e isso é seguramente um grande contributo para o país! Isto tudo, para não falar dos imensos sonhos concretizados das várias gerações de portugueses que acompanhavam a Eurovisão há muitos e longos anos e que, até hoje, nunca tinham tido o privilégio de assistir a uma vitória portuguesa lá fora... Mas, ao final de contas, isto não conta para nada, não é? Só o futebol é que interessa...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo23:49

    Credo! Não havia nenhum professor de Português por lá? É que nem sequer segue o formato no qual uma carta deve ser redigida...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo00:18

    A carta diz que não houve um "pronunciamento" por parte do Presidente. Se por "pronunciamento" se entende "declaração", houve: não me lembro exatamente das palavras, mas eram no sentido de que quando competimos com os melhores, vencemos (ligeiramente deselegante para com os concorrentes portugueses anteriores, mas enfim...); se por "pronunciamento" se entende rebelião ou revolta, ainda bem que não houve. No geral identifico-me com o teor da carta (se bem que quando um filme é premiado, o realizador e o produtor não sejam condecorados), mas, quanto à forma, não haveria quem escrevesse melhor?

    ResponderEliminar
  13. Rui Ramos00:18

    Não tenho conhecimento que nesta década um Presidente da República de qualquer país tenha estado na Eurovisão ao vivo. Nem mesmo os dos paises anfitriões do programa. Se estiver errado, corrijam-me sff

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:13

      O dos países anfitriões encontram-se quase sempre presentes. Mas já existiram casos de outros países com representação deste cargo...

      Eliminar
    2. Rui Ramos07:39

      Quem? Que ano?

      Eliminar
    3. Anónimo00:44

      A Moldávia condecorou os seus representantes e eles ficaram em 3

      Eliminar
  14. Anónimo01:22

    Mas quer-se comparar o que representa ser campeão europeu de futebol versus vencer a Eurovisão? Basta ver as audiências e o impacto económico de cada evento, e a escala mundial que cada evento representa. Até posso mandar tudo isto por terra dizendo que o mérito não advém de princípios económicos ou de massas, mas nesse caso o presidente não faria outra coisa, até o carpinteiro da capital do móvel teria de ser agraciado. Para além disso, a RTP continua a dar prejuízo e o Salvador está-se a peidar com o presidente na primeira fila, portanto tenham mas é juízo, porque a RTP ainda nos deve muita explicação de anos e anos em que menosprezou o FDC, musicos e compositores, representantes eurovisivos e os fãs. O que dizer de anos e anos sem vencer a Eurovisão e anos e anos a mesma equipa deprimente da RTP a viajar a pala enquanto compositores tinham de pagar do seu bolso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:41

      Bem dito!! (h) (h) (h)

      Eliminar
  15. Anónimo01:28

    Calma, pessoal. Ainda a procissão vai no adro. Eu aposto que no 5 de Outubro será feita justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:49

      Isso! Quem sabe até, se essa condecoração não ocorrerá na abertura oficial do ESC 2018, em pleno palco?

      Eliminar
    2. Rui Ramos13:46

      Nunca aconteceu, não vai ser agora que vão acontecer. Nem faz sentido

      Eliminar
    3. Anónimo14:05

      Estão a aguardar o momento certo, o Sr.presidente disse mesmo isso..."tudo a seu tempo!" Duvido que haja esse dia só se for agora por causa das críticas

      Eliminar
  16. Anónimo16:44

    Depois da falta de respeito ao nosso Presidente da Republica no MEO Arena, com aquela linguagem que nem vale a pena eu mencionar, ainda esperam que o Presidente o vá condecorar? Ninguém reparou que após a vitória no ESC , a caminho dos camarins ele ( Salvador ) se recusou a segurar na bandeira nacional, dizendo que não é nacionalista. O Fernando Martins ficou sem jeito e o Salvador logo pra disfarçar disse que estava a brincar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:46

      "Ninguém reparou que após a vitória no ESC , a caminho dos camarins ele ( Salvador ) se recusou a segurar na bandeira nacional, dizendo que não é nacionalista." Eu reparei e fiquei chocado! Ele foi o único representante de um País que não "vestiu" a sua Bandeira! Vergonha alheia!! @-) @-)

      Eliminar
  17. Anónimo16:50

    Todos nós reparamos que, quer o Salvador Sobral, quer Luísa Sobral, nunca pegaram na mão a nossa bandeira, na actuação final dos dois após a vitória.Eles devem ser Monarcos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves17:35

      Estou espantado!! Aconselho este anonimo a ver a foto que está no cabeçalho do facebook do escportugal ou no slide que passa no cimo da homepage deste site. Obrigado :-)

      Eliminar
    2. Anónimo18:03

      Sou o anónimo 16:44 e 16:50 e não preciso dos seus conselhos para nada,o que eu vi na actuação final dos dois Sobral foi eles a cantar e a bandeira pendurada no suporte do microfone.Vá o Ricardo Alves ao youtube e certifique.E o que o Salvador disse sobre a bandeira, a caminho do camarim ? Silêncio... Não o espanta?

      Eliminar
    3. Anónimo18:56

      Ao minuto 0:32, contra factos não há argumentos (a Bandeira de Portugal tem sarna): https://www.youtube.com/watch?v=1rak12rfDHA

      Eliminar
    4. Anónimo19:07

      Salvador "nunca pares quieto" é só o que importa e mais nada!

      Eliminar
    5. Anónimo02:26

      foram sempre nacionalistas qb... essa coisa bacoca de espumar portugal por tudo e por nada, já não interessa a ninguem.. falaram quando tinham de falar.

      Eliminar
  18. Anónimo00:43

    Mais importante do que tudo e as condecorações são para quem tem mérito. Onde é que raio se pode aceder ao site da OGAE Portugal. Mas isso é um clube de fãs restrito? Ou é preciso escrever ao Presidente da República!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top