Santa Maria da Feira é uma das cidades portuguesas na corrida para receber o Festival Eurovisão da Canção de 2018, tal como avançou o presidente da RTP. Neste artigo, dizemos-lhe tudo o que precisa de saber sobre uma das potenciais anfitriãs da competição europeia.


A CIDADE
Situada no cruzamento dos eixos Norte-Sul e Litoral-Interior, a cidade de Santa Maria da Feira dispõe de um posicionamento geográfico que, desde épocas remotas, fez da região um local de encontro e de passagem de muitos povos. A existência de vias romanas que ligavam Lisboa a Braga e o Porto a Viseu comprovam tal facto, tendo essas mesmas vias sido utilizadas durante toda a Idade Média até ao século passado.

Após a reconquista cristã, evidenciaram-se três pólos de desenvolvimento na região, com base na antiga divisão administrativa dos conventos: o Mosteiro de Cucujães, o Mosteiro de Arouca e o Castelo da Feira. Este último, sendo um local de pagamento de tributo, era local privilegiado de comércio de produtos vários, pelo que em seu redor se foi instalando a população, dando origem à actual cidade de Santa Maria da Feira.

Da Idade Média ficaram-nos testemunhos da arquitetura militar, de que o Castelo da Feira será o mais imponente e representativo. Mas é na arquitetura religiosa que a monumentalidade atinge a sua máxima expressão: conventos, igrejas e cruzeiros — do românico ao barroco — são muitas vezes o espelho do passar do tempo, através de intervenções sofridas em épocas variadas. Até à sua elevação a cidade em 14 de agosto de 1985, era conhecida como Vila da Feira.



TRANSPORTES
Santa Maria da Feira não tem qualquer ligação ferroviária, com exceção da linha do Vale do Vouga que a liga a Espinho. Repetimos "não tem", porque efetivamente esta linha regional tem uma traçado sinuoso, carruagens muito antigas e pouca circulação. A única ligação em transporte público ao Porto é através de autocarro, existindo diversas carreiras rápidas que ligam o centro de Santa Maria da Feira ao centro do Porto em meia hora. O único problema é mesmo a ligação em transporte público do centro de Santa Maria da Feira ao Europarque que, efetivamente, não existe. O trajeto a pé demorará mais de 30 minutos. A organização da Eurovisão teria de resolver este problema através da criação propositada de shuttles (o que não seria novidade se olharmos para outras edições anteriores da Eurovisão por essa Europa fora).

O Europarque está muito bem servido para quem tem transporte próprio. O centro de congressos tem um nó de acesso rápido às autoestradas A1 e A29 e um enorme parque de estacionamento.


O QUE VISITAR
O ex-libris de Santa Maria da Feira é o Castelo altaneiro e o centro histórico da cidade, com igrejas, capelas, solares e o Museu Municipal que merecem a visita. Culturalmente forte, a Viagem Medieval que se realiza em agosto atrai milhares de visitantes todos os anos (500.000 em cada edição, lê-se na imprensa). Esta cidade intitula-se como a "capital" do teatro de rua, graças ao 'Imaginarius', um grande festival que se realiza anualmente em maio.

Santa Maria da Feira está muito próximo das praias de Espinho e Ovar, das caves do Vinho do Porto em Vila Nova de Gaia e de todo o centro histórico "Património Mundial" do Porto.


ALOJAMENTOS
Santa Maria da Feira tem uma reduzida capacidade hoteleira: um hotel de 2 estrelas e outro de 4 estrelas, para além de pequenas residenciais e hostals.  O grande número de turistas nacionais e estrangeiros teria de recorrer aos demais municípios da Área Metropolitana do Porto. Aí o número de camas ultrapassa as 15.000, contudo, o número de alojamentos começa a ser escasso para a procura habitual do boom turistico da região do Porto. Diversos hotéis e hostals estão em construção na região, havendo um previsível aumento do número de camas nos próximos meses.


ARENA
Construído em 1995 para ser um espaço amplo capaz de receber grandes congressos e conferências, o Europarque é um moderno centro de congressos localizado em Espargo, Santa Maria da Feira, a escassos 25 km da cidade do Porto. Constituído por diversos estruturas que permitem a realização de vários eventos em simultâneo, sem qualquer interferência entre si, o local já recebeu concertos de alguns dos maiores nomes musicais portugueses e uma cimeira de Chefes de Estado da União Europeia.



Dispondo de um pavilhão multiusos com 7200 metros quadrados que tem uma capacidade máxima de 11 mil pessoas, o centro destaca-se também pelo grande auditório (com 1414 lugares) e pelas inúmeras salas de congressos, adequadas para reuniões e conferências. Nos terrenos circundantes, localizam-se ainda o Visionarium, museu interactivo dedicado à divulgação científica, o IDIT – Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica, que presta serviços de investigação e desenvolvimento, bem como o Feira Park – Parque de Ciência e Tecnologia, vocacionado para o acolhimento de empresas de base tecnológica. Haverá, por isso, espaço suficiente, para o Festival em si, para o press center e para o Euroclub tudo no mesmo complexo.

Possivelmente, uma Eurovisão sediada aqui seria apelidada como sendo 'do Porto', considerando o "chapéu" que já foi dado publicamente pela Área Metropolitana do Porto. No fundo, um pouco à semelhança de outras edições da Eurovisão, como em Oslo por exemplo: toda a hotelaria e cerimónia de abertura seriam hipoteticamente sediadas no Porto e a arena localizar-se a alguns quilómetros, neste caso no Europarque.

Depois de ter sido retirado à AEP pelo Estado Português por incumprimento financeiro, a cedência do Europarque foi entregue à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira até 2065. De recordar que o local foi o escolhido pela RTP para sediar a Grande Final do Festival da Canção de 2001, a última vez que a final nacional portuguesa foi realizada fora do distrito de Lisboa. Outros programas de televisão foram também aqui gravados recentemente. Fala-se nos corredores que, se a Eurovisão for realizada em Lisboa, a final do Festival da Canção da RTP poderá voltar ao auditório do Europarque. A ver vamos...


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL, WIKIPEDIA / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

20 comentário(s):

  1. Respostas
    1. Anónimo12:37

      Enfim, artigos sem nexo nenhum, até porque Lisboa com o Meo Arena está escolhido desde o 1º minuto, assim que Portugal ganhou...

      Já se falou aqui (e não sei porque raio só aceitam comentários quando vos apetece) que está bloqueada a agenda para o Meo Arena para Abril e Maio...

      O Luis Montez (que está à frente da sociedade que detêm o pavilhão) já deu essa garantia... Portanto, tudo isto é perda de tempo e perda de dinheiro, só para comissão da Eurovisão ver.

      Eliminar
  2. Anónimo22:21

    É uma péssima opção. Para mim, tem que ser em Lisboa e no Pavilhão Atlântico pois tem todos os requisitos necessários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:38

      O MEO Arena está escolhido desde o 1º minuto.. No worry.

      Eliminar
  3. Anónimo22:23

    Começo por descrever o Europarque: "Construído em 1995 para ser um espaço amplo capaz de receber grandes CONGRESSOS e CONFERÊNCIAS". Por outro lado descrevo o MEO Arena: Até 1998 existia uma grande falta de locais que conseguissem albergar mais de 5000 pessoas, por isso, foi criada esta sala polivalente capaz de colmatar todos esses problemas, "dispondo de aparato tecnológico exigido para COBERTURAS TELEVISIVAS MODERNAS ou para grandes ESPECTÁCULOS MUSICAIS ou teatrais. Entendem onde quero chegar? Temos um local com todas as características necessárias... Para que havemos de fazer remendos? (Nem sequer me falem de centralismos, porque se há pessoa que sofre disso sou eu)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:49

      Nãaaaaao!

      Eliminar
    2. Anónimo00:49

      Volto a dizer alguém imagina o título: "Santa Maria da Feira 2018"? Por amor de Deus

      Eliminar
    3. Anónimo22:54

      Mas o nome do local interfere em algo? Santa ignorância --' O que interessa é que seja memorável lá interessa o nome da cidade --'

      Eliminar
    4. Anónimo02:04

      E também interessa pagar as dívidas...

      Eliminar
  4. Anónimo22:24

    Muito bem escportugal: mostram-nos as 4 cidades de forma igual, a RTP que decida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:57

      Não vejo nada de igual

      Eliminar
    2. Anónimo12:40

      IGUAL AHHHAH,,, a RTP já decidiu assim que Portugal ganhou... e todos já sabem... isto tudo é so para a comissao da eurovisao assim obriga a estas perdas de tempo.

      Eliminar
  5. Anónimo22:58

    No ano passado nem me passava pela cabeça ter o ESC em Portugal, agora além disso até o meu concelho está a tentar sediar o concurso e irá ficar na história da Eurovisão como cidade candidata a receber o ESC 2018!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:57

      Ahah esquece o sonho...

      Eliminar
  6. Anónimo01:07

    Depois do que li esta parece-me a pior opção de todas.
    Lisboa 2018, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo02:03

    Estes chico-espertos querem é pagar a dívida que têm....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:51

      Alguém que percebe isso, finalmente!

      Eliminar
  8. Anónimo06:21

    Para quando uma decisão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:40

      Setembro sai cá para fora... é a data prevista. é e Lisboa 2018 claro.

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top