"Cantar no festival era um sonho de menina", afirmou Suzy em entrevista, onde confessou ter sido impedida de participar numa edição anterior do histórico programa da RTP.

Representou Portugal no Festival Eurovisão, em 2014, com o tema "Quero Ser Tua". Desde então, Suzy tem sido presença assídua em várias festas eurovisivas em todo o mundo. Com duas licenciaturas e um percurso recheado de experiências peculiares, Susana Guerra revelou numa entrevista conduzida por André Oliveira, estudante de Ciências da Comunicação da Universidade Autónoma de Lisboa, como tem sido o seu percurso pessoal e profissional.

Numa entrevista audio com cerca de 30 minutos, Suzy confessou que foi impedida para participar numa edição anterior do Festival da Canção pela sua produtora da época e que decidiu participar na edição de 2014 para concretizar um "sonho de menina". Sobre a edição de 2014, confessa que interpretou "uma personagem". "Aceitei o convite [do Emanuel] com as consequências todas que eu já sabia que ia ter e sofrer com isso". A artista afirmou que apenas teve oportunidade de ensaiar "duas vezes" antes do festival nacional. 

Já depois da vitória e de conquistar o título de representante de Portugal na Eurovisão, Suzy afirmou que a RTP lhe disse "para não fazer" tantas entrevistas e eventos antes da participação na Eurovisão. "Trabalhei muito, não gozei quase aquela semana em Copenhaga, não andei a passear, andei a trabalhar..." "Eu quis fazer - recorda - porque a RTP disse-me para eu não fazer.. e ir cantar a vários eventos eurovisivos à noite sabendo que ia ter uma semifinal que se aproximava. Quis fazer para que as pessoas começassem a ouvir e a cantar o tema." 

PODE OUVIR A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA AQUI


Suzy pisou o palco do Festival Eurovisão da Canção 2014, em Copenhaga, falhando o apuramento para a final por apenas 1 ponto. Recuperamos a atuação de seguida:




Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: UAL / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

9 comentário(s):

  1. Anónimo16:20

    Adoro ela. Beijo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:34

    isso é que é saber participar na Eurovisao. Nao ignorou nem falou mal, como muitos.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:43

    Suze Minha deusa rainha da noite. Quero ser teu

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:44

    Pode não ter tido a melhor música, mas será sempre a melhor representante portuguesa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:28

      Concordo. Eu tinha-a como 2 favorita atras de Mea Culpa, mas a Suzy em termos de trabalho e carisma foi das melhores de sempre no ESC

      Eliminar
  5. Anónimo22:50

    A Suzy foi até hoje a representante portuguesa que melhor soube lidar com o que é a eurovisão nos dias de hj. A relação com os fãs, a imprensa. Tudo correu mt bem tirando os episódios que aconteceram por cá. Toda a gente sabe como a EBU não gosta de canções difamadas e demasiado polémicas no seu país de origem. Não foi à toa que Portugal falhou a final por 1 ponto. Quem é que se ia importar que uma canção e cantora "odiadas" no próprio país, não se fosse qualificar para a final? Pois...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo23:21

    A RTP a tentar impedir que os artistas se promovam...que vergonha [-(
    Volto a disser...o Salvador foi um caso á parte,esta sorte não vai durar sempre mas a RTP deve pensar que vai continuar a usar o mesmo método e a ter bons resultados.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo10:19

    Para que isto não aconteça, seria mais competitivo para os países e traria concerteza melhores canções se o país vencedor não estivesse obrigado a sediar a eurovisão no ano seguinte. Cada país intressado em organizar o concurso deveria concorrer e deveria ser por voto. O país organizador deveria ser à parte do país vencedor. O país vencedor deveria ter um prémio em dinheiro em vez do simbólico microfone de cristal. Assim motivava a competição de melhores canções e não haveria aquela questão de "temos uma boa canção mas não queremos ganhar porque não temos condições de organizar um festival para o ano que vem".
    Isto aconteceu com a República Checa este ano. É verdade que não tinham uma canção para ganhar mas a televisão responsável disse á cantora que não se esmerasse porque não queriam nem podiam organizar um festival. Isto bloqueia o fluir de um concurso com qualidade.
    Esta é a minha opinião hà já alguns anos.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:28

    E claro que enquanto isto não acontecer o concurso nunca será transparente e idóneo, porque as vitórias são sempre cozinhadas nos bastidores.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top